Buscar

ATIVIDADE FLUORESCÊNCIA_quinina

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE 
CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA 
DEPARTAMENTO DE QUÍMICA 
DISCIPLINA: MÉTODOS ESPECTROQUÍMICOS Data: 
Profa. Maria de Lara P. M. Arguelho Aluno(s): 
 
 
Atividade - Quinina e fluorescência 
 Quinina é um alcalóide usado no tratamento da malária e adicionado na água tônica. É 
fortemente fluorescente em solução de H2SO4 (φ = 0,55). O espectro de excitação da quinina 
mostra bandas de absorção em 250 nm e 350 nm e emissão em 450 nm. A quinina é 
rapidamente excretada pelo corpo humano através da urina sendo facilmente determinada 
por fluorescência após extração da urina. 
 
Procedimento 
 Transferir 2 mL de uma amostra de urina para um tubo de 15 mL e ajuste o pH entre 9 
e 10 usando 3,7 mol L-1 de NaOH. Adicione 4 mL em uma mistura de clorofórmio e isopropanol 
(3:1) e agite o conteúdo do tubo por 1 minuto. Após a separação de fases, transfira a fase 
orgânica para outro tubo. Adicione 2 mL de H2SO4 na fase orgânica e agite por 1 minuto. 
Espere a fase orgânica e a fase aquosa se separarem e transfira a fase aquosa para uma 
cubeta. A emissão fluorescente da quinina deve ser medida em 450 nm. Determine a 
concentração de quinina na urina usando uma curva de calibração preparada com soluções de 
padrão em H2SO4 0,05 mol L-1 e água destilada como branco. Os padrões externos são 
preparados a partir de uma solução de quinina 100 ppm em 0,05 H2SO4 mol L-1. 
 
 
 
 
Questão 1 
 O íon cloreto é conhecido por extinguir a intensidade da fluorescência da quinina. Por 
exemplo, a presença de 100 ppm NaCl (61 ppm de Cl-) diminui a intensidade do sinal da 
quinina em 17% e na presença de 1000 ppm de NaCl o sinal diminui de intensidade em 29%. A 
concentração de cloreto em urina tipicamente alcança a escala de 4600 a 6700 ppm de Cl-. 
Como a interferência de cloreto pode ser evitada? 
Questão 2 
 Entre a quinina e a fenolftaleína qual se espera ter o maior rendimento quântico? 
Justifique sua resposta. 
 
 
 quinina fenolftaleína 
Questão 3 
 Amostras de urina que não contém quinina, ainda contém uma pequena quantidade 
de material fluorescente após a extração. Como podemos modificar o procedimento para 
evitar que estes componentes afetem os resultados da análise? 
Questão 4 
 Exatamente 2 mL de água de água destilada foi adicionada a uma alíquota de 2 mL de 
água tônica contendo quinina e o sinal da luminescência teve intensidade de 16,1. Em 
segunda alíquota de 2mL de água tônica foram adicionados e 2mL de solução padrão de 
quinina com concentração de 4,75 10-5 mol L-1. A leitura resultou num sinal com intensidade de 
29,6. Qual a concentração de quinina na água tônica em mol L-1? 
 
Questão 4 
 
 Um comprimido de antimalárico, contendo quinina, possui uma massa de 1,664 g, e foi 
dissolvido com HCl 0,10 mol L-1 em quantidade suficiente para fornecer 500 mL de solução. 
Uma alíquota de 20,00 mL foi então diluída para 100,0 mL com o ácido. A intensidade da 
fluorescência para a amostra diluída, em 450 nm, forneceu uma leitura de emissão de 245. 
Uma solução-padrão de 100 ppm de quinina registrou o valor emissão de 125, quando medida 
em condições idênticas. Calcule a massa em miligramas de quinina por grama de comprimido 
original (mg/g).

Outros materiais