A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
Projeto de TCC LILIAN

Pré-visualização | Página 1 de 2

LILIAN FALCÃO
 
 BPC – Benefício de Prestação Continuada, um direito de interesse social.
O Projeto de Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à disciplina de Projeto de TCC – do Curso de Serviço Social – do Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI, como exigência parcial para a obtenção do título de Bacharel em Serviço Social.
Polyana Carvalho Pereira – Tutora 
Ivanilde Lima Bezerra – Orientadora de Campo
feira de santana
2019
LISTA DE ILUSTRAÇÕES
BPC - Benefício de Prestação Continuada
INSS - Instituto Nacional de Seguro Social
LOAS - Lei Orgânica de Assistência Social
MDS - Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome
SUAS - Sistema de Assistência Social
TCC - Trabalho de Conclusão de Curso
SUMÁRIO
51.	INTRODUÇÃO	�
62.	APRESENTAÇÃO DO TEMA	�
73.	PROBLEMATIZAÇÃO DO TEMA E A RELAÇÃO COM A QUESTÃO SOCIAL.	�
84.	JUSTIFICATIVA	�
105.	OBJETIVOS DA PESQUISA	�
105.1 Objetivo Geral	�
105.2 Objetivos específicos	�
116.	METODOLOGIA DE PESQUISA	�
127.	REFERÊNCIAS	�
�
�
1. INTRODUÇÃO
Esse trabalho foi motivado por reflexões surgidas a partir da minha vivencia no campo de estágio no CRAS - Centro de Referência de Assistência Social. O Projeto de Trabalho de Conclusão de Curso aqui exposto vem com o tema: BPC - Benefício de Prestação Continuada, um direito de interesse social. O BPC é um benefício da assistência social, integrante do Sistema Único de Assistência Social – SUAS, pago pelo Governo Federal e assegurado por lei, que permite o acesso de idosos e pessoas com deficiência às condições mínimas de uma vida digna. O cidadão que pleiteia o benefício deve comprovar não possuir meios de se sustentar ou de ser sustentado pela família. 
Até maio de 2019 mais 3,5 milhões de pessoas já se inscreveram no Cadastro Único, número que representa 76% dos beneficiários. No entanto há mais de 1 milhão pessoas que recebem o BPC e ainda não fizeram a inscrição no Cadastro Único do Governo Federal. 
É assegurado aos requerentes e/ou beneficiários do BPC e suas famílias o acesso aos serviços da rede socioassistencial e de outras políticas públicas, conforme suas necessidades. 
O objetivo desse trabalho é obter conhecimento de forma ampla, a fim de agregar informações em favor dos beneficiários que apresentem necessidades deste benefício. Pesquisando em fontes bibliográficas, informando ao público especifico e orientando sobre a garantia desse direito. 
A metodologia adotada será a coleta de informações na literatura e também em sites para o enriquecimento e ampliação da pesquisa. Através de análise atual de alguns autores e estudiosos sobre o tema.
2. APRESENTAÇÃO DO TEMA
O Benefício de Prestação Continuada - BPC é um benefício de Política da Assistência Social. O mesmo concede ao idosos a partir de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres e as pessoas com Deficiência de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, cuja renda familiar por pessoa não ultrapasse a um quarto do salário mínimo por mês.
O pagamento será interrompido no instante em que forem superadas tais condições exigidas não seja respeitada, ou em caso de falecimento do beneficiário. Muitos demandatários desconhecem a Lei que rege esse benefício. Alguns não dão entrada e outros que já são beneficiários perdem esse direito por não saber seguir as condições pertinentes para que o benefício seja renovado. 
Não é necessário ter contribuído ao INSS para ter direito, só é necessário comprovar que não possui meios de prover a própria subsistência ou de tê-la provida à própria família, obstruindo a participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com demais pessoas.
No entanto muitas pessoas, que tem esse direito social assegurado em Lei, não são beneficiadas por falta de informações ou esclarecimento.
O tema escolhido foi motivado por reflexões surgidas a partir da minha vivencia no campo de estágio no CRAS. A falta de divulgação com a desinformação tem levado aos demandatários não usufruírem do BPC, uma vez que poderá solucionar problemas para estes que se enquadram no perfil de beneficiário, amenizando situações de pobreza e risco social e os enponderando sobre a garantia de seus direitos.
3. PROBLEMATIZAÇÃO DO TEMA E A RELAÇÃO COM A QUESTÃO SOCIAL
A sociedade é marcada por constantes e significativas mudanças socioeconômica. Mudanças que influenciam no modo de desenvolvimento de uma sociedade e diretamente nas relações sociais. Nessa perspectiva, esse trabalho busca apresentar para a sociedade informações sobre o BPC – Benefício de Prestação Continuada. Ressaltar a importância de os usuários terem conhecimento sobre as informações pertinentes ao BPC.
Os Benefícios Assistenciais integram a política de assistência social e se configuram como direito do cidadão e dever do Estado. São prestados de forma articulada ás seguranças afincadas pela Política de Assistência Social, por meio da inclusão dos beneficiários e de suas famílias nos serviços socioassistenciais e de outras políticas setoriais, ampliando a proteção social e promovendo a superação das situações de vulnerabilidade e risco social. [...] Os Benefícios Eventuais caracterizam-se por seu caráter suplementar e provisório, prestados aos cidadãos e as famílias em virtude de nascimento, morte, situações de vulnerabilidade temporária e de calamidade pública. (BRASIL, 2013).
O Benefício de Prestação Continuada - BPC é um benefício de Política da Assistência Social, não contributiva, consiste no pagamento de um salário mínimo mensal aos idosos a partir dos 65 anos de idade e as pessoas com Deficiência de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, cuja renda familiar por pessoa não ultrapasse a ¼ do salário mínimo por mês. , é um pagamento individual, intransferível e prestado por tempo determinado, por se tratar de um benefício assistencial, não é necessário ter contribuído ao INSS para ter direito, só é necessário comprovar que não possui meios de prover a própria subsistência ou de tê-la provida à própria família, obstruindo a participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com demais pessoas. Contudo, este benefício não dá direito ao pagamento de 13º salário e como determinado o artigo 21 da Lei da Assistência Social (LOAS 8.742/93):
Art. 21. O benefício de prestação continuada deve ser revisto a cada 2 (dois) anos para avaliação da continuidade das condições que lhe deram origem. (Vide Lei nº 9.720, de 30.11.1998) 
O pagamento será interrompido no instante em que forem superadas tais condições exigidas não seja respeitada, ou em caso de falecimento do beneficiário. Sendo um benefício garantido pela Constituição Federal de 1988, algumas pessoas têm uma denominação equivocada sendo até comum em confundir o nome do BPC por LOAS visto que foi a Lei que deu origem a tal Benefício. Vários demandatários estão desinformados, ficando assim sujeitos a ter o benefício bloqueado. 
Aproximadamente 1,1 milhão de pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) ainda não fizeram a inscrição no Cadastro Único do Governo Federal. O registro é obrigatório, e quem não regularizar a situação cadastral dentro do prazo pode ter o benefício suspenso. O auxílio mensal, no valor de um salário mínimo, é destinado a pessoas com deficiência ou acima de 65 anos que possuam renda familiar per capita de até um quarto do salário mínimo. O Ministério da Cidadania organizou um calendário para a inscrição baseado na data de nascimento do beneficiário
Para se cadastrar, o beneficiário deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou a prefeitura do seu município. Na cidade de Conceição da Feira o CRAS Viver Melhor está situado à Rua Elpidio Cardoso, 113 – Conceição da Feira – BA – CEP: 44320-00. É necessário ter em mãos o Cadastro de Pessoa

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.