A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
Prova Filosóficos gabaritos 4

Pré-visualização | Página 6 de 7

social, formada pela estrutura econômica, pela estrutura jurídico-político (Estado) e pela estrutura ideológica. O fator econômico é determinante, em última instancia, das outras estruturas. O modo de que produz bens materiais de uma forma que implica a divisão produção capitalista, por exemplo, ao mesmo tempo dos homens dessa totalidade social em capitalistas e operários e dá origem a toda ideologia que fortalece este tipo de produção e a uma forma de poder que a defende e estimula, vai continuamente reproduzindo suas condições de produção. [...]
 
OLIVEIRA, Admardo Serafim de, et. al. Introdução ao pensamento filosófico. 8 ed. São Paulo: Loyola, 2005. (p. 50-51)
 
Em conformidade com o texto e com o livro-base da disciplina, a respeito da sociedade baseada no modelo fabril de produção, analise as proposições a seguir:
 
I – A Revolução Industrial permitiu à sociedade um aumento substancial nas possibilidades de produzir riquezas.
II – A contínua exploração da mão de obra trabalhadora levaria a sociedade ao desenvolvimento social e ao progresso.
III – Segundo alguns pensadores o socialismo era uma perspectiva para transformar a sociedade e reduzir as desigualdades.
 
Agora assinale a resposta correta:
	
	A
	Estão corretas as proposições I e II apenas.
	
	B
	Está correta a proposição II apenas.
	
	C
	Estão corretas as proposições II e III apenas.
	
	D
	Está correta a proposição III apenas.
	
	E
	Estão corretas as proposições I e III apenas.
A proposição I e III estão corretas pois: “Embora a Revolução Industrial tenha aumentado imensamente a produção de riquezas, a desigualdade se intensificou.. Diante dessa situação, diversos pensadores, intitulados socialistas, buscavam encontrar soluções para melhorar as condições de vida e trabalho das classes menos favorecidas.” (p. 95). Já a proposição II é incorreta, pois, “[...] Para Marx e Engels, a contínua exploração do trabalho assalariado levaria a sociedade capitalista a uma crise econônomica sem precedentes. [...]” (p. 96)
Questão 2/10
Leia o fragmento de texto a seguir:
 
Muitas das críticas ao pragmatismo são dirigidas especificamente contra as concepções de verdade dos pragmatistas. Em termos gerais, a crítica é que os pragmatistas trocaram a verdade pela gratificação.
 
WAAL, Cornelis. Sobre pragmatismo. São Paulo: Loyola, 2007. (p. 23)
 
De acordo com o texto e com os conteúdos e livro-base da disciplina, para pragmatistas como Charles S. Peirce, Wiliam James e John Dewey, a verdade, em si mesma...
	
	A
	é inatingível.
Você acertou!
“Para os pragmatistas Charles Sanders Peirce, Wiliam James e John Dewey, a verdade em si mesma é inatingível pelo intelecto humano, pois não há como nos situarmos ‘fora da realidade’ para avaliá-la objetivamente. [...]” (p. 147)
	
	B
	é essencial.
	
	C
	é real.
	
	D
	é imutável.
	
	E
	é axial.
Questão 3/10
Leia o fragmento de texto a seguir:
 
A filosofia vai encontrar-se, pois, ao nascer, numa posição ambígua: em seus métodos, em sua inspiração, aparentar-se-á ao mesmo tempo às iniciações dos mistérios e às controvérsias da agora; flutuará entre o espírito de segredo próprio das seitas e a publicidade do debate contraditório que caracteriza a atividade política. Segundo os meios, os momentos, as tendências, ver-se-á que, como a seita pitagórica na Grande Grécia, no século VI, ela organiza-se em confraria fechada [...]. Poderá também, como o fará o movimento dos Sofistas, integrar-se inteiramente na vida pública, apresentar-se como uma preparação ao exercício de poder na cidade e oferecer-se livremente a cada cidadão, mediante lições pagas a dinheiro. [...]
 
Fonte: VERNANT, Jean-Pierre. As origens do pensamento grego. 11 ed. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2000. p. 48.
 
De acordo com os conteúdos abordados nas aulas e no livro da disciplina, em seu início, as principais especulações filosóficas que surgiram em substituição aos mitos diziam respeito à ...
 
	
	A
	cosmologia e fenômenos biológicos.
	
	B
	pólis e fenômenos políticos
	
	C
	natureza e fenômenos físicos.
Você acertou!
[...] Por isso, podemos dizer que a filosofia, como pensamento que busca pensar a experiência humana de modo distinto do pensamento mítico, surgiu primeiramente entre os gregos. No começo, as principais especulações filosóficas dos gregos diziam respeito à natureza e aos fenômenos físicos. (p. 23).
	
	D
	ágora e fenômenos intelectuais.
	
	E
	democracia e fenômenos sociais.
Questão 4/10
Leia o fragmento de texto a seguir:
 
"Cândido" é uma das obras mais conhecidas de Voltaire.
O texto contrapõe ingenuidade e esperteza, desprendimento e ganância, caridade e egoísmo, delicadeza e violência, amor e ódio. Tudo isso mesclado com discussões filosóficas sobre causas e efeitos, razão suficiente, ética.
Como sempre Voltaire expõe suas concepções com fina ironia, sem abandonar o sarcasmo de quando em vez. [...]
 
VOLTAIRE. Cândido, ou o otimismo. Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/cv000009.pdf>.  Acesso e 01 jan. 2015.
 
Considerando o texto e os conteúdos abordados nas aulas e no livro da disciplina, acerca do livro Cândido, de Voltaire, analise as sentenças a seguir:
 
I – Cândido, ao invés de ser um tratado filosófico, pode ser considerado, pela sua forma de escrita, como um romance.
II – Voltaire posiciona-se, em Cândido, favorável a uma educação livresca, com pouca, ou quase nenhuma relação com o cotidiano dos educandos.
III – Esse livro, especificamente, permite que façamos uma análise sobre a concepção Iluminista de educação.
 
Agora assinale a resposta correta:
	
	A
	Estão corretas as sentenças I e II somente.
	
	B
	Estão corretas as sentenças I e III somente.
A sentença I está correta pois “[...] Em primeiro lugar, trata-se daquilo que seu próprio autor chamou de romance filosófico. Em vez de escrever um tratado, Voltaire nos conta uma história na qual o personagem principal, um jovem chamado Cândido, vive uma série de desventuras. [...]” (p. 50). A sentença III é correta pois “[...] Em segundo lugar, a obra nos dá uma oportunidade de discutirmos a concepção iluminista de educação, uma vez que Cândido tem aulas com um preceptor, uma espécie de professor particular em tempo integral, algo muito comum entre a nobreza da época. [...]” (p. 50-51).
Já a sentença II é incorreta uma vez que “[...] Fica patente, portanto, a crítica de Voltaire ao modelo de educação praticado pela nobreza da época. Em oposição a esse ensino livresco e distanciado das preocupações do dia a dia, Voltaire insinua uma aprendizagem que enfatiza questões de ordem prática. [...]” (p. 51).
	
	C
	Estão correta as sentenças II e III somente.
	
	D
	Está correta a sentença II somente.
	
	E
	Está correta a sentença I somente.
Questão 5/10
Leia o fragmento de texto a seguir:
 
[...] "Educação é vida". "Escola Nova é um movimento renovador que se opera dentro da educação"; "Escola Nova, para John Dewey se caracteriza como 'uma mudança radical semelhante à mudança operada no sistema planetário'"; "os trabalhos manuais e o desenho são as duas matérias nas quais o aluno percebe grande atividade de realização"; "Dewey foi o grande defensor da Escola Ativa" [...].
 
CAMARGO, Marilena Aparecida Jorge Guedes de. Coisas velhas: um percurso de investigação sobre cultura escolar. São Paulo: Editora UNESP, 2000.(p. 108)
 
Ainda com base no texto, é possível dizer que pensamento de Dewey esteve, no Brasil, fortemente representado no movimento chamado Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova. De acordo com os conteúdos e livro-base da disciplina, quais, entre os intelectuais a seguir, sofreram forte influência do pensamento pragmatista de Dewey?
	
	A
	Celso Vasconcelos, Celso Antunes e Rubem Alves.
	
	B
	Émile Durkheim, Karl Marx e Max Weber.
	
	C
	Ovide Decroly, Maria Montessori e Darcy Ribeiro.
	
	D
	Dermeval Saviani, Monteiro Lobato, Álvaro Vieira Pinto.
	
	E
	Fernando