A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
TRIBUTÁRIO II - LISTA DE EXERCÍCIOS 10 - RESPOSTAS

Pré-visualização | Página 1 de 2

LISTA DE EXERCÍCIOS 10 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
1) Quando ocorrerá o lançamento por homologação? Exemplifique. 
 
O lançamento por homologação ocorre quando a legislação vigente impõe ao sujeito passivo o dever 
de antecipar o pagamento de determinados tributos, sem prévio exame da autoridade administrativa, 
que posteriormente o homologa. 
É o que ocorre nos casos do IR, II, ICMS, ISS etc. 
_________________________________________________________________________________________________ 
 
2) (Cesgranrio/Petrobrás/Advogado/2010) Em 19/03/2009, teve início fiscalização da Secretaria da Receita Federal do 
Brasil (RFB) perante a Empresa ITFB Ltda., que foi intimada a apresentar documentos e prestar esclarecimentos. Em 
11/01/2010, a empresa foi cientificada da lavratura de auto de infração, pelo qual a RFB constitui crédito tributário de 
imposto de renda retido na fonte (IRRF), relativo a fato ocorrido em 15/06/2004, sob acusação comprovada da prática 
de conduta dolosa e fraudulenta, com o intuito de ocultar a ocorrência do fato gerador. Nesse caso, de acordo com a 
posição sedimentada dos órgãos administrativos incumbidos de julgar a matéria, a contagem do prazo decadencial de 
5 (cinco) anos para constituir o crédito tributário: 
 
a) Sequer teve início, em razão da comprovada ocorrência de dolo e fraude. 
 
b) Foi iniciada no primeiro dia do exercício seguinte àquele em que o lançamento poderia ter sido efetuado, 
em razão da comprovada ocorrência de dolo e fraude. 
 
c) Foi iniciada na data de ocorrência do fato gerador, pois o IRRF é tributo sujeito a lançamento por 
homologação. 
 
d) Foi iniciada na data de início da fiscalização, momento em que o Fisco pôde tomar conhecimento da 
conduta dolosa e fraudulenta do contribuinte. 
 
e) Foi iniciada na data de ocorrência do fato gerador, mas foi interrompida com o início da fiscalização 
dentro do prazo de 5 (cinco) anos. 
_________________________________________________________________________________________________ 
 
3) (Vunesp/PGM/Caieiras/Assessor/2015) Nos termos do Código Tributário Nacional, o lançamento por homologação, 
que ocorre quanto aos tributos cuja legislação atribua ao sujeito passivo o dever de antecipar o pagamento sem prévio 
exame da autoridade administrativa, opera-se pelo ato em que a referida autoridade, tomando conhecimento da 
atividade assim exercida pelo obrigado, expressamente a homologa. Se a lei não fixar prazo à homologação, será ele de 
cinco anos. Expirado esse prazo sem que a Fazenda Pública se tenha pronunciado, considera-se homologado o 
lançamento e definitivamente extinto o crédito, salvo se comprovada a ocorrência de dolo, fraude ou simulação. 
Referido prazo conta-se 
 
a) Da constituição do crédito tributário. 
b) Do primeiro dia do exercício seguinte àquele em que o lançamento poderia ter sido efetivado. 
c) Da ocorrência do fato gerador. 
d) Da notificação para pagamento 
e) Do mesmo dia do ano seguinte àquele em que o lançamento poderia ter sido efetivado 
ORIENTAÇÕES: 
 Esta atividade, em conjunto com as demais listas a serem disponibilizadas, corresponde à PARCIAL II; 
 O trabalho pode ser realizado COM A MESMA DUPLA da primeira lista, e deve ser MANUSCRITO; 
 Todas as listas de exercícios disponibilizadas deverão ser entregues na aula que antecede a OFICIAL II. 
Página 2 de 3 
 
 
4) Qual a distinção essencial entre o lançamento por homologação e o lançamento por declaração? 
 
A distinção essencial entre o lançamento por declaração e lançamento por homologação está em que, 
no primeiro, a lei impõe ao contribuinte o dever de prestar informações à Administração Tributária 
quanto ao fato gerador do tributo, mas a exigibilidade deste fica a depender de uma providencia da 
autoridade administrativa. Prestadas as informações, isto é, feita a declaração, o contribuinte fica a 
aguardar o lançamento que a autoridade fará com base nelas. Não tem o dever de pagar antes de ser 
notificado do lançamento. 
Já no segundo, o contribuinte é obrigado a apurar o valor do tributo e antecipar o pagamento 
respectivo, sem prévio exame da autoridade administrativa, que posteriormente o homologa. 
_________________________________________________________________________________________________ 
 
5) (FCC/Sefin/São Paulo/Auditor/2012) Um determinado tributo, cuja legislação de regência determine aos seus 
contribuintes a emissão do correspondente documento fiscal, com sua posterior escrituração no livro fiscal próprio, 
seguida da apuração do valor devido no final de cada período de competência e, finalmente, do subsequente 
recolhimento do valor apurado junto à rede bancária, tudo sem a prévia conferência do fisco, ficando essa atividade 
desenvolvida pelo contribuinte sujeita à posterior análise e exame pelo agente do fisco, que poderá considerá-la exata 
ou não, caracteriza a forma de lançamento denominada 
 
a) De ofício. 
b) Por homologação. 
c) Por declaração. 
d) Misto. 
e) Extemporâneo. 
_________________________________________________________________________________________________ 
 
6) (FGV/Sefaz/MSFiscal/2006) Em se tratando de lançamento por homologação, sem prazo fixado em lei, decorridos 
cinco anos sem pronunciamento da Fazenda Pública: 
 
a) O lançamento não será considerado homologado, enquanto a Fazenda não o fizer de ofício. 
 
b) O lançamento sempre será considerado homologado. 
 
c) O lançamento sempre será considerado homologado e o crédito definitivamente extinto. 
 
d) O lançamento será considerado homologado e o crédito definitivamente extinto, salvo se comprovada a 
ocorrência de culpa, dolo, fraude ou simulação. 
 
e) O lançamento será considerado homologado e o crédito definitivamente extinto, salvo se comprovada a 
ocorrência de dolo, fraude ou simulação. 
_________________________________________________________________________________________________ 
 
7) (Vunesp/IPT/Advogado/2011) O crédito tributário decorrente do imposto sobre operações relativas à circulação de 
mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação constitui-se 
pelo lançamento: 
 
a) De oficio. 
b) Direto. 
c) Por declaração. 
d) Por homologação. 
e) Indireto. 
_________________________________________________________________________________________________ 
 
8) Quais são as formas de homologação previstas? 
 
A homologação do lançamento realizada pelo contribuinte, pela administração, pode ser expressa ou 
ficta. 
Página 3 de 3 
 
Na homologação expressa, o fisco, tomando conhecimento da atividade, expressamente a homologa 
no prazo de cinco anos contados da ocorrência do fato gerador. 
Já na homologação ficta, o fisco não se pronuncia no prazo de 05 anos, considerando-se tacitamente 
homologado o lançamento e definitivamente extinto o crédito, salvo se comprovada a ocorrência de 
dolo, fraude ou simulação. 
 
 
9) (Cesgranrio/BNDES/Advogado/2013) A Empresa PAPEL CHIC Ltda. vende diretamente a consumidores finais ou 
clientes artigos de papelaria em diversos estabelecimentos comerciais ou filiais localizadas na capital do Estado Y, 
Brasil, resultando, com isso, na obrigatoriedade de recolher ICMS, com base nas operações relativas à circulação de 
mercadorias. Isso posto, o dever de antecipar o pagamento do aludido ICMS devido pelo contribuinte em questão, sem 
prévio exame da autoridade administrativa, operando-se pelo ato em que a referida autoridade, tomando 
conhecimento da atividade do contribuinte, expressamente o homologa, enquadra-se na modalidade de lançamento 
tributário 
 
a) Direto. 
b) Por declaração. 
c) Por homologação. 
d) Por arbitramento. 
e) Por autolançamento. 
 
_________________________________________________________________________________________________ 
 
10) (FCC/DPE/AM/Defensor/2013)