A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
taula04

Pré-visualização | Página 1 de 2

CIVIL VI –Testes 04 -
	 1a Questão
	No direito brasileiro: 
	 
	a sucessão legítima é subsidiária em relação à sucessão testamentária.
	
	a sucessão testamentária só pode abranger os bens da legítima.
	
	a sucessão testamentária só pode abranger 20% do patrimônio do de cujus.
	
	a sucessão testamentária não pode abranger os bens da legítima.
	
	a sucessão testamentária prevalece em qualquer caso, sem levar em consideração a sucessão legítima.
	Explicação: Compreensão dos arts. 1845 a 1850 do CC a despeito dos direitos dos herdeiros necessários, em que estes terão direito à metade dos bens do falecido, quando este deixar testamento.
	
	 2a Questão
	
	Em testamento, Antônio previu a constituição de fundação para a promoção da educação de crianças carentes. Quando de seu falecimento, constatou-se que os bens destinados à criação da fundação seriam insuficientes para sua constituição. O testamento nada previu para esta hipótese. Os bens deverão ser
	 
	destinados para outra fundação que se proponha a igual ou semelhante fim.
	
	repartidos entre os herdeiros de Antônio.
	
	destinados ao Município.
	
	doados a qualquer organização sem fins lucrativos, ainda que de natureza diversa.
	
	destinados a qualquer outra fundação, desde que no mesmo âmbito territorial.
	Explicação: Art. 63 CC. Quando insuficientes para constituir a fundação, os bens a ela destinados serão, se de outro modo não dispuser o instituidor, incorporados em outra fundação que se proponha a fim igual ou semelhante.
	
	3a Questão
	
	Sobre a legitimidade passiva é incorreto afirmar que:
	
	Pelo princípio da Saisine, como não existe sujeito subjetivo sem titular, no mesmo instante que ocorre o fim da existência da pessoa natural, abre-se a sucessão e a herança transmite-se automaticamente sine facto ominis.
	 
	Em qualquer situação a pessoa só poderá dispor por testamento 50% do seu patrimônio.
	
	A massa patrimonial deixada pelo autor da herança denomina-se espólio.
	
	A legitimidade passiva para suceder é a regra e a ilegitimidade a exceção. Assim, como regra, todas as pessoas nascidas ou concebidas no momento da abertura da sucessão estão aptas à suceder.
	
	O princípio Saisine está previsto no ordenamento brasileiro no art. 1784 do C.C.
	Explicação: - Na forma do art. 1789 do CC a afirmativa é caso de legitimidade ativa. Art. 1.789. Havendo herdeiros necessários, o testador só poderá dispor da metade da herança.
	
	 4a Questão
	
	
	Os pais de Raimundo já haviam falecido e, como ele não tinha filhos, seu sobrinho Otávio era seu único parente vivo. Seu melhor amigo era Alfredo. Em um determinado dia, Raimundo resolveu fazer sozinho uma trilha perigosa pela Floresta dos Urucuns e, ao se perder na mata, acidentou-se gravemente. Ao perceber que podia morrer, redigiu em um papel, datado e assinado por ele, declarando a circunstância excepcional em que se encontrava e que gostaria de deixar toda a sua fortuna para Alfredo. Em razão do acidente, Raimundo veio a falecer, sendo encontrado pelas equipes de resgate quatro dias depois do óbito. Ao seu lado, estava o papel com sua última declaração escrita em vida, que foi recolhido pela equipe de resgate e entregue à Polícia. Ao saber do ocorrido, Otávio consulta seu advogado para saber se a declaração escrita por Raimundo tinha validade. Com base na hipótese narrada, assinale a afirmativa correta.
	
	O testamento será nulo
	
	O testamento deixado por Raimundo não tem validade em virtude da ausência das formalidades legais para o ato de última vontade, em especial a presença de testemunhas.
	 
	O testamento deixado por Raimundo poderá ser confirmado, a critério do juiz, já q a lei admite o testamento particular sem presença testemunhas qdo testador estiver em circunstâncias excepcionais.
	
	O testamento deixado por Raimundo não tem validade porque a lei só admite o testamento público, lavrado na presença de um tabelião.
	 
	O testamento deixado por Raimundo tem validade, mas suas disposições terão que ser reduzidas em 50%, pelo fato de Otávio ser herdeiro de Raimundo.
	Explicação: - Art. 1.879 CC. Em circunstâncias excepcionais declaradas na cédula, o testamento particular de próprio punho e assinado pelo testador, sem testemunhas, poderá ser confirmado, a critério do juiz.
	
	 5a Questão
	
	
	Ester, viúva, tinha duas filhas muito ricas, Marina e Carina. Como as filhas não necessitam de seus bens, Ester deseja beneficiar sua irmã, Ruth, por ocasião de sua morte, destinando-lhe toda a sua herança, bens que vieram de seus pais, também pais de Ruth. Ester o(a) procura como advogado(a), indagando se é possível deixar todos os seus bens para sua irmã. Deseja fazê-lo por meio de testamento público, devidamente lavrado em Cartório de Notas, porque suas filhas estão de acordo com esse seu desejo. Assinale a opção que indica a orientação correta a ser transmitida a Ester.
	 
	Ester pode dispor de 50% de seu patrimônio em favor de Ruth, cabendo os outros 50% necessariamente às suas filhas, Marina e Carina, na proporção de 25% para cada uma.
	
	Em virtude de ter descendentes, Ester não pode dispor de seus bens por testamento.
	
	Ester só pode dispor de 1/3 de seu patrimônio em favor de Ruth, cabendo o restante de sua herança às suas filhas Marina e Carina, dividindo-se igualmente o patrimônio.
	
	Todas alternativas estão incorretas.
	
	Ester pode dispor de todo o seu patrimônio em favor de Ruth, já que as filhas estão de acordo.
	Explicação: - Aplicação do limite da liberdade de testar do art. 1789 do CC.
	
	 6a Questão
	
	
	 Ao estipular o doador que os bens doados reverterão ao seu patrimônio se o donatário vier a falecer antes dele, qual é o tipo de doação?:
	
	Condição a prazo determinado
	 
	 Com cláusula de reversão. 
	
	 Condição positiva
	
	 Conjuntiva inoficiosa. 
	
	Sob condição suspensiva expressa
	Explicação: -Dispõe o artigo 547 do Código Civil que ¿O doador pode estipular que os bens doados voltem ao seu patrimônio, se sobreviver ao donatário¿.O bem adquirido pelo donatário com tal cláusula estará, portanto, sujeito à condição resolúvel, sendo, assim, uma modalidade de propriedade temporária
	
	 7a Questão
	
	
	Caduca o legado, se:
	
	sobrevier descendente sucessível, desconhecido do testador quando testou.
	
	o testamento não respeitar os requisitos essenciais à sua validade.
	
	referir à pessoa incerta impossível de se identificar.
	 
	a coisa perecer ou for evicta.
	
	inquinado de erro, dolo ou coação.
	Explicação: - Art. 1.939. Caducará o legado:I - se, depois do testamento, o testador modificar a coisa legada, ao ponto de já não ter a forma nem lhe caber a denominação que possuía; II - se o testador, por qualquer título, alienar no todo ou em parte a coisa legada; nesse caso, caducará até onde ela deixou de pertencer ao testador; III - se a coisa perecer ou for evicta, vivo ou morto o testador, sem culpa do herdeiro ou legatário incumbido do seu cumprimento; IV - se o legatário for excluído da sucessão, nos termos do art. 1.815; V - se o legatário falecer antes do testador. Art. 1.940. Se o legado for de duas ou mais coisas alternativamente, e algumas delas perecerem, subsistirá quanto às restantes; perecendo parte de uma, valerá, quanto ao seu remanescente, o legado.
	
	 8a Questão
	
	
	Marcos, Alberto, Carla, José e Paulo são irmãos e herdeiros da mãe falecida. Marcos deseja transferir seus direitos sucessórios para Carla onerosamente, tendo garantido a preferência também a Alberto e Paulo. Diante disso, marque a alternativa correta:
	
	O negócio jurídico depende do deferimento do juiz da sucessão.
	
	Não havia necessidade de se conferir preferência porque não se trata de condomínio.
	 
	José poderá impugnar a cessão porque não lhe foi oferecido o quinhão de Marcos.
	
	A cessão está perfeita,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.