Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
apol 1

Pré-visualização | Página 1 de 2

Questão 1/5 - Práticas Contábeis em Laboratório
Ao selecionar no sistema Redesim, a opção de constituição de empresa e informar o Estado, conforme já citado, será redirecionado para o site da Junta Comercial específica. E a partir de então, inicia-se o processo de preenchimento das informações. (REDESIM, 2019). O passo 1 é a “consulta prévia” chamada de “viabilidade”. A Viabilidade é a pesquisa inicial que se faz na Junta Comercial, informando todos os dados necessários para a constituição da empresa. 
Considerando o contexto anterior, analise as asserções a seguir: 
I - Natureza Jurídica e o Porte;
II - Endereço completo;
III - Tipo Sanguíneo dos sócios
IV - Atividades, principal e secundárias e descrição do objeto social;
V - Opções de nome para a razão social;
VI - Nome e CPF dos sócios;
VII - Tipo de unidade e forma de atuação.
VIII – Formação Universitária dos sócios. 
A respeito dessas asserções, assinale a opção correta que representa os dados necessários à constituição da empresa na fase de consulta prévia.
Nota: 20.0
	
	A
	Está correto o que se afirma em I, III, V e VII apenas.
	
	B
	Está correto o que se afirma em II, IV, VI, VIII apenas.
	
	C
	Está correto o que se afirma em I, II, III, IV, VIII apenas.
	
	D
	Está correto o que se afirma em I, II, IV, V, VI, VII,, apenas.
Você acertou!
Comentário: A alternativa que apresenta a resposta correta é a (a), Rota 2, página 13. Conforme exposto no material. Já citamos também que o passo 1 é a “consulta prévia” chamada de “viabilidade”. A Viabilidade é a pesquisa inicial que se faz na Junta Comercial, informando todos os dados necessários para a constituição da empresa, sendo eles: Natureza Jurídica e o Porte; Endereço completo; Atividades, principal e secundárias e descrição do objeto social; Opções de nome para a razão social; Nome e CPF dos sócios; Tipo de unidade e forma de atuação. (JUCEMAT, 2019).
	
	E
	Todas asserções são verdadeiras.
Questão 2/5 - Planejamento de Cenários
O norte-americano Albert Humphrey, entre as décadas de 1960 e 1970, desenvolveu uma pesquisa na Universidade de Stanford usando dados da Fortune 500, uma revista que compõe um ranking das maiores empresas americanas. A pesquisa buscava desenvolver um estudo capaz de analisar os cenários ambientais internos (pontos fortes e fracos) e externos (ameaças e oportunidades) da empresa perante sua cadeia de existência. A pesquisa produziu resultados satisfatórios para a ferramenta SWOT que passou a ser utilizada nas tomadas de decisões das empresas, tanto na gestão quanto no planejamento estratégico.
Com base no texto apresentado, assinale a alternativa que apresenta a definição de “ameaças” e “oportunidades”, respectivamente:
Nota: 20.0
	
	A
	Aspectos externos positivos que elevam a vantagem competitiva da empresa; Aspectos externos negativos que podem colocar em risco as vantagens competitivas da empresa.
	
	B
	Aspectos externos negativos que podem colocar em risco as vantagens competitivas da empresa; Aspectos externos positivos que elevam a vantagem competitiva da empresa.
Você acertou!
(Resposta correta “B”: Página 06 – Tema 02 – Rota 01 –
Com a conclusão do estudo de Humphrey, a análise de SWOT passou a definir as ameaças como os aspectos externos negativos que podem colocar em risco as vantagens competitivas da empresa. Já as oportunidades são os aspectos externos positivos que elevam a vantagem competitiva da empresa).
	
	C
	Aspectos externos positivos que reduzem a vantagem competitiva da empresa; Aspectos internos negativos que podem colocar em risco as vantagens competitivas da empresa.
	
	D
	Aspectos internos positivos que elevam a vantagem competitiva da empresa; Aspectos externos negativos que podem elevar as vantagens competitivas da empresa.
	
	E
	Aspectos internos positivos que elevam a vantagem competitiva da empresa; Aspectos internos negativos que podem aumentar as vantagens competitivas da empresa.
Questão 3/5 - Práticas Contábeis em Laboratório
O Redesim é a Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios, criada por meio da Lei Federal nº 11.598 de 3 de dezembro de 2007, com o objetivo de estabelecer (e continua aprimorando), diretrizes e procedimentos para a integração e a simplificação dos processos de constituição, alteração, baixa e legalização de pessoas jurídicas. (SEMPE, 2019; BRASIL, 2007).
Considerando o contexto anterior, analise as asserções a seguir:
I - O projeto completo do Redesim é que todos os órgãos responsáveis por registros e legalizações de pessoas jurídicas participem dessa Rede Nacional, compartilhando o mesmo banco de dados desburocratizando e agilizando os processos de registros de atos.
II - A participação no Redesim é obrigatória apenas para os órgãos federais responsáveis pelos processos de registro e legalização (Receita Federal e Juntas Comerciais). Para os demais órgãos estaduais, municipais e de legalização a adesão é voluntária.
III - O modelo de trabalho consolidado pelo CGSIM marca uma mudança significativa na relação do empreendedor com o governo, pois até pouco tempo necessitava elaborar documentação separada para cada órgão e, com a evolução do Redesim o contribuinte poderá acessar e um local único todos os sistemas governamentais de registro e legalização envolvidos. (SEMPE, 2019; Receita, 2018). 
A respeito dessas asserções, assinale a opção correta.
Nota: 20.0
	
	A
	Está correto o que se afirma em I, apenas.
	
	B
	Está correto o que se afirma em II, apenas.
	
	C
	Está correto o que se afirma em I e II, apenas.
	
	D
	Está correto o que se afirma em I e III, apenas.
	
	E
	Está correto o que se afirma em I, II e III.
Você acertou!
Comentário: A alternativa que apresenta a resposta correta é a (a), Rota 2, página 3. Conforme exposto no material. O projeto completo do Redesim é que todos os órgãos responsáveis por registros e legalizações de pessoas jurídicas participem dessa Rede Nacional, compartilhando o mesmo banco de dados desburocratizando e agilizando os processos de registros de atos. Conforme observa-se pela Lei de criação, o projeto idealizado desde 2007, foi implementado no início de 2017 no município de São Paulo e somente em julho de 2018 foi disponibilizado para todo o Brasil e, ainda está em desenvolvimento. Desde sua implantação o Redesim se tornou “a janela única dos órgãos partícipes para a interação com o cidadão empreendedor”. (RECEITA FEDERAL, 2018). Atualmente os órgãos responsáveis pelos registros de atos e legalização das pessoas jurídicas são: Receita Federal, Juntas Comerciais, Receitas Estaduais e Secretarias de Fazenda de todos os Estados e do Distrito Federal, Prefeituras de todos os municípios brasileiros e órgãos de licenciamentos de atividades, tais como Corpo de Bombeiros, Vigilâncias Sanitárias, e órgãos do Meio Ambiente. Entretanto, a participação no Redesim é obrigatória apenas para os órgãos federais responsáveis pelos processos de registro e legalização (Receita Federal e Juntas Comerciais). Para os demais órgãos estaduais, municipais e de legalização a adesão é voluntária. (SEMPE, 2019). ). O modelo de trabalho consolidado pelo CGSIM marca uma mudança significativa na relação do empreendedor com o governo, pois até pouco tempo necessitava elaborar documentação separada para cada órgão e, com a evolução do Redesim o contribuinte poderá acessar e um local único todos os sistemas governamentais de registro e legalização envolvidos. (SEMPE, 2019; Receita, 2018).
Questão 4/5 - Planejamento de Cenários
Os órgãos avaliadores de outras nações analisam diversos indicadores sociais, pois representam o quanto o país pode ser desenvolvido, emergente ou subdesenvolvido. Alguns desses indicadores, como exemplo, são: Expectativa de vida, que representa a média de anos de vida de uma pessoa em determinado país e Alimentação, que se refere à alimentação mínima que uma pessoa necessita, cerca de 2.500 calorias por dia. Podemos destacar, também,
Página12