Ambiente+do+cuidar+compactada
48 pág.

Ambiente+do+cuidar+compactada


DisciplinaPráticas do Cuidar I6 materiais39 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Instrumentalização do Cuidar I
Ambiente de Cuidado:
Hospitalar
Ambulatorial
Atenção Domiciliar
Profª Ms. Patricia Teixeira
Ambiente de Cuidado
F
L
O
R
E
N
C
E
N
I
G
H
T
I
N
G
A
L
E
Hospital
Do latim \u201chospes\u201d \u2013 hóspede 
\u201c lugar em que há pessoas hospedadas\u201d 
Dando origem a:
"hospitalis\u201c - Enfermos, viajantes e peregrinos 
"hospitium\u201d, ou seja, hospício - se ocupava dos pobres, incuráveis e 
insanos (hospital de psiquiatria).
Hospital
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS): 
\u201cÉ um elemento organizador de caráter médico-social, 
cuja função consiste em assegurar assistência médica completa, 
curativa e preventiva a população, e cujos serviços externos
se irradiam até a célula familiar considerada em seu meio; 
é um centro de medicina e de pesquisa biossocial.\u201d
Hospital
\u201cÉ uma organização humanitária, sendo até certo ponto
burocrática e autoritária, com extensa divisão de 
trabalho especializado, coordenado hierarquicamente
segundo certos princípios e métodos.\u201d
(Gonçalves, 2006)
História do Hospital no Brasil
* 1543 \u2013 Foi construído o primeiro hospital no Brasil por Brás Cubas,
Santa Casa de Misericórdia de Santos
Seguiam o modelo das Santas Casas de Portugal, 
que tinham como objetivos primordiais 
prestar caridade e abrigar pobres e desabrigados,
principalmente quando doentes ou por morrer.
* Na década 1930 \u2013 Foram construídos mais hospitais, centros de saúde 
e houve o fortalecimento do sistema previdenciário (Governo de Getúlio 
Vargas), com os Institutos de Previdência para algumas categorias 
profissionais, tais como:
História do Hospital no Brasil
- !933 \u2013 IAPM para os marítimos;
- 1934 \u2013 IAPB para bancários;
- 1936 \u2013 IAPI para industriários; 
- 1938 \u2013 IPASE para servidores do Estado; 
- 1938 \u2013 IAPTC para os trabalhadores em transporte e cargas; 
- 1940 \u2013 IAPC para os comerciários;
Encarregavam-se principalmente da
medicina curativa, incluindo a assistência médico-hospitalar.
História do Hospital no Brasil
* A partir década 70 \u2013 Surgiram tentativas de Universalizar o acesso à 
assistência à saúde com os seguintes PROGRAMAS:
- Interiorização à Assistência à Saúde e Saneamento para o nordeste 
(PIASS);
- Nacional de Serviços Básicos de Saúde (PREV-SAÚDE);
- Ações Integradas de Saúde (PAIS).
* Em seguida surgiram os SISTEMAS:
- Único e Descentralizado de Saúde (SUDS);
- Único de Saúde (SUS), vigente no país.
Criado pela Constituição Federal de 1988 com o objetivo
de garantir a toda população brasileira o acesso universal às ações e
serviços de saúde. Oficializado pela Lei Nº8080/90.
Funções do Hospital
Para a OMS, podem ser:
Restaurativas
Proporciona 
assistência aos 
clientes visando a 
sua recuperação.
- Diagnóstico,
- Tratamento,
- Reabilitação,
- Emergência
Preventiva
Diagnóstico em nível 
ambulatorial e de 
internação, colaborar nos 
programas de saúde 
pública e na educação 
sanitária para a 
comunidade. 
Controle de 
doenças infecto-
contagiosas, saúde 
ocupacional, promoção à 
saúde.
-.
Ensino, Educação e Pesquisa
- Ensino prático das 
profissões de medicina, 
enfermagem, serviço 
social, etc. (estágio), 
-Participa na formação e 
aperfeiçoamento dos 
profissionais de saúde, 
promover eventos 
(palestras, encontros) 
visando alcançar a 
educação para a saúde,
- Promove pesquisas na 
área de saúde e 
administrativa. 
-.
Classificação do Hospital
Quanto a Natureza Assistencial
* Geral
- Atendimento Clínico e Cirúrgico
(Infantil, Adulto, Geriátrico, Misto, Ensino ou Militar)
* Especializado
(Ortopedia, Cardiologia, Otorrinolanringologia, etc.)
Classificação do Hospital
Quanto ao Controle 
Administrativo
Hospitais Públicos:
* Municipais
* Estaduais
* Federais
* Mantidos por verbas Federais, 
Estaduais e/ou Municipais.
Hospitais Particular/Privado:
* Mantido por Convênios e 
Particulares.
* Os serviços prestados são 
pagos.
Classificação do Hospital
Quanto ao Controle 
Administrativo
Hospitais Beneficentes:
* Recebe contribuições e doações 
particulares
* Podem prestar serviços a terceiros 
(SUS, convênios, etc.)
* Realiza atendimento a um Nº de 
clientes carentes.
Ex: Hospital de Senhoras Beneficente 
Sírio Libanês, Beneficência 
Portuguesa
Hospitais Filantrópicos:
* Entidade particular e não 
lucrativa.
* Parte do rendimento é 
destinado ao atendimento 
gratuito ás pessoas carentes e 
sem cobertura de saúde.
* 60% dos leitos destinados ao 
SUS.
Ex: Santa Casa
Capacidade do Hospital
Pequeno Porte
Até 50 leitos
Porte Especial
Acima da 500 leitos
Grande Porte
151 a 500 leitos
Médio Porte
51 a 150 leitos
Ambientes de Cuidados
Hospital
Ambientes de Cuidado do Hospital
Hospital
Ambulatório
Unidade de 
Internação
USI
UTI
Centro 
Cirúrgico
Maternidade
Neonatologia
Pediatria
Entre outros......
Enfermaria
Apartamento
Suíte
Ambientes de Cuidado do Hospital
Serviços 
de Apoio
Diagnóstico
Central de 
Material 
Esterilização 
(CME)
Centro 
Obstétrico
Nutrição e 
Dietética 
(SND)
LactárioRefeitório
Lavanderia/Rouparia
Necrotério
Abrigo de 
Resíduos 
Sólidos
Ambientes de Cuidado do Hospital
Áreas/Ambientes 
de Apoio
Recepção
Sala de espera de 
pacientes e
acompanhante
Banheiros 
Públicos e 
Funcionários
Posto de 
Enfermagem
Rouparia
Sala de 
Utilidades/Expurgo
Depósito de 
Equipamentos 
e Materiais
Depósito de 
Materiais de 
Limpeza (DML)
Vestiários
Quarto de 
Plantonistas
Copa de 
Distribuição
Ambientes de Cuidados
Unidade do Paciente
Unidade do Paciente 
- Armário
- Banheiro privativo
- Suporte para Infusão Venosa 
- Rede de Oxigênio e ar comprimido
- Lata de lixo 
(Kawamoto, 2011)
Organização e Higiene da Unidade do Paciente
\u2022 Remover o material em excesso
\u2022 Organizar e identificar os materiais de uso, em local 
apropriado e de fácil acesso
\u2022 Evitar deixar materiais, roupas e lixo no chão
\u2022 Observar e manter as roupas limpas e esticadas
\u2022 Organizar os pertences do paciente em local 
apropriado
\u2022 Evitar guarda de alimentos
\u2022 Manter piso, paredes, mobiliário, equipamentos 
limpos
\u2022 Não utilizar panos secos para limpeza (dispersão 
partículas)
Limpeza da Unidade do Paciente
Diária / Concorrente
É feita diariamente e consiste na
limpeza da superfície externa do
mobiliário.
Geral / Terminal
É feita após saída do paciente por alta,
óbito, transferência, permanência
prolongada no leito ou suspensão das
medidas de precaução e isolamento.
Consiste na limpeza de paredes, piso e
todo o mobiliário.
Ambientes de Cuidados
Ambulatório
Ambulatório
Origem do latim \u201cambulatorius\u201d 
\u201cÉ a unidade destinada a atender a população na modalidade de consulta médica geral ou 
especializada, com critério de promoção, prevenção, recuperação e reabilitação\u201d.
\u201cÉ o conjunto de consultórios com várias especialidades médicas,
preparados para pronto atendimento em pequenos procedimentos\u201d 
\u201cSetor do hospital em que se atendem doentes de pouca gravidade,
que não obriga o paciente a hospitalizar-se\u201d
\u201cÉ a unidade do Hospital ou de outro serviço de saúde destinada à assistência
a pacientes externos para diagnóstico e tratamento\u201d. (MS, 1977)
Organização de um Ambulatório
O Consultório deve conter:
- Cama 
- Mesa 
- Balança 
- Lavatório 
- Armário 
- Lata de lixo 
- Cadeiras
- Aparelho pressão arterial 
- Rede de Oxigênio e ar 
comprimido 
- Biombo
- Etc.
Organização