A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
APOL 02 DE FUNDAMENTOS TEÓRICOS DA LINGUISTICA UNINTER

Pré-visualização | Página 1 de 2

Questão 1/5 - Fundamentos Teóricos da Lingüística
Considere a seguinte passagem de texto:
“O problema essencial que se colocava para os filósofos preocupados com elaborar uma teoria do conhecimento consistia em definir as relações entre a noção e a palavra que a designa; a grande questão debatida entre os sofistas e os filósofos antigos [...] é saber se a linguagem fora criada pela natureza ou por via de uma convenção”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: LEROY, Maurice. As grandes correntes da Linguística moderna. Trad. Izidoro Blikstein e José Paulo Paes. São Paulo: Cultrix, 1971. p. 17.
Levando em consideração a passagem de texto acima e os conteúdos do livro-base Introdução aos fundamentos teóricos da Linguística sobre o histórico das tradições linguísticas em relação aos estudos da linguagem, é correto afirmar que:
Nota: 20.0
	
	A
	os fenícios apontaram distinções entre as línguas, bem como diferentes modos de falar.
	
	B
	os gregos perceberam haver semelhanças entre as línguas e diferentes modos de falar.
	
	C
	os fenícios apontaram semelhanças entre as línguas e diferentes modos de falar.
	
	D
	gregos e troianos indicaram existir diferenças entre as línguas, bem como diferentes modos de falar.
	
	E
	os gregos perceberam haver distinções entre as línguas, bem como diferentes modos de falar.
Você acertou!
Comentário: “Talvez o ponto de partida para a produtividade das discussões sobre linguagem entre os gregos tenha sido a percepção de que existiam línguas diferentes e dialetos (modos de falar) diversos entre os falantes” (livro-base, p. 18).
Questão 2/5 - Fundamentos Teóricos da Lingüística
Leia a seguinte citação:
“[...] devemos assinalar que, apesar das constantes referências a Descartes, é antes em Leibniz que Chomsky encontra sua inspiração para conceber seu inatismo, rejeitar o empirismo e pensar a relação entre os princípios inatos da gramática universal e as regras de uma língua particular adquirida”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: GLENDAY, Candice. Chomsky e a linguística cartesiana. Trans/Form/Ação. São Paulo, v.33, p.183-202, 2010. p. 192.
Tendo em vista a dada citação e os conteúdos do livro-base Introdução aos fundamentos teóricos da Linguística sobre a gramática universal, assinale a alternativa correta:
Nota: 20.0
	
	A
	Foi no século XX que os filósofos passaram a perceber uma relação muito estreita entre fala e pensamento.
	
	B
	Já na Grécia Antiga, os filósofos se interessaram pelas relações entre linguagem e filosofia.
Você acertou!
Comentário: “Ao longo dos séculos, desde as primeiras especulações sobre as relações entre filosofia e linguagem feitas pelos filósofos gregos, houve momentos em que a busca por um conceito de gramática universal se tornou mais intensa. Isso ocorreu nos séculos XIII e XVIII, quando se buscou explicar filosoficamente as relações entre gramática e lógica. Uma ruptura significativa ocorreu no século XIX, quando os linguistas passaram a analisar com mais desconfiança essa relação tão evidenciada entre lógica e gramática. O cenário da dúvida era fomentado por duas situações bastante relevantes: de um lado, havia a percepção de que as línguas tinham um número bem maior de estruturas do que se supunha até então; de outro, os estudos diacrônicos explicavam as estruturas linguísticas por sua transformação temporal, e não por suas relações com a filosofia” (livro-base, p. 154).
	
	C
	Foi no século XIII que se verificou que pensamento e linguagem eram dissociados na mente.
	
	D
	No século XVIII, a Lógica foi excluída das questões de linguagem e foi adotada pela Matemática.
	
	E
	No século XIX, os linguistas perceberam que a Lógica (o logos) pertencia exclusivamente ao domínio das áreas exatas, de cálculos exatos.
Questão 3/5 - Fundamentos Teóricos da Lingüística
Considere o fragmento de texto a seguir:
“O método cartesiano influenciou toda a ciência que veio a seguir. Ao adotar o procedimento padrão, os pesquisadores passaram a compartilhar não só os resultados e argumentos, mas o passo a passo da investigação, que permitia testar os resultados”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: DE SANTI, Alexandre. Penso, logo existo: Discurso sobre o método, de Descartes, permitiu o avanço da ciência. Editoria de Cultura. Superinteressante. Publicado em 04/11/2016. <https://super.abril.com.br/cultura/penso-logo-existo/>. Acesso em 13 ago. 2017.
Considerando o dado fragmento de texto e os conteúdos do livro-base Introdução aos fundamentos teóricos da Linguística sobre a aquisição de conhecimento, observando autores que problematizaram essas questões, relacione corretamente os estudiosos listados a seguir às teorias vinculadas a cada um deles:
1. René Descartes
2. Jonh Locke
3. Gottfried Wilhelm Leibniz
4. Noam Chomsky
5. David Hume
( ) Vincula-se ao mentalismo e, portanto, ao racionalismo, explicando a aquisição do conhecimento por princípios inatos.
( ) Filia-se ao empirismo e defende a importância da experiência na aquisição de conhecimento.
( ) Afirma que a mente possui restrições estruturais, mas, como um bloco de mármore, pode ser talhada de várias maneiras.
( ) Representante do racionalismo, que afirma que a razão é o pilar principal na aquisição do conhecimento.
( ) Filósofo falecido em 1776, que  defende a preponderância dos dados sensoriais na aquisição dos saberes.
Agora, selecione a alternativa que apresenta a sequência correta:
Nota: 20.0
	
	A
	3 – 2 – 5 – 1 – 4
	
	B
	4 – 2 – 3 – 1 – 5
Você acertou!
Comentário: A sequência correta é 4 – 2 – 3 – 1 – 5. Segundo o livro-base: 1. René Descartes: “[...] os racionalistas [são] representados por René Descartes (1595-1650), que apoiou o papel da razão na aquisição do conhecimento” (livro-base, p. 156). 2. Jonh Locke: “John Locke (1632 – 1704) [...] [é vinculado aos empiristas], que defenderam a importância dominante da experiência” (livro-base, p. 156). 3. Gottfried Wilhelm Leibniz: “[Leibniz (1646-1716) observou que a mente é] um bloco de mármore: ela apresenta restrições por sua estrutura, mas pode ser talhada de várias maneiras” (livro-base, p. 157). 4. Noam Chomsky: o “posicionamento [de Chomsky] defende a aquisição do conhecimento por princípios inatos”, também, como “você deve ter percebido pelas revelações anteriores a respeito da maneira empregada por ele para explicar as relações entre mente e linguagem, ele fica do lado dos racionalistas” (livro-base, p. 157). 5. David Hume: “[...] os empiristas, representados [também] por [...] David Hume (1711 – 1776), [...] defenderam a importância dominante da experiência (dos dados sensoriais)” (livro-base, p. 157).
	
	C
	5 – 4 – 3 – 2 – 1
	
	D
	1 – 4 – 2 – 3 – 5
	
	E
	1 – 5 – 3 – 2 – 4
Questão 4/5 - Fundamentos Teóricos da Lingüística
Atente para o seguinte fragmento de texto:
“[Comunidade linguística é] um conjunto de pessoas que interagem verbalmente e que compartilham um conjunto de normas com respeito aos usos linguísticos. Em outras palavras, uma comunidade de fala não pelo fato de se constituir por pessoas que falam do mesmo modo, mas por indivíduos que se relacionam, por meio de redes comunicativas diversas, e que orientam seu comportamento verbal por um mesmo conjunto de regras”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: ALKMIM, Tânia. Sociolinguística. In: BENTES, Anna Christina; MUSSALIM, Fernanda (Org.). Introdução à Linguística: Domínios e fronteiras. v. 1, p. 21-48. São Paulo: Cortez, 2007. p. 31.
Levando em consideração o dado fragmento de texto e os conteúdos do livro-base Introdução aos fundamentos teóricos da Linguística sobre linguagem e língua, é correto afirmar que comportamento linguístico é:
Nota: 20.0
	
	A
	O ato de escolher uma língua para estabelecer a comunicação de determinado grupo de falantes.