Aconselhamento Bíblico - Volume VIII
137 pág.

Aconselhamento Bíblico - Volume VIII


DisciplinaAconselhamento Cristão35 materiais138 seguidores
Pré-visualização50 páginas
88
Neste volume:
 Volume
 Aconselhamento
Bíblico
Christian
Counseling &
Educational
Foundation
RESTORING CHRIST to COUNSELING &
COUNSELING to the CHURCH
 A P A PALAALAVRA VRA DO EDO EDITDITOROR
Sofrimento: chicote ou cinzel? 
BASES DO BASES DO ACONSELHACONSELHAMENTO BÍBLICOAMENTO BÍBLICO
O Evangelho Terapêutico
Sofrimento e o Salmo 119
 Açúcar e Limões: como é Deus em seu sofrimento? 
PRÁTICA DO PRÁTICA DO ACONSELHACONSELHAMENTO BÍBLICOAMENTO BÍBLICO
Ore Além da Lista dos Enfermos
Não Desperdice seu Câncer
 A Dor da Perda: compreendê-la e tratá-la não é questão de um processo, mas de uma Pessoa
Estresse Pós-Traumático
O Conselheiro Desanimado
 Ajuda aos Ajudadores
Cuidado Pastoral para Missionários
O Pecado Sexual e a Batalha Mais Ampla e Profunda
PERGUNTAS E RESPOSTASPERGUNTAS E RESPOSTAS
Como Acontece a Verdadeira Transformação Bíblica no Momento de Crise? 
88
 
8
 A PALAVRA DO EDITOR 
 02 Sofrimento: chicote ou cinzel? - Carlos Osvaldo Cardoso Pinto
BASES DO ACONSELHAMENTO BÍBLICO
 04 O Evangelho Terapêutico - David A.Powlison
 12 Sofrimento e o Salmo 119 - David A. Powlison
 32 Açúcar e Limões: como é Deus em seu sofrimento? - Steve Estes e Joni 
 Eareckson Tada 
PRÁTICA DO ACONSELHAMENTO BÍBLICO
 60 Ore Além da Lista dos Enfermos - David A. Powlison
 66 Não Desperdice seu Câncer - John Piper e David A. Powlison
 73 A Dor da Perda: compreendê-la e tratá-la não é questão de um processo, mas
 de uma Pessoa - Paul Randolph
 82 Estresse Pós-Traumático - Paul Randolph
 94 O Conselheiro Desanimado - Sue Nicewander 
102 Ajuda aos Ajudadores - Michael Emlet 
108 Cuidado Pastoral para Missionários - John Sherwood e Scott Fisher 
12 1 O Pecado Sexual e a Batalha Mais Ampla e Profunda - David Powlison
PERGUNTAS E RESPOSTAS
13 1 Como Acontece a Verdadeira Transformação Bíblica no Momento de Crise? -
Heather L. Rice 
 
8COLETÂNEAS DECOLETÂNEAS DE AconselhamentoBíblico V Volumeolume
 
Coletânea de Aconselhamento Bíblico \ue000 Volum e 8 2 
Sofrimento:
chicote ou cinzel?
 A c o n s e l h a m e n t o
Carlos Osvaldo Cardoso Pinto 1
1Carlos Osvaldo Cardoso Pinto é reitor e professor no
Seminário Bíblico Palavra da Vida em Atibaia, SP e
doutor em Teologia pelo Seminário Teológico de Dallas.
 A P a l a v r a d o E d i t o r 
 A viagem corria tranquila. Em poucas
horas os passageiros desembarcariam na 
Cidade Luz para férias, reencontro com
famílias, lua de mel ou bons negócios. Emalgum lugar do Atlântico, o voo AF 447
terminou ninguém sabe como. O moderno
 Airbus 330 despencou de onze quilômetros
de altitude e ninguém sobreviveu. A angústia 
e o sofrimento pela perda de 228 vidas se
instalaram em ambos os lados do oceano.
Recriminações, questionamentos e
uma dor funda e aparentemente sem
explicação passaram a ser veiculadas na 
mídia mundial. Falha humana, falha de
equipamento, negligência, acaso cego,
tudo foi aventado como explicação.
Provavelmente, jamais saberemos o que de
fato aconteceu.
Ficarão as cenas da recuperação de
corpos e partes do Airbus, e ficará o
sofrimento calado às vezes, chorado às
vezes, de familiares e amigos daqueles quesofreram morte tão brutal e humanamente
inexplicável.
Novas tragédias e passageiras alegrias
sepultarão o sofrimento brevemente
sentido por todos e somente os que ainda 
sentem na carne o vazio deixado pelos que
partiram o experimentarão.
O sofrimento, tanto o inexplicado
quanto aquele que resulta de escolhas
erradas feitas pelo indivíduo ou por um
grupo, é muitas vezes fonte de intensa 
amargura e rebeldia contra Deus. Torna-
-se uma desculpa para que Ele seja 
ignorado, e que o anúncio de Seu profundo
amor pelo homem seja recusado, quer com
frieza, quer com intensa revolta.
Pecados e injustiças são justificados
com base no sofrimento de males passados.
 As mais bizarras formas de comportamento
são escusadas em nome de traumas e
 
Coletânea de Aconselhamento Bíblico \ue000 Volum e 8 3
sofrimentos que, ocasionalmente, são mais
imaginados que reais. Nossa sociedade se
especializou em vitimizar-se, e paga 
quantias astronômicas para tratar
indefinidamente de males cujo diagnóstico
é simples e cujo tratamento é bem definido.
Deus, por Sua vez, não é estranho ou
insensível ao sofrimento. Ele o experimentou
em primeira mão, em cores e ao vivo, na 
pessoa de Jesus Cristo. Rejeição, violência,
preconceito, difamação e eventual morte
fazem parte do Seu repertório de sofrimento.
Por isso, conforme o livro de Hebreus, Ele
é capaz de empatizar conosco e oferecer
ajuda real aos que dependem dEle.
Recentemente publicado, o livro A
Cabana busca explicitar essa solidariedade
do Deus Trino com o sofrimento humano.
Parece-me que nesse esforço, acaba por
transformar a cura do sofrimento no papel
central de Deus e no cerne da experiência 
humana com Ele. Em ambos os aspectos,extrapola a evidência bíblica. Reforça,
porém, o fato de que Deus não está isolado
em Sua torre de marfim celestial, alheio à 
nossa dor. Também implica que os que
confiam nas Escrituras devem oferecer
respostas compassivas e competentes a essa 
questão fundamental da vida humana.
Este número das Coletâneas de
 Aconselhamento Bíblico examina sob vários
ângulos a questão do sofrimento, suas causas
e consequências, apontando para a suficiência 
de Deus e Sua palavra como o Terapeuta e a 
terapia fundamentais. Desafia o leitor, e
aqueles a quem ele ministra, a encarar o
sofrimento como o alto-falante de Deus para 
nos atrair a Ele, a discernir se funciona como
castigo divino ou correção divina.
Boa leitura, e boa prática do
aconselhamento bíblico.
Carlos Osvaldo Cardoso Pinto
Editor Interino
\ue000\ue000\ue000\ue000\ue000
Depois de servir por muitos anos como
editor das Coletâneas de AconselhamentoBíblico, o Dr. David W. Smith deixou esta 
função. O Seminário Bíblico Palavra da Vida 
agradece a ele por sua dedicação a este
ministério de nossa escola, bem como por
seu papel fundamental na implantação do
aconselhamento bíblico no contexto
evangélico brasileiro.
 
Coletânea de Aconselhamento Bíblico \ue000 Volume 8 4 
O Evangelho Terapêutico
 A c o n s e l h a m e n t o
David Powlison 1
1 Traduzido e adaptado de The Therapeutic Gospel.
Publicado em The Journal of Biblical Counseling , v. 25,n. 3, Summer 2007. p. 2-6. David Powlison é
conselheiro e professor na Christian Counseling and
Educational Foundation e editor de The Journal of 
Biblical Counseling. É doutor em História e Ciência da
Medicina pela Universidade da Pensilvânia e mestre
em Divindade pelo Westminster Theological
Seminary.
O apelo a um \u201cevangelho terapêutico\u201d
conduz o desenrolar do conteúdo de um
dos mais famosos capítulos de toda a lite-
ratura ocidental. No capítulo \u201cO GrandeInquisidor\u201d, de Os Irmãos Karamazov ,
Fiodor Dostoiévski imagina a volta de Je-
sus à Espanha do século dezesseis. Jesus,
porém, não é bem recebido pelas autorida-
des da Igreja. O cardeal de Sevilha, chefe da 
Inquisição, leva Jesus preso e o condena à 
morte. Por quê? A Igreja mudou de rumo.
Ela decidiu satisfazer os anseios humanos
naturais, em vez de chamar os homens ao
arrependimento. Ela decidiu inclinar sua 
mensagem para as \u201cnecessidades sentidas\u201d,
em vez de inspirar a elevada, santa e árdua 
libertação pela fé, que opera em amor. O
exemplo e a mensagem de Jesus são consi-derados pesados demais para as almas frá-
geis. A Igreja decidiu suavizá-los.
O Grande Inquisidor interroga Je-
sus em Sua cela, fazendo as três pergun-
tas que o Tentador Lhe fez no deserto,
séculos antes. Ele critica as respostas de
 Jesus. A Igreja dará o pão terreno em vez
do pão do céu. Ela oferecerá magia e mi-
lagres religiosos em vez de fé na Palavra 
de Deus. Ela exercerá poder e autoridade
temporais em vez de servir ao chamado à 
libertação eterna. \u201cCorrigimos Seu traba-
lho\u201d, diz o Inquisidor a Jesus.
O evangelho do Inquisidor