A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
apostila do cuidador de idosos

Pré-visualização | Página 1 de 6

*
*
Curso de Cuidador 
*
*
 O CUIDADOR DE IDOSOS
Cuida de pessoas idosas que encontram dificuldades para desempenhar suas atividades. Suas tarefas envolvem o acompanhamento das atividades diárias e seu auxílio na alimentação, higiene pessoal, medicação de rotina e outros serviços necessários.
 É um ser humano de qualidades especiais, expressas pelo forte traço de amor a humanidade, de solidariedade e de doação mesmo quando remunerado ou não.
*
*
Excluídos aqueles para os quais sejam requeridos técnicas ou procedimentos identificados com profissões legalmente estabelecidas, particularmente na área da Enfermagem tais como: aplicações de injeções, medicação endovenosa, curativos complexos, instalação de soro, e colocação de sondas.
As atividades que o cuidador vai realizar devem ser planejadas junto aos profissionais de saúde e com os familiares
*
*
BIOSSEGURANÇA
 	Conceito: Conjunto de ações que visam a prevenção, minimização e a eliminação dos fatores de risco inerentes ao trabalho, que possam comprometer a saúde do homem, dos animais ou comprometer o meio ambiente.
*
*
EPI- EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL
Luvas;
Máscara;
Protetor Respiratório;
Avental e Gorro ;
Calçados;
Óculos de Proteção.
*
*
TÉCNICA DA HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS
		O hábito de higienizar corretamente as mãos reduz infecções, promovendo a segurança de pacientes, profissionais e demais usuários dos serviços de saúde. É a medida individual mais simples e barata de prevenir a propagação de infecções na assistência. 
*
*
*
*
*
*
QUAIS AS FUNÇÕES DO CUIDADOR
Atuar como elo entre o idoso, a família e a equipe de saúde;
Escutar, estar atento e ser solidário com o idoso;
Ajudar nos cuidados de higiene;
Estimular e ajudar na alimentação;
Ajudar na locomoção e atividades físicas, tais como: andar, tomar sol e exercícios físicos;
*
*
QUAIS AS FUNÇÕES DO CUIDADOR
Estimular atividades de lazer e ocupacionais;
 Realizar mudanças de posição na cama e na cadeira, e massagem de conforto;
Administrar as medicações, conforme prescrição e orientação da equipe de saúde;
Comunicar a equipe de saúde sobre mudanças no estado de saúde do idoso.
*
*
FUNÇÕES QUE NÃO SÃO DA COMPETÊNCIA DO CUIDADOR
 	O ato de cuidar não caracteriza o cuidador como um profissional da área da saúde, portanto o cuidador não deve executar procedimentos técnicos que sejam de competência do profissional da saúde, tais como: aplicações de injeções, medicação endovenosa, curativos complexos, instalação de soro, e colocação de sondas.
*
*
CATARATA
 	A catarata é uma lesão ocular que atinge e torna opaco o cristalino (lente situada atrás da íris cuja transparência permite que os raios de luz o atravessem e alcancem a retina para formar a imagem), o que compromete a visão.
 	A catarata pode ser congênita (casos raros) ou adquirida.
 A principal causa da doença é o envelhecimento. Embora o problema apareça geralmente em indivíduos com mais de 50 anos, há casos de crianças que já nascem com a doença (geralmente filhos de mães que tiveram rubéola ou toxoplasmose no primeiro trimestre de gestação).
 Outras causas de catarata são diabetes, uso sistemático e sem indicação médica de colírios, especialmente dos que contêm corticóides, inflamações intra-oculares e traumas como socos ou batidas fortes na região dos olhos.
 O único tratamento para catarata é o cirúrgico. O objetivo da cirurgia: simples, rápida e feita sob anestesia local – é substituir o cristalino danificado por uma lente artificial que recuperará a função perdida.gnóstico de catarata é feito pelo oftalmologista.
*
*
GLAUCOMA
 		Glaucoma é uma doença ocular causada principalmente pela elevação da pressão intra-ocular que provoca lesões no nervo ótico e, como conseqüência, comprometimento visual. Se não for tratado adequadamente, pode levar à cegueira.
		Há vários tipos de glaucoma. O glaucoma crônico simples ou glaucoma de ângulo aberto, que representa mais ou menos 80% dos casos, incide nas pessoas acima de 40 anos e pode ser assintomático. Ele é causado por uma alteração anatômica na região do ângulo da câmara anterior, que impede a saída do humor aquoso e aumenta a pressão intra-ocular.
 		A principal característica do glaucoma de ângulo fechado é o aumento súbito de pressão intra-ocular. O glaucoma congênito (forma mais rara) acomete os recém-nascidos e o glaucoma secundário que é decorrente de enfermidades como diabetes, uveítes, cataratas, etc.
*
*
GLAUCOMA
Sintomas
Glaucoma é uma doença assintomática no início. A perda visual só ocorre em fases mais avançadas e compromete primeiro a visão periférica. Depois, o campo visual vai estreitando progressivamente até transformar-se em visão tubular. Sem tratamento, o paciente fica cego.
De modo geral, a doença aparece com mais freqüência a partir dos 40 anos, mas pode ocorrer em qualquer faixa de idade, dependendo da causa que provocou a pressão intra-ocular mais elevada.
Diagnóstico
De modo geral, dois sinais merecem a atenção: pressão intra-ocular acima da média e alterações no nervo ótico, perceptíveis no exame de fundo de olho. Outros fatores podem ajudar a confirmar o diagnóstico.
São pacientes de risco os negros que têm maior propensão a desenvolver pressão alta, pessoas com mais de 35 anos e os portadores de diabetes. O histórico familiar também é importante para o diagnóstico, pois cerca de 6% das pessoas com glaucoma já tiveram outro caso na família.
Tratamento
Inicialmente, o tratamento é clínico e à base de colírios. Existem drogas por via oral que só são usadas em casos emergenciais.
Alguns tipos de glaucoma estão associados a distúrbios que requerem tratamento específico. Cessada a causa, a pressão intra-ocular regride e o problema visual desaparece. Portanto, a medicação oftalmológica é usada por prazo curto enquanto se trata a outra doença que provocou o glaucoma, por exemplo, diabetes.
O glaucoma crônico – tipo mais comum da doença – exige o uso constante de colírios pela vida inteira, porque não tem cura. Como pode ser controlado por meio de medicação, cirurgia ou raio laser, o paciente precisa ser mantido sob controle ininterruptamente.
Tratamento inadequado ou falta de tratamento podem levar à cegueira.
*
*
Acidente Vascular Encefálico
(AVE)
*
*
O Acidente Encefálico Hemorrágico AVEH
		É o sangramento cerebral provocado pelo rompimento de uma artéria ou vaso sanguíneo, em decorrência da hipertensão arterial traumatismos cranianos ou problemas na coagulação do sangue.
		Pode ocorrer em pessoas mais jovens e sua evolução, bem como suas sequelas são mais graves.
*
*
AVEH
*
*
*
*
*
*
*
*
SINTOMAS
*
*
*
*
SINAIS E SINTOMAS DO AVE
Perda repentina da força muscular, espasmos e/ou perda de movimentos;
Perda súbita da visão;
Dificuldades para falar e confusão mental;
Formigamento em um dos lados do corpo;
Alterações da memória;
Dor de Cabeça muito forte,de início abrupto, sem causa aparente;
Perda visual repentina, particularmente de um olho apenas;
Aumento da Pressão Intracraniana;
Náuseas e vômitos.
*
*
O QUE FAZER:
 	O mais importante a fazer é saber reconhecer os sinais e sintomas e procurar o atendimento de emergência. 	Qualquer suspeita de AVE deve ser encaminhada imediatamente para atendimento hospitalar. O uso imediato de medicamentos adequados pode diminuir a extensão dos danos. 
*
*
O QUE FAZER:
A cirurgia pode ser indicada para retirar o coágulo, aliviar a pressão cerebral ou revascularizar veias ou artérias comprometidas, infelizmente células cerebrais não se regeneram nem há tratamento que possa regenerá-las. No entanto, existem recursos terapêuticos capazes de ajudar a restaurar movimentos e fala,o quanto antes começarem a ser aplicados melhor os resultados.
*
*
ATENÇÃO E CUIDADOS PARA PREVENIR O AVE
Manter a pressão arterial