A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
pop2 luvas estéreis

Pré-visualização | Página 1 de 1

POP Nº002/CTENF – LUVAS ESTÉREIS 1 
 
ESCOLA TÉCNICA POTIGUAR – SAÚDE 
CURSO TÉCNICO EM ENFERMAGEM 
 
PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO 
 
TÍTULO: LUVAS ESTÉREIS Nº002/CTENF 
Elaborador por: Professores e Preceptores do Curso Técnico em Enfermagem. Versão nº001 
Aprovado por: Coordenação do Curso Técnico em Enfermagem. Criação: 07/2017 
FINALIDADE: Prevenir a contaminação e transmissão de infecções ao paciente durante a 
utilização de materiais estéreis e realização de procedimentos invasivos. 
 
ORIENTAÇÕES GERAIS 
 
• Manter as unhas curtas; 
• Não usar adornos (anéis, pulseiras, relógios de pulso, dentre outros); 
• Utilize-as para proteção individual, nos casos de contato com sangue e líquidos corporais e ao 
contato com mucosas e pele não íntegra de todos os pacientes; 
• Utilizá-las para reduzir a possibilidade de os micro-organismos das mãos do profissional 
contaminarem o campo operatório (luvas cirúrgicas); 
• Troque de luvas sempre que entrar em contato com outro paciente; 
• Trocar de luvas sempre que entrar em contato com outro paciente; 
• Trocar de luvas durante o contato com o paciente se for mudar de um sítio corporal 
contaminado para outro, limpo; 
• Trocar de luvas quando estas estiverem danificadas; 
• Observe a técnica correta de remoção de luvas para evitar a contaminação das mãos; 
• Higienizar as mãos antes e após o uso de luvas. 
 
TÉCNICA 
 
 CALÇAR LUVAS 
 
1) Realizar a higienização das mãos; 
2) Selecionar o par de luvas compatível com as suas mãos; 
3) Verificar as condições do invólucro; 
4) Abrir a embalagem externa, puxando a camada superior; 
5) Retirar a embalagem interna manuseando somente a parte externa; 
6) Abrir a embalagem interna sobre superfície limpa e seca, e expor as luvas esterilizadas de modo 
que os punhos fiquem voltados para você; 
7) Com o polegar e o indicador da mão não-dominante, segurar o punho dobrado da luva 
esterilizada para a mão dominante; 
8) Erguer e segurar a luva com os dedos voltados para baixo. Cuidar para que ela não toque objetos 
não esterilizados; 
9) Inserir a mão não-dominante na luva e puxá-la. Deixar o punho dobrado até que a outra luva 
seja colocada; 
10) Mantendo o polegar para fora, deslizar os dedos da mão enluvada por baixo do punho da outra 
luva e levantá-la; 
11) Inserir a mão não-dominante na luva; 
12) Ajustar as luvas nas duas mãos, tocando apenas as áreas esterilizadas. 
 
 POP Nº002/CTENF – LUVAS ESTÉREIS 2 
 RETIRAR LUVAS 
 
1) Com a mão dominante, segurar a outra luva perto da extremidade do punho e retirá-la, 
invertendo-a, com a área contaminada no lado interno. Continuar segurando a luva; 
2) Deslizar os dedos da mão sem luva para dentro da luva restante. 
3) Segurar a luva pela parte interna e retirá-la, virando a parte interna para fora, sobre a mão e a 
outra luva; 
4) Desprezar as luvas no lixo infectante; 
5) Realizar a higienização das mãos. 
 
ANEXO