A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
DISCURSIVAS FINAIS DE FUNDAMENTOS DO PROCESSO EDUCATIVO NO CONTEXTO HISTÓRICO-FILOSÓFICO

Pré-visualização | Página 1 de 1

DISCURSIVA FINAL 1:
QUESTÃO:
Existe uma relação histórica entre a consciência religiosa, a mitologia da Idade Antiga e o cristianismo medieval. Assim, o conhecimento religioso está fundamentado em uma postura chamada dogmática, ou seja, um saber que seja revelado e inquestionável. Neste sentido, disserte sobre as diferenças da consciência religiosa frente à consciência racional.
RESPOSTA ESPERADA:
A consciência religiosa enfatiza os dados revelados através de documentos religiosos, enquanto a razão concentra-se em explicações lógicas e verificáveis. A consciência religiosa é predominante durante a Idade Média e tem como base a dimensão da fé como aceitação e validação dos saberes, diferente da consciência racional fundamentada em aspectos lógicos científicos ou em verdades que passam pela via da crítica. O conhecimento da consciência religiosa se estabelece como um conhecimento revelado e de aceitação de doutrinas e não de questionamento ou racionalidade. Tipo de consciência que se aproxima com a mitologia, por validar uma fonte de conhecimento como crença em algo superior ou com elementos sobrenaturais. Nesta modalidade, o intelecto está subordinado à fé, e os indivíduos estão subordinados a um ser superior. Logo, o conhecimento passa primeiro pela crença e depois pela compreensão.
DISCURSIVA FINAL 2:
QUESTÃO:
A educação patrística constituiu e definiu o pensamento cristão, assim como consolidou as doutrinas da Igreja. Consistia na elaboração doutrinal das verdades de fé do cristianismo e na sua defesa contra as heresias e ataques dos “pagãos”. Nesse contexto, descreva dois fundamentos históricos ou teológicos da educação patrística.
RESPOSTA ESPERADA:
A patrística é a filosofia e a teologia cristã nascida nos primórdios da Igreja; o termo patrística deriva do fato dos primeiros líderes cristãos serem chamados de pais da Igreja; esse movimento nasceu da necessidade do cristianismo de firmar-se como doutrina contra as heresias; também deveria firmar-se como filosofia que superasse o paganismo que os cristãos combatiam; a educação patrística é apologética (parte da teologia destinada a defender a religião contra os ataques dos adversários); definiu o pensamento cristão e consolidou a doutrina da Igreja Cristã; a educação patrística visava amadurecer os conceitos fundamentais de teologia cristã.
DISCURSIVA FINAL 3:
QUESTÃO:
Os "otimistas" afirmam que, da forma como utilizamos as tecnologias, caminhamos para a libertação do ser humano. Já os "pessimistas" afirmam que, com o progresso da tecnologia, será diminuída a condição de liberdade. Nesse contexto, disserte sobre as ideias anunciadas pelos "pessimistas" com relação ao uso das tecnologias a serviço da humanidade.
RESPOSTA ESPERADA:
Argumentam que o futuro da tecnologia proporcionará a invasão de privacidade pelas câmeras, mídias eletrônicas, em especial, no monitoramento de centros comerciais, ruas e áreas públicas em geral. Afirmam que é preocupante a maneria com que o ser humano estará mais escravo e dependente das máquinas e da condição tecnológica. Os pessimistas anunciam fatores negativos pelo exagero das exigências econômicas, de mercado, de consumo e de lucratividade. Esse contexto contribuirá para a desumanização das relações sociais. Consideram que um mundo rodeado de tecnologia está cada vez mais refém da insensibilidade das máquinas e dos sistemas tecnológicos, reduzindo a criatividade e o contato das relações humanas.
DISCURSIVA FINAL 4:
QUESTÃO:
A Revolução de 1930 é considerada por muitos historiadores o movimento mais importante da história do Brasil. Neste período a sociedade brasileira viveu importantes mudanças, acelerou-se o processo de urbanização e a burguesia começou a participar mais efetivamente da vida política nacional. Além disso, a revolução contribuiu muito para as mudanças da realidade educacional do país. Partindo desse pressuposto, disserte sobre as efetivas mudanças ocorridas no campo educacional brasileiro a partir da Revolução de 1930.
RESPOSTA ESPERADA:
A Revolução de 1930 serviu como marco inicial na criação de um sistema nacional de educação sólida. No ano de 1932 ocorre o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, a partir do qual se propõe que a educação nacional seja pública, obrigatória e laica. Criou-se, a partir da revolução de 1930, o Ministério da Educação e as Secretarias de Educação dos estados. Em 1934 surge a Universidade de São Paulo (USP). A revisão da Constituição estabelece o direito de todos à educação e define as obrigações do Estado e da família no que diz respeito à educação.
DISCURSIVA FINAL 5:
QUESTÃO:
A Reforma Protestante significou uma ruptura na unidade Católica Latina Medieval. Os Reformadores, mais que apresentar alterações na liturgia do culto cristão, propuseram alterações ao modo de viver da sociedade em vários pontos, dentre eles o ensino. Qual a importância da Reforma Protestante para o desenvolvimento educacional das distintas classes sociais dos países europeus que aderiram a esse movimento religioso?
RESPOSTA ESPERADA:
Os Reformadores Martinho Lutero, João Calvino e Úrico Zwínglio propuseram uma doutrina de fé calcada em três pontos: salvação pela graça, sacerdócio de todos os crentes e infalibilidade da Bíblia. Com isso, a Bíblia foi traduzida do latim para os idiomas nacionais. Os protestantes têm na leitura diária da Bíblia uma das características fundamentais de sua religião. Por isso, muitos países europeus que aderiram ao movimento religioso instituíram a alfabetização em massa, como possibilidade de vivência da fé.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.