Direito Constitucional - Prof Diego Cerqueira
41 pág.

Direito Constitucional - Prof Diego Cerqueira


DisciplinaDireto1.010 materiais917 seguidores
Pré-visualização3 páginas
DIREITO CONSTITUCIONAL
REVISÃO DE VÉSPERA XXVII EXAME OAB
PROF. DIEGO CERQUEIRA
INSTAGRAM: @PROFDIEGOCERQUEIRA
\uf071 Ato normativo primário editado pelo Presidente da
República;
\uf071 Requisito da relevância e urgência;
\uf071 Tem força de lei;
\uf071 Precisa ser submetido de imediato ao Congresso
Nacional;
#DICA 01 MEDIDAS PROVISÓRIAS
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
Vedações à MP
1ª situação
\u2022 Nacionalidade, 
cidadania, direitos 
políticos, partidos 
políticos direito 
eleitoral; direito 
penal, processual 
penal e processual 
civil
2ª situação
\u2022 Matéria reservada a 
lei complementar
3ª situação
\u2022 Matéria já 
disciplinada em 
projeto de lei 
aprovado pelo 
Congresso Nacional e 
pendente de sanção 
ou veto do Presidente 
da República
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
Medida provisória tem prazo?
\uf071 60 dias, prorrogáveis uma vez por igual período;
\uf071 Se não for convertida em lei, o Congresso Nacional deverá
disciplinar as relações jurídicas decorrente por meio de
Decreto Legislativo.
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
Regime de Urgência da MP
\uf071 No 45º dia sem apreciação, a medida provisória trancará
a pauta da Casa Legislativa em que estiver tramitando;
\uf071 O fato não interromperá a contagem do prazo (60 + 60). É
possível que, mesmo com o trancamento de pauta, haja
expiração do prazo da MP.
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
\uf071 Na vigência do mandato, o PR só pode ser
responsabilizado por atos praticados no exercício da
função (in officio) ou em razão dela (propter officium).
\uf071 Não pode ser responsabilizado por atos estranhos. Há
relativa irresponsabilidade de atos estranhos ao exercício
das funções.
\uf071 Imunidade temporária à persecução penal.
\uf071 Somente se aplica às infrações de natureza penal.
#DICA 02 PRESIDENTE DA
REPÚBLICA
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
Autorização da Câmara
\uf071 Crimes comuns e de responsabilidade. Há necessidade de
prévio juízo de admissibilidade político pela Câmara dos
Deputados.
\uf071 O Presidente somente será processado e julgado após
autorização da Câmara por 2/3 dos seus membros, em
votação nominal - aberta. (art.51, I, CRFB/88)
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
Condição dos Governadores
Informativo 863 STF: não ha\u301 necessidade de prévia autorização da
assembleia legislativa para o recebimento de denúncia ou queixa e
instauração de Ac\u327a\u303o penal contra governador de Estado, por crime comum,
cabendo ao STJ, no ato de recebimento ou no curso do processo, dispor,
fundamentadamente, sobre a Aplicação de medidas cautelares penais,
inclusive afastamento do cargo.
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
Crimes de Responsabilidade
\uf071 PR é processado e julgado pelo Senado Federal após
juízo de admissibilidade político da Câmara.
\uf071 Se a acusação for admitida pela Câmara (votação
nominal, por 2/3 dos seus membros), o processo será
remetido ao Senado Federal, a fim de que este órgão
processe e julgue o Presidente. (art. 51, CRFB/88)
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
\uf071 No Senado, haverá novo juízo de admissibilidade da
denúncia (por maioria simples). O Senado Federal possui
discricionariedade para decidir pela instauração ou não do
processo contra o PR.
\uf071 O Senado Federal não está vinculado ao juízo de
admissibilidade da Câmara dos Deputados. (ADPF 378. Rel. Min. Luiz
Edson Fachin. Julg. 17.12.2015.)
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
Crimes de Responsabilidade
\uf071 A condenação do Presidente pelo Senado Federal
depende do voto nominal (aberto) de 2/3 dos seus
membros;
\uf071 Condenação: i) perda do cargo e; ii) inabilitação, por 8
(oito) anos, para o exercício de função pública, seja via
concurso público, cargos comissionados ou mandatos
eletivos. (não haverá pena privativa de liberdade) (art. 52, CRFB/88).
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
\uf071 A saúde é direito de todos, independentemente de
qualquer contribuição (art. 196 CRFB/88);
\uf071 É um dever do Estado, que buscará garantir esse direito
mediante políticas sociais e econômicas;
\uf071 Objetivo é reduzir o risco de doença e de outros agravos
e promover o acesso universal e igualitário à saúde;
\uf071 Pilar Constitucional é o princípio da universalidade e da
igualdade de acesso.
#DICA 03 DA ORDEM SOCIAL
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
Assistência Social
Art. 203. A assistência social será prestada a quem dela necessitar, 
independentemente de contribuição à seguridade social, e tem por objetivos:
I - a proteção à família, à maternidade, à infância, à adolescência e à velhice;
II - o amparo às crianças e adolescentes carentes;
III - a promoção da integração ao mercado de trabalho;
IV - a habilitação e reabilitação das pessoas portadoras de deficiência e a 
promoção de sua integração à vida comunitária;
V - a garantia de um salário mínimo de benefício mensal à pessoa portadora de 
deficiência e ao idoso que comprovem não possuir meios de prover à própria 
manutenção ou de tê-la provida por sua família, conforme dispuser a lei.
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
Previdência Social
\uf071 Organizada sob a forma de regime geral;
\uf071 Possui caráter contributivo;
\uf071 Filiação obrigatória;
\uf071 Observar o equilíbrio financeiro e atuarial;
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
Da família, criança (...)
\uf071 O Estado assegurará a assistência à família na pessoa de cada um
dos que a integram, criando mecanismos para coibir a violência no
âmbito de suas relações.
\uf071 Os pais têm o dever de assistir, criar e educar os filhos menores, e
os filhos maiores têm o dever de ajudar e amparar os pais na
velhice, carência ou enfermidade. (art. 229)
\uf071 A família, a sociedade e o Estado têm o dever de amparar as
pessoas idosas, assegurando sua participação na comunidade,
defendendo sua dignidade e bem-estar (Art. 230)
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
Da família, criança (...)
\uf071 A família, a sociedade e o Estado têm o dever de amparar as
pessoas idosas, assegurando sua participação na comunidade,
defendendo sua dignidade e bem-estar (Art. 230)
§ 1º Os programas de amparo aos idosos serão 
executados preferencialmente em seus lares.
§ 2º Aos maiores de sessenta e cinco anos é garantida a 
gratuidade dos transportes coletivos urbanos.
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
Da Ciência, Tecnologia e Inovação
\uf071 O Estado promoverá e incentivará o desenvolvimento científico, a
pesquisa, a capacitação científica e tecnológica e a inovação (Art.
218).
\uf071 Pesquisa científica básica e tecnológica, esta receberá tratamento
prioritário do Estado, tendo em vista o bem público e o progresso
da ciência, tecnologia e inovação (§ 1º).
\uf071 Pesquisa tecnológica: será voltada preponderantemente para a
solução dos problemas brasileiros e para o desenvolvimento do
sistema produtivo nacional e regional. (§ 2º)
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
\uf071 Imunidade material: garantir aos parlamentares a liberdade
de opinião, palavras e votos.
\u201d(...)são invioláveis, civil e penalmente, por quaisquer de suas 
opiniões, palavras e votos\u201d. (art. 53, CRFB/88)
Direito Constitucional
Prof. Diego Cerqueira @profdiegocerqueira
#DICA 04 IMUNIDADES
PARLAMENTARES
\uf071 Requisito: deve existir uma relação entre a conduta
praticada e o exercício do mandato; uma conexão entre
a manifestação oral do parlamentar e o exercício da
função.
\uf071 Eficácia temporal permanente: