Projeções Cartográficas
3 pág.

Projeções Cartográficas


DisciplinaCartografia Básica149 materiais540 seguidores
Pré-visualização1 página
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA-UESB 
DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA-DG 
LABORATORIO DE GEOPROCESSAMENTO 
DISCIPLINA : CARTOGRAFIA BÁSICA 
 
 
FITZ, Paulo Roberto. Cartografia Básica. Canoas: La Salle, 2000. (p. 31-32/ p. 45-49) 
 
 
CLASSIFICAÇÃO DAS PROJEÇÕES 
 
As projeções cartográficas podem ser classificadas de acordo com diferentes metodologias 
que buscam sempre um melhor ajuste da superfície a ser representada. 
De uma forma bastante simplificada, pode-se classificar as projeções cartográficas, seguindo 
as propostas de OLIVEIRA (1993), como sendo conformes, equivalentes, eqüidistantes, azimutais 
ou zenitais e afiláticas ou arbitrarias. 
As projeções conformes ou semelhantes mantêm entre a verdadeira forma das áreas serem 
representadas, não deformando os ângulos existentes no mapa. 
Já, as projeções eqüidistantes apresentam constância entre as distâncias representadas, ou 
seja, não possuem deformações lineares. 
As projeções equivalentes, por sua vez, possuem a propriedade de manter constantes as 
dimensões relativas das áreas representadas, isto é, não as deformam. Estas projeções, entretanto, 
não constituem-se como projeções conformes. 
As projeções azimutais ou zenitais são destinadas a finalidade bem específicas, quando nem 
as projeções conformes ou equivalentes satisfazem. Estas projeções preocupam-se apenas com que 
os azimutes ou as direções de todas as linhas vindas do ponto central da projeção sejam iguais aos 
das linhas correspondentes na esfera terrestre. 
Finalmente, tem-se as projeções afiláticas ou arbitrarias, as quais não possuem nenhuma 
das propriedades das anteriores, isto é, não conservam áreas, ângulos, distâncias nem o azimutes. 
As projeções cartográficas podem ser classificadas, ainda, em função: 
 
1- Da localização do ponto de vista (figura 4.7): 
- gnômica, quando o ponto de vista está situado no centro do elipsóide; 
- estereográfica, quando o ponto de vista localiza-se na extremidade diametralmente 
oposta à superfície de projeção; 
- ortográfica, quando o ponto de vista situa-se no infinito. 
 
 
 
Figura 4.7 \u2013 Classificação das Projeções segundo a localização do ponto de vista. 
 
 
 
 
2 - Do tipo de superfície de projeção (figura 4.8): 
- planas, quando a superfície de projeção é um plano; 
- cônicas, quando a superfície de projeção é um cone; 
- cilíndrica, quando a superfície de projeção é um cilindro; 
- poliédrica, quando utiliza-se vários planos de projeções que, reunidos, formam um 
poliedro. 
 
 
 
3 - Da posição da superfície de projeção (figura 4.9): 
- equatorial, quando o centro da superfície de projeção situa-se no equador terrestre; 
- polar, quando o centro do plano de projeção é um pólo; 
- transversa, quando o eixo da superfície de projeção (um cilindro ou um cone) encontra-
se perpendicular em relação ao eixo de rotação da Terra; 
- oblíqua, quando está em qualquer outra posição; 
Figura 4.8 \u2013 Classificação das projeções de acordo com o tipo de superfície de projeção 
 
 
4 \u2013 Da situação da superfície de projeção (figura 4.9): 
- tangente, quando a superfície de projeção tangencia o elipsóide em um ponto (planas) ou 
em uma linha (cilíndricas ou cônicas); 
- secante, quando a superfície de projeção corta o elipsóide em dois pontos (planas) ou em 
duas linhas (cilíndricas ou cônicas) de secante. 
 
 
Figura 4.9 \u2013 Classificação das projeções quanto à posição e à situação da superfície de projeção