ASMA
16 pág.

ASMA


DisciplinaPatologia Humana423 materiais3.207 seguidores
Pré-visualização1 página
DOENÇA DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
ASMA
EQUIPE: Maria juliana, Erlene ferreira,
 Kayth girão orfon, leidiane gomes
Asma é o estreitamento dos bronquíolos (pequenos canais de ar dos pulmões) que dificulta a passagem do ar provocando contrações ou broncoespasmos. As crises comprometem a respiração, tornando-a difícil.
O QUE É ASMA?
Quando os bronquíolos inflamam, segregam mais muco 
O que aumenta o problema respiratório. Na asma, expirar é mais difícil do que inspirar, uma vez que o ar viciado permanece nos pulmões provocando sensação de sufoco.
O QUE É ASMA?
Os sintomas mais frequentes são:
Falta de ar
Tosse seca
Chiado
Opressão no peito 
SINTOMAS
A asma tem cura?
A asma pode matar?
As principais complicações da asma são:
Capacidade reduzida de se exercitar ou fazer outras atividades.
Insônia.
Alterações permanentes no funcionamento dos pulmões.
Tosse persistente.
COMPLICAÇÕES
Dificuldade para respirar, a tal ponto que precise de ajuda.
Hospitalização e internação por ataques severos de asma.
Efeitos colaterais de medicações usadas para controlar a asma
Morte.
COMPLICAÇÕES
O diagnóstico da asma é principalmente clínico, obtido após consulta e avaliação pelo médico, mas também é confirmado pelo exame físico e pelos exames de função pulmonar (espirometria). Sempre que possível, o médico solicitará a prova de função pulmonar para confirmar o diagnóstico e classificar a gravidade de cada caso. 
DIAGNÓSTICO
INTERMITENTE
PERSISTENTE
LEVE
PERSISTENTE
MODERADA
PERSISTENTE
GRAVE
SINTOMAS
2x/semanaou
menos
Maisde 2x/semana, mas não diariamente
Diários
Diários ou
contínuos
Despertares
Noturnos
2x/semanaou
menos
3-4x/mês
Maisde
1x/semana
Quasediários
Necessidadede Agonista beta-2
Adrenérgico para
alívio
2x/semanaou
menos
Menos de
2x/semana
Diários
Diária
Limitaçãode atividades
Nenhuma
Presente nas exacerbações
Presentenas
exacerbações
Contínua
Exacerbações
Igual1/ano ou
Nenhuma/ano
Igualou mais de 2/ano
Igualou mais de 2/ano
Igualou mais de 2/ano
VEF1 ouPFE
Igual ou maior que 80% previsto
Igual ou maiorque 80% previsto
60%-80%
previsto
Igual ao menorque 60% previsto
VariaçãoVEF1ou
PFE
Menor que 20%
Menor que
20%-30%
Maiorque 30%
Maior que 30%
 GRAVIDADE
MANIFESTAÇÕES
CLÍNICA
O objetivo do tratamento da asma é melhorar a qualidade de vida da pessoa, por meio do controle dos sintomas e pela melhora da função pulmonar. O tratamento medicamentoso é realizado junto com medidas educativas e de controle dos fatores que podem provocar a crise asmática.
Tratamento não medicamentoso
Tratamento medicamentoso
TRATAMENTO
 É possível controlar as crises e até prevenir que elas aconteçam com algumas medidas simples:
Mantenha o ambiente limpo.
Evite acúmulo de sujeira ou poeira.
Tome sol. A vitamina D está relacionada a uma série de doenças do aparelho imunológico, como a asma.
Evite cheiros fortes
PREVENÇÃO
Tome a vacina da gripe.
Não fume.
Se agasalhe, principalmente na época de frio.
Pratique atividades físicas regularmente.
Tenha alimentação saudável.
Beba bastante líquido (água).
Mantenha o peso ideal.
PREVENÇÃO
Entre os aspectos ambientais estão:
Exposição a poeira e barata 
Ácaros e fungos
Variações climáticas
Infecções virais
FATORES DE RISCO
Entre os fatores genéticos estão
Histórico familiar de asma 
Rinite
Obesidade
FATORES DE RISCO
Quando não houver como evitar a exposição, o paciente pode seguir alguns cuidados, como:
evitar atividades físicas ao ar livre, especialmente em dias frios;
evitar baixa umidade ou exposição em dias com muita poluição;
não fumar e evitar ambientes fechados com pessoas fumando.
FATORES DE RISCO