A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
africa2

Pré-visualização | Página 1 de 2

As perspectivas historiográficas inseriram a História da África dentro da História Geral, isto porque não existiam linhas de pesquisas que permitissem a compreensão do mosaico da diversidade cultural africana. Esta falta de estudos acerca das sociedades e culturas africanas impedia o historiador de enxergar o Continente Africano como o principal ator do processo historiográfico. Com relação às consequências das representações desfocadas da História da África e de como chegavam ou ainda chegam aos manuais escolares, analise as sentenças a seguir:
I- A circulação e a difusão dos saberes sobre a História da África até as décadas de 1970 e 1980 chegavam aos manuais escolares (ou ainda chegam) de forma racionalizada e ancoradas numa visão eurocêntrica. 
II- Podemos conceber que a história da África era projetada no espaço mundial numa perspectiva eurocêntrica. Contudo, não podemos negar que desde a história da colonização, iniciou-se uma intensa produção historiográfica com objetivo de resgatar a historicidade do Continente Africano e de sua diversidade cultural, o que mudou a percepção dos alunos com relação aos africanos escravizados.  
III- Em 1972, o historiador africano Joseph Ki-Zerbo questionava a circulação de estudos sobre a história da África. De acordo com o autor, desde a colonização ou mesmo com os processos de independência, a história da África não passava de um mero apêndice dentro da história do país colonizador. E esta forma de abordar a história se refletia na prática pedagógica e nos processos de ensino e aprendizagem de história. 
IV- Desde as décadas de 1970 e 1980, várias correntes africanas se difundiram em diferentes países dando início a pesquisas sobre a História da África e dos povos africanos escravizados. Esta intensa produção historiográfica dentro do Continente Africano teve e ainda tem como propósito retirá-lo da obscuridade e integrá-lo no cenário da história em âmbito mundial. A Lei 10.639/2003 vem contribuir para a formação dos professores e para que esses saberes cheguem aos espaços de educação.  
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As sentenças I, II e III estão corretas.
	 b)
	As sentenças II, III e IV estão corretas.
	 c)
	As sentenças I, III e IV estão corretas.
	 d)
	As sentenças II e IV estão corretas.
	2.
	Os historiadores africanos se deparam com alguns problemas metodológicos para o estudo da História da África, dentre os quais, a carência de fontes históricas escritas e para o preenchimento de algumas lacunas históricas. Com relação à história da África Antiga, por exemplo, as fontes escritas se sustentam principalmente em relatos de viajantes muçulmanos sobre as regiões mais ao Norte que ao Sul ou regiões de florestas. Entretanto, isto não inviabiliza as investigações. Quanto às fontes disponíveis para os estudos dos povos africanos, analise as sentenças a seguir:
I-A linguística e a arqueologia têm um papel extremamente relevante para os estudos da história da África. A primeira, por recolher os objetos que permitem suprir a carência de informações escritas. A segunda, porque o estudo das influências que uma língua africana exerceu sobre outras, dá pistas sobre o modo de vida original dessas populações e sobre as relações de parentesco étnico entre os vários povos.  
II- Os relatos da tradição oral têm permitido confirmar muitas das informações transmitidas pelos viajantes e, com base nessas relações de parentesco étnico, é possível fazer inferências sobre o comportamento de povos sobre os quais se tem pouca informação direta.
III- Alguns dos principais elementos da cultura material da África Antiga foram revelados pela arqueologia e encontram-se em sítios arqueológicos, dentre os quais, na Nigéria, no Congo e no Zimbábue. Algumas dessas produções se veem representadas nas coleções africanas do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo - MAE/USP através de objetos oriundos de complexos culturais do presente - caso dos iorubás, Nigéria.
IV- Os africanos, sendo um povo onde sua cultura tem como principal característica enfatizar o emprego da oralidade na transmissão oral do conhecimento, o faz de forma muito semelhante aos padrões culturais europeus. 
V- Sob a ótica do povo africano, a palavra expressa de forma oral possui um grande valor, sendo atribuído a mesma, um nível de relevância tamanho que chega a ser vista como elemento místico capaz de criar ou até mesmo destruir. 
Assinale a alternativa CORRETA:
FONTE: CHAVES, Mara Rodrigues. Legado e patrimônio: narrativas de sítios arqueológicos de arte africana. Mestrado em Arqueologia. Universidade de São Paulo. Biblioteca do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo, 2015. 286f. 
PIRES, Ricardo Annanias. A tradição oral africana e as raízes do Jazz. Mestrado em História Econômica. Instituição de Ensino: Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. 136 f.
FONTE DA IMAGEM: Disponível em: <http://bit.ly/2uVwJh3>. Acesso em: 25 maio 2017.
	
	 a)
	As sentenças I, II, IV e V estão corretas.
	 b)
	As sentenças I, II e III estão corretas.
	 c)
	As sentenças II, IV e V estão corretas.
	 d)
	As sentenças II, III e V estão corretas.
	3.
	Em meio às tradições religiosas da África, é possível relacionar o Islamismo, que a partir do século VII e X foi introduzido nas regiões do Egito e do Norte da África. Com relação ao processo de entrada da tradição religiosa islâmica no continente africano e do processo de islamização da população africana, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) As atividades comerciais e as habilidades guerreiras favoreceram o processo de islamização da população africana.
(    ) Um dos traços da postura dos islâmicos diante das tradições religiosas de outros povos foi o de intolerância diante de qualquer costume e crença.
(    ) As unidades políticas muçulmanas em meio às sociedades africanas exigiam a cobrança de impostos à população que não optasse pela conversão religiosa. 
(    ) Nas regiões em que as atividades comerciais de trabalhadores escravizados eram fortes, não havia interesse em evangelizar os prisioneiros.
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	V - V - F - V.
	 b)
	F - V - V - V.
	 c)
	V - F - V - V.
	 d)
	V - V - V - F.
	4.
	A noção de uma África 'historicizada' requer que ela seja abordada e levada em consideração como sendo o ponto de partida para se explicar a história do Ocidente, e de 'hominização' de que a África é o ponto de partida da humanidade. Com relação à importância da África às demais sociedades, analise as sentenças a seguir:
I- As sociedades africanas são responsáveis pelas realizações da criação de animais, da agricultura e da metalurgia, pressupostos essenciais ao desenvolvimento de qualquer civilização.
II- As relações comerciais sempre estiveram no centro das atividades econômicas das cidades africanas quando da formação das primeiras sociedades da humanidade e da época antiga.
III- As atividades de navegação sempre foram bem-sucedidas pelas sociedades africanas, tanto que mantinham relações com as regiões do Oriente, da Índia, Europa, China, entre outros.
IV- A civilização europeia supera a civilização africana somente diante do fato de que reúne os exemplares mais antigos de estruturas de estados e governos, bem como de atividades comerciais.    
Agora, assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	Somente a sentença III está correta.
	 b)
	As sentenças I, III e IV estão corretas.
	 c)
	As sentenças I, II e IV estão corretas.
	 d)
	As sentenças I, II e III estão corretas.
	5.
	As fontes históricas apontam para o fato de que, antes da chegada dos europeus ao continente, os povos africanos haviam navegado os mares (inclusive o Oceano Atlântico) e estabelecido contatos com outros povos. Entre os povos que mantiveram relações de comércio com os povos africanos podem ser destacados os:
	 a)
	Japoneses

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.