A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
TCC-Desenvolvimento

Pré-visualização | Página 1 de 4

A IMPORTANCIA DO BRINCAR E DAS BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL- JOGOS E BRINCADEIRAS
RESUMO
Este trabalho demonstra a importância dos jogos e brincadeiras no processo de ensino- aprendizagem. Através da brincadeira a criança exercita todas as suas potencialidades, desenvolvendo o seu lado social, motor e cognitivo. O brincar é um direito fundamental de todas elas, cada criança deve estar em condições de captar as oportunidades educativas voltadas para satisfazer suas necessidades básicas de aprendizagem. A escolha do tema esta vinculada a atividade do brincar, jogos e brincadeiras. O brincar ajuda a criança no desenvolvimento afetivo, físico, intelectual e social, pois, através das atividades lúdicas, a criança forma conceitos, relaciona idéias, estabelece relações lógicas, desenvolve as expressões orais e corporais, reforça as habilidades sociais condensa a agressividade integra-se na sociedade e constrói o seu próprio conhecimento. A metodologia empregada é em forma de pesquisa de campo, na qual, são feitas observações e registros para entender melhor como o brincar facilita na aprendizagem das crianças de 4 e 5 anos de idade.
Palavras- chave: Aprendizagem. Jogos. Brincadeiras.
1 INTRODUÇÃO
A importância do brincar- jogos e brincadeiras na aprendizagem dos alunos, pois através do mesmo, abrir- se- á um leque para muitos questionamentos e reflexão em se tratando do desenvolvimento infantil.			
A principal vidência é a que cada ser humano traz consigo o espírito de criança, pois, todo ser humano, um dia já foi criança, e assim também analisar como o lúdico é indispensável para a aprendizagem dos pequeninos na educação infantil, percebendo assim as diferentes realidades socioeconômicas e culturais dos alunos, através destas estabelecer relações de ação lúdica entre professores e alunos em sala de aula, para que assim aconteça o processo de construção do conhecimento e a boa relação entre todos. O problema da pesquisa traz como pergunta- chave: Quais as formas de brincar e que tipos de jogos e brincadeiras a EMEF Jacob Dickel do interior de Arroio do Tigre- RS desenvolve para um bom desenvolvimento cognitivo e afetivo na Educação Infantil? 					
A presente pesquisa tem como objetivo identificar a importância do brincar e brincadeira na educação infantil, no desenvolvimento da aprendizagem.		 Desta forma será observado a turma da pré- escola, as contribuições dos jogos e brincadeiras, e também analisar a classificação dos jogos como pode influenciar no comportamento dos alunos, ver como é o relacionamento entre eles e suas dificuldades no momento em que estão realizando as brincadeiras.		
E assim nesta perspectiva analisar juntamente com a professora da turma quais as dificuldades, também o que pode ser melhorado no ambiente escolar, como é o convívio entre os alunos e professores, e também perguntar de que forma o lúdico está sendo aplicado para a promoção do ensino- aprendizagem das crianças no seu cotidiano.
2 A CONTRIBUIÇÃO DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NO DESENVOLVIMENTO DA APRENDIZAGEM DA CRIANÇA
As crianças aprendem cada vez mais brincando, os educadores sabendo disso deverão desfrutar da presença dos jogos e brincadeiras onde exerce uma prática pedagógica com vários recursos no processo de ensino- aprendizagem da criança, pois esses recursos ajudarão a ensinar diferentes conteúdos de uma forma mais prazerosa. Desse modo, a criança aprende como ela gosta de uma forma mais alegre e divertida e, portanto eficaz. 								Acredito que brincando a criança compreende, ela aprende a se socializar em grupos, onde a mesma utiliza regras, aprende a dividir, a competir e, a cumprir as regras.												A escola pode tirar proveito dos materiais concretos e de jogos e brincadeiras para ajudar a criança na aprendizagem e tornar as aulas cada vez mais agradáveis e produtivas para elas.									 Ao brincar as crianças revivem situações que acontecem no seu dia a dia que conseguem entende-los, e ao brincar as crianças são estimuladas a perceber que estão explorando diferentes espaços onde ela esta incluída para criar formas e representá-los através de sua imaginação. O desenvolvimento infantil é de extrema importância que a criança brinque, pois é uma atividade sociocultural, impregnada de valores, hábitos e normas onde consideramos o modo de agir e pensar dentro de um grupo social. Para Lopes, (2005, p.35):
“O jogo para a criança é o exercício, e a preparação para a vida adulta”. 
Com base nessa informação percebe-se que a criança aprende brincando, o jogo para ela é o exercício que a faz desenvolver suas potencialidades. Enquanto a criança está simplesmente brincando ela incorpora valores, conceitos e conteúdos. Conforme a criança brinca, ela incorpora valore culturais e sociais o educador ao agradar a criança aprende novos conceitos e conteúdos de uma forma mais agradável e de maneira que ela gosta. De acordo com Teixeira (2010, p. 44):
Brincar é fonte de lazer, mais é, simultaneamente, fonte de conhecimento, é esta dupla natureza que nos leva a considerar o brincar com parte integrante da atividade educativa. 
Nesse sentido, podemos perceber que o brincar assume duas idéias diferentes, pois, por meio dessas atividades, ao mesmo período em que a criança está brincando ela esta introduzindo novos conhecimentos.
Os jogos e brincadeiras são surpreendentes recursos pedagógicos em que o professor deve utilizar na sala de aula, esses recursos devem ser usados não apenas como passatempo, mas também como meio para a construção de conhecimentos em situações formais de aprendizagem. Ainda em relação ao jogo e aprendizagem kishimoto (2011, p. 41) afirma que:
Quando as situações lúdicas são propositalmente criadas pelo adulto com vistas a estimular certos tipos de aprendizagem, onde surge a dimensão educativa. Desde que mantidas as condições para a expressão do jogo, ou seja, a ação intencional da criança para brincar o educando está potencializando as situações de aprendizagem.
A área educativa surge quando o professor utiliza as atividades lúdicas de forma intencional, tendo em vista os objetivos firmados ao desenvolver das aprendizagens dos alunos. Os jogos são utilizados como uma das ferramentas para ensinar os conteúdos na educação, é necessária uma intencionalidade educativa, o qual implica o professor fazer um planejamento, pretendendo alcançar objetivos. A importância da brincadeira na vida da criança fica explicita nas palavras de Teixeira (2010, p.49) quando afirmar que:
Por meio da brincadeira, a criança aprende a seguir regras, experimentar formas de comportamento e se socializar, descobrindo o mundo ao seu redor. Brincando com outras crianças, encontra seus pares e interage socialmente, descobrindo, dessa forma, que não é o único sujeito da ação, e que, para alcançar seus próprios objetivos, precisa considerar o fator de que outros também têm objetivos próprios.
Percebe- se na idéia da autora algumas contribuições onde a brincadeira pode proporcionar as crianças para o seu desenvolvimento e aprendizagem. As atividades lúdicas são de fundamental importância para o desenvolvimento infantil da criança, já que é uma atividade sociocultural, impregnada de valores, hábitos e normas que cuidam o modo de agir e pensar de um grupo social. Conseguimos observar a importância da influencia de jogos e brincadeiras no processo de ensino- aprendizagem e no desenvolvimento da criança.
2.1 O JOGO
Para as crianças, o jogo é visto como um divertimento e não como uma maneira de deter conhecimentos, pois para elas os princípios e situações posteriores dele não passa de estímulos para induzir mais atenção e interesse além de produzir um instinto de competição, a qual deve ser dosada, para que aconteça de maneira saudável. Como as teorias de Piaget (1976) e Vygotsky (1984) entendemos que é necessário refletir sobre o papel do professor ao empregar o lúdico como um recurso pedagógico, que lhe facilita o conhecimento sobre a realidade lúdica de seus alunos, bem