Livro Farmacognosia
208 pág.

Livro Farmacognosia


DisciplinaFarmacognosia2.927 materiais27.393 seguidores
Pré-visualização49 páginas
K
LS
FA
RM
A
CO
G
N
O
SIA
Farmacognosia
 Aline Teotonio Rodrigues
Farmacognosia
© 2018 por Editora e Distribuidora Educacional S.A.
Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida ou transmitida de qualquer 
modo ou por qualquer outro meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia, gravação ou qualquer outro tipo 
de sistema de armazenamento e transmissão de informação, sem prévia autorização, por escrito, da Editora e 
Distribuidora Educacional S.A.
2018
Editora e Distribuidora Educacional S.A.
Avenida Paris, 675 \u2013 Parque Residencial João Piza
CEP: 86041-100 \u2014 Londrina \u2014 PR
e-mail: editora.educacional@kroton.com.br
Homepage: http://www.kroton.com.br/
Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) 
 Rodrigues, Aline Teotonio 
 
 ISBN 978-85-522-0544-9
 1. Farmacognosia. I. Título.
 CDD 615.321
Editora e Distribuidora Educacional S.A., 2018.
 208 p.
R696f Farmacognosia / Aline Teotonio Rodrigues. \u2013 Londrina : 
Presidente
Rodrigo Galindo
Vice-Presidente Acadêmico de Graduação
Mário Ghio Júnior
Conselho Acadêmico 
Ana Lucia Jankovic Barduchi
Camila Cardoso Rotella
Danielly Nunes Andrade Noé
Grasiele Aparecida Lourenço
Isabel Cristina Chagas Barbin
Lidiane Cristina Vivaldini Olo
Thatiane Cristina dos Santos de Carvalho Ribeiro
Revisão Técnica
Ana Cláudia Bensuaski de Paula Zurron
Editorial
Camila Cardoso Rotella (Diretora) 
Lidiane Cristina Vivaldini Olo (Gerente) 
Elmir Carvalho da Silva (Coordenador) 
Letícia Bento Pieroni (Coordenadora) 
Renata Jéssica Galdino (Coordenadora) 
Thamiris Mantovani CRB-8/9491
Sumário
Unidade 1 | Introdução à farmacognosia
Seção 1.1 - Introdução à farmacognosia
Seção 1.2 - Taxonomia, nomenclatura e farmacopeia
Seção 1.3 - Herborização e cultivo de plantas medicinais
7
9
24
39
Unidade 2 | Citologia e morfologia vegetal
Seção 2.1 - Citologia e histologia vegetal
Seção 2.2 - Anatomia e morfologia vegetal aplicada I
Seção 2.3 - Anatomia e morfologia vegetal aplicada II
57
59
73
89
Unidade 3 | Fisiologia vegetal e metabolismo básico/processos 
extrativos
Seção 3.1 - Fisiologia vegetal
Seção 3.2 - Aspectos metabólicos de interesse
Seção 3.3 - Fitoquímica e obtenção de drogas vegetais
105
107
123
139
Unidade 4 | Matérias-primas vegetais
Seção 4.1 - Polissacarídeos e óleos de origem vegetal
Seção 4.2 - Resinas, compostos fenólicos simples 
e heterosídeos
Seção 4.3 - Alcaloides, metilxantinas e plantas especiais
157
158
173
188
Toda a história da farmácia passa pela farmacognosia. Essa 
afirmação pode parecer um tanto quanto presunçosa, mas quando 
lembramos que o uso de plantas medicinais está intrinsecamente 
ligado à história da saúde, da farmácia e da medicina, fica mais evidente 
a carga de verdade contida nela. O uso de ervas e extratos vegetais nos 
processos de tratamento e cura está presente em toda a história da 
humanidade. A evolução tecnológica e a possibilidade de produção 
de compostos sintéticos não diminuíram a importância das pesquisas 
envolvendo os princípios ativos de origem vegetal, e ainda hoje boa 
parte das descobertas médicas está relacionada a plantas de interesse 
farmacológico. O progresso científico impulsionou ainda mais os 
estudos com extratos vegetais de interesse, já que agora é possível 
identificar com precisão os componentes de interesse farmacológico 
presentes em uma planta medicinal. Atualmente, o estudo de plantas 
de interesse medicinal, conhecidas e utilizadas popularmente ou 
pertencentes a culturas tradicionais é um tópico de grande interesse 
na área farmacêutica. Por todo o potencial de desenvolvimento 
desta área é de extrema importância que os farmacêuticos tenham 
conhecimento sobre as plantas medicinais, sua identificação botânica 
e os métodos de extração de ativos vegetais. 
Nesse contexto, pretende-se, no estudo da farmacognosia, levar 
o aluno de farmácia a conhecer as plantas medicinais do Brasil e 
entender a atuação do farmacêutico neste setor, assim como capacitá-
lo para identificar e manipular produtos oriundos do metabolismo 
vegetal dentro dos padrões de qualidade. Esperamos que você, aluno, 
desenvolva o conhecimento das principais características anatômicas 
e fisiológicas das plantas para obtenção de ativos com propriedades 
farmacológicas, o que possibilita a atuação farmacêutica no 
desenvolvimento de fármacos e produtos de origem vegetal. Para que o 
aprendizado seja completo, é importante que você, aluno de farmácia, 
conheça as principais classes de drogas vegetais e seus derivados sob 
o ponto de vista farmacobotânico, químico e farmacológico, tendo, 
assim, o conhecimento necessário na atuação farmacêutica e em 
todos os processos de extração, desde a obtenção do material vegetal 
à seleção de ativos de produtos farmacêuticos. 
Palavras do autor
Para que esse aprendizado seja possível, passaremos por uma 
unidade de ensino voltada para a apresentação dos conceitos e 
da história da farmacognosia. Nela serão desenvolvidas ainda as 
ferramentas para a identificação, a classificação e o cultivo das plantas 
de interesse medicinal. A segunda unidade desta disciplina trabalhará 
os conceitos de citologia e morfologia vegetais, fornecendo aos 
alunos as informações necessárias para a localização de ativos nos 
tecidos vegetais. Na terceira unidade de aprendizado, nossa atenção 
estará focada na fisiologia vegetal e nos processos extrativos. É nesta 
unidade, que os alunos aprenderão mais sobre os grupos químicos 
aos quais pertencem os principais ativos vegetais. Já na quarta e 
última unidade, as matérias-primas vegetais serão mais amplamente 
estudadas, pontuando-se aí os compostos de maior interesse, assim 
como as técnicas utilizadas para sua identificação e extração.
Como já começamos a compreender, e ficará ainda mais claro 
ao longo da disciplina, a farmacognosia é um universo extremamente 
rico e importante para os estudos de farmácia. É muito importante 
que os alunos se dediquem à leitura dos materiais e estejam atentos 
às atividades. Ser um farmacêutico com conhecimentos sólidos 
em farmacognosia é um fator extremamente importante para a sua 
atuação profissional, assim como a aproximação de conhecimentos 
com o reino vegetal agregando valores e conhecimentos para a 
manutenção da saúde de todos os indivíduos e maiores possibilidades 
de desenvolvimento da farmacognosia.
Unidade 1
Introdução à farmacognosia
Estudar farmacognosia pode parecer uma coisa extremamente 
distante da nossa realidade cotidiana, mas, à medida que trabalharmos 
o tema, ficará cada vez mais claro que essa disciplina nos aproxima 
ainda mais da nossa realidade histórica, social e profissional. Nesta 
unidade, trabalharemos um pouco da história e dos principais 
conceitos em farmacognosia. Nela, será possível estabelecer uma 
relação entre a história da saúde e a utilização das plantas medicinais, 
além de compreender um pouco mais sobre a importância desse 
tema para o nosso dia a dia. Mesmo os indivíduos mais urbanos, em 
algum momento, já tiveram contato com ativos de origem vegetal, 
seja no aconchegante chazinho de erva-doce, ofertado pela mãe 
para acalmar uma leve dor de barriga, seja na compra de um xarope 
de guaco para uma tosse, ou mais longe ainda, na compra de 
uma aspirina, que também teve seu princípio ativo primeiramente 
descoberto em uma planta, a Salix alba. Além da familiaridade com 
esse tema, é importante destacar também a necessidade constante 
de buscar novos princípios ativos com ação farmacológica, o que 
nos leva, enquanto farmacêuticos, de volta à pesquisa das plantas 
medicinais. Nesta unidade, poderemos desenvolver habilidades 
importantes para a compreensão das pesquisas envolvendo plantas 
medicinais,
Fernanda
Fernanda fez um comentário
pra que colocar se não abre
0 aprovações
Carregar mais