NOVA ESCOLA. Pensamento Infantil: Noção de espaço
2 pág.

NOVA ESCOLA. Pensamento Infantil: Noção de espaço


DisciplinaPrática Pedagógica em Geografia II3 materiais26 seguidores
Pré-visualização1 página
NOVA ESCOLA. Pensamento Infantil: Noção de espaço. 2009. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=yq8c_-eTNTU>. Acesso em: 03 dez. 2018.
No vídeo, uma criança vai mostrando os desenhos e rabiscos que ela fez demonstrando a localização dos países, situando-os em seu espaço, sendo que essa capacidade é oriunda dos adultos, já nas crianças pequenas essa capacidade ainda precisa ser construída. 
O foco do vídeo é apresentar as noções espaciais que as crianças demonstram ter. A professora Monique Deheinzelin, é a responsável para falar do ponto de vista metodológico ou da prática em sala de aula. A professora traz a explicação sobre o conceito dos coordenadores espaciais, fazendo perguntas a criança de 4 a 5 anos, referente aos desenhos que elas fizeram; as crianças no vídeo vão mostrando os limites que há no seu desenho, sendo assim, coordenadores espaciais é ter conhecimento de localizar o que está à direita ou à esquerda; à frente ou atrás; acima ou abaixo. É ter saber se está longe, perto, alto, baixo. \u201cA criança cria coordenadas espaciais e relaciona os objetos conforme se desloca e explora o ambiente. Assim que aprende a engatinhar, a criança não só pode pensar numa bolinha, por exemplo, mas se propõe a encontrá-la\u201d. (GURGEL, 2009).
E outro conceito enfatizado foi o de reversibilidade, que caracteriza-se pelo fazer e o desfazer, a ida e a volta, algo que pode ser revertido. No vídeo, crianças de 4 a 6 anos desenham e manipulam argila, as crianças menores de 4 a 5 anos não souberam diferenciar a quantidade de argila utilizada, já as crianças de 6 anos souberam diferenciar a quantidade de argila utilizada. Logo, \u201ca noção de reversibilidade diz respeito ao desenvolvimento cognitivo da criança de forma geral: se ela vê a transformação de algo, saberá revertê-lo ao seu estado original\u201d. (GURGEL, 2009).
De acordo com a professora Monique Deheinzelin, é de responsabilidade dos professores propor diversas atividades para exploração espacial, favorecendo assim essa construção. 
GURGEL, Thais. As Crianças e suas Representações de espaço - Revista Nova Escola Outubro/2009, edição 226.