A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
34 pág.
Livro-Texto - Unidade I contabilidade

Pré-visualização | Página 5 de 8

após o entendimento da operação, com a identificação das contas que foram 
utilizadas na operação (duas contas no mínimo). A seguir, as contas identificadas serão classificadas 
(bens/direitos → ativo; obrigação com terceiros em geral → passivo; obrigações para com terceiros 
especiais → patrimônio líquido). Após essa fase de classificação, devemos proceder à entrada no 
chamado mecanismo de débito/crédito (Quadro 3).
Quadro 3
Contas Para aumentar Para diminuir Saldo
Ativo Debita Credita Devedor
Passivo Credita Debita Credor
Patrimônio líquido Credita Debita Credor
O passo seguinte é o lançamento no livro-diário, seguindo a ordem já mencionada.
Exemplo
Operação: depósito feito em dinheiro na conta-corrente bancária no valor de $ 10.000.
1º. passo) Identificação das contas
17
Re
vi
sã
o:
 M
ic
he
l-
 D
ia
gr
am
aç
ão
: M
ár
ci
o 
- 
04
/0
7/
20
12
CONTABILIDADE
Todo depósito bancário feito pela empresa deve sair da conta caixa. Portanto, as contas a serem 
utilizadas para o registro desta operação no diário são caixa e banco conta-corrente.
2º. passo) Classificação das contas
Caixa – Bem → Ativo
Banco conta-corrente – Direito → Ativo
3º. passo)
Entrar com cada conta identificada e classificada no mecanismo de débito e crédito, identificando o 
efeito da operação sobre o saldo dela.
Caixa – Ativo – o saldo diminui, pois sai o dinheiro do caixa.
Banco conta-corrente – Ativo – o saldo aumentará, pois haverá entrada do depósito.
Consequentemente:
Caixa – Ativo – Saldo diminuirá → Crédito
Banco conta-corrente – Ativo – Saldo aumentará → Débito
O lançamento no diário será o que segue:
São Paulo, 30 de março de 2010
D – Banco conta-corrente $ 10.000
C – Caixa $ 10.000
Pelo depósito efetuado nesta data.
1.9.6 Procedimentos para o lançamento no livro‑razão de operações que envolvem contas de 
ativo, passivo e patrimônio líquido
O livro-razão, também denominado razonete, ou conta “T”, tem sua representação didática, a saber:
Título da conta
Valor do débito Valor do crédito
O saldo do razão é apurado pela diferença entre os valores registrados a débito e os valores registrados 
a crédito.
18
Unidade I
Re
vi
sã
o:
 M
ic
he
l-
 D
ia
gr
am
aç
ão
: M
ár
ci
o 
- 
04
/0
7/
20
12
Os lançamentos feitos no diário devem ser transportados para o razão, que destaca uma página 
para cada conta, demonstrando o saldo dela. Supondo-se que as contas caixa e banco conta-corrente 
utilizadas no item 1.9.5 tivessem, respectivamente, um saldo de $ 100.000 e $ 30.000, teríamos a 
seguinte representação, partindo-se do lançamento do diário do item 1.9.5:
Caixa
débito crédito
SI 100.000
10.000
SF 90.000
Banco conta-corrente
débito crédito
SI 30.000
 10.000
SF 40.000
1.9.7 Procedimentos para o lançamento do diário de operações que envolvem contas de ativo, 
passivo, patrimônio líquido, receitas e despesas
As contas que formam o balanço patrimonial podem ser denominadas de contas permanentes, 
pois, enquanto existir saldo, elas existirão. As contas de receitas e despesas, cujos conceitos já vimos, 
podem ser denominadas de contas transitórias, pois no fim de cada exercício social elas são encerradas, 
para que possamos apurar o resultado do exercício.
Para que isso ocorra, é necessário que se crie uma conta também transitória, denominada 
pela maioria dos autores de Apuração do Resultado do Exercício (ARE), a qual é debitada, em 
contrapartida, com os créditos feitos para o encerramento das contas de despesas e creditada, em 
contrapartida, com os débitos feitos para o encerramento das contas de receitas. Tal procedimento 
faz com que todas as contas de resultado (receitas e despesas) tenham saldo zero no fim do 
exercício social.
O saldo da conta ARE, após sua apuração, é encerrado contra a conta lucros/prejuízos 
acumulados. Caso a conta ARE tenha saldo credor, indicando lucro (receitas maiores que 
despesas), ela é encerrada debitando-se o valor do saldo e creditando-se a conta lucros/prejuízos 
acumulados. Se a conta ARE tiver saldo devedor, indicando prejuízo (receitas menores que 
despesas), ela é encerrada creditando-se o valor do saldo e debitando-se a conta lucros/prejuízos 
acumulados.
Para o lançamento de uma conta de receita e de uma conta de despesa no diário, seguem-se os 
mesmos passos já indicados para as contas patrimoniais.
O mecanismo de débito e crédito para as contas de receitas e despesas é o seguinte (Quadro 4).
19
Re
vi
sã
o:
 M
ic
he
l-
 D
ia
gr
am
aç
ão
: M
ár
ci
o 
- 
04
/0
7/
20
12
CONTABILIDADE
Quadro 4
Conta Para aumentar Para diminuir Saldo
Receita Credita Debita Credor
Despesa Debita Credita Devedor
A seguir, lançar no livro diário, seguindo a ordem já mencionada para o registro.
Exemplo 1
Operação: prestação de serviço à vista no valor de $ 5.000.
1º. passo) Identificação da conta
O recebimento em dinheiro será representado pela conta caixa, e a prestação de serviços, pela conta 
receita de serviços. Portanto, as contas a serem utilizadas para o registro desta operação são: caixa e 
receita de serviços.
2º. passo) Classificação das contas
Caixa – Bem → Ativo
Receita de serviços – Venda de serviços → Receita
3º. passo) Entrar com cada conta identificada e classificada no mecanismo de débito e crédito, 
identificando o efeito da operação sobre o saldo dela.
Caixa – Ativo – saldo aumenta, pois entra dinheiro no caixa pelo recebimento.
Receita de serviços – Receita – saldo aumenta, pois houve venda de serviços. Consequentemente:
Caixa – Ativo – Saldo aumentará – Débito
Receita de serviços – Receita – Saldo aumentará – Crédito
O lançamento no diário será o que segue:
São Paulo, 30 de março de 2010.
D – Caixa $ 5.000
C – Receita de serviços $ 5.000
20
Unidade I
Re
vi
sã
o:
 M
ic
he
l-
 D
ia
gr
am
aç
ão
: M
ár
ci
o 
- 
04
/0
7/
20
12
Exemplo 2
Operação: pagamento em dinheiro do aluguel do prédio em que a empresa está instalada, no valor de $ 1.000.
1º. passo) Identificação das contas
O pagamento em dinheiro será representado pela conta caixa, enquanto o uso de um imóvel pela 
empresa será representado pela conta despesa de aluguel. Portanto, as contas a serem utilizadas para o 
registro desta operação são:
Caixa e despesa de aluguel
2º. passo) Classificação das contas
Caixa – Bem → Ativo
Despesa de aluguel – Uso de um bem → Despesa
3º. passo) Entrar com as contas identificadas e classificadas no mecanismo de débito e crédito, 
identificando o efeito da operação sobre o saldo dela.
Caixa – Ativo – Saldo diminui, pois sai dinheiro do caixa para pagamento.
Despesa de aluguel – Despesa – Saldo aumenta, pois houve despesa.
Consequentemente:
Caixa – Ativo – Saldo diminuirá – Crédito
Despesa de aluguel – Despesa – Saldo aumentará – Débito
O lançamento no diário será o que segue:
São Paulo, 30 de março de 2010.
D – Despesa de aluguel $ 1.000
C – Caixa $ 1.000
1.9.8 Exemplo de registro no diário e no razão de operação que contém contas de ativo, 
passivo, patrimônio líquido, receita e despesa
Diversas pessoas fundam uma sociedade anônima para prestação de serviços de jardinagem, 
integralizando um capital social de $ 10.000 em dinheiro.
21
Re
vi
sã
o:
 M
ic
he
l-
 D
ia
gr
am
aç
ão
: M
ár
ci
o 
- 
04
/0
7/
20
12
CONTABILIDADE
Compra à vista de mesas, cadeiras e computadores: $ 3.000.
Compra a prazo de uma picape para entrega: $ 4.000.
Depósito para abertura de uma conta-corrente no banco Beta: $ 500.
Pagamento de aluguel referente a um imóvel em que se situa a sede da empresa, em cheque: $ 200.
Pagamento de 30% da compra

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.