analise_de_balanAo
21 pág.

analise_de_balanAo


DisciplinaContabilidade de Custos12.964 materiais424.019 seguidores
Pré-visualização7 páginas
\ufffdPAGE \ufffd
\ufffdPAGE \ufffd14\ufffd
REVISÃO CONCEITOS CONTÁBEIS
Balanço Patrimonial - 	É o demonstrativo qualitativo e quantitativo de bens direitos e obrigações de uma Entidade, em uma determinada data.( estático)
Demonstração de Resultados - 	É o demonstrativo do resultado econômico apurado pela Entidade em determinado período de tempo. ( cinemático).
Demonstração de Origens e
Aplicações de Recursos - 	É o demonstrativo das fontes de recursos monetários utilizadas em um determinado período, juntamente com as suas respectivas destinações. ( de onde vieram e para onde foram ).
Demonstração de
Mutações Patrimoniais - 	É o demonstrativo das movimentações do Patrimônio Líquido (nome técnico da parte dos proprietários) em um determinado período.
Demonstração de Lucros
e/ou Prejuízos Acumulados - 	É o demonstrativo dos Lucros Acumulados ( não distribuídos ) e dos Prejuízos Acumulados ( não amortizados ) em um determinado período.
Diário Cronológico - 	É o registro dos fatos contábeis, ordenados por data , em ordem rigorosamente cronológica.
Razão Contábil - 	É o registro dos fatos contábeis, ordenados conta a conta, em ordem rigorosamente cronológica (Diário Cronológico por conta).
Balancete de Verificação - 	É o demonstrativo analítico da posição dos saldos atualizados das contas ( devedoras e credoras) referentes a movimentação de cada período. Após ajustes por Conciliações Contábeis e Inventários, deverá ser utilizado para a elaboração das Demonstrações Financeiras.
SISTEMA DE CONTABILIDADE GERENCIAL E A CIÊNCIA 
COMPORTAMENTAL
As metas do sistema gerencial contábil e de controle são as seguintes:
Auxiliar a empresa a planejar para o futuro. 
Monitorar os eventos do ambiente externo e seus efeitos.
Medir e registrar os resultados das atividades que ocorrem dentro da empresa para assegurar que os tomadores de decisão estejam bem informados.
Motivar aquelas pessoas e grupos que são afetados e que afetam o Sistema de Contabilidade Gerencial e de Controle.
Avaliar o desempenho dos funcionários e grupos da empresa.
Como as pessoas estão envolvidas com cada uma dessas metas, o estudo dos métodos e sistemas da contabilidade gerencial, devem estar conectados ao estudo do comportamento humano, tais como a sociologia, o comportamento organizacional e a psicologia social.
Os gerentes usualmente se concentram em dois aspectos da motivação do funcionário:
Direção, ou onde o funcionário foca sua atenção na tarefa.
Intensidade, ou quanto tempo um funcionário ficará com uma tarefa ou cargo.
1. CARACTERÍSTICAS DE UM SISTEMA DE CONTABILIDADE GERENCIAL E DE CONTROLE BEM PROJETADO
Esse sistema deve incluir o seguinte:
Uma consistente estrutura técnica e global, que além de permitir flexibilidade em muitos níveis locais (grupos específicos ou unidade operacionais) na empresa, promova sua melhoria contínua, chamado de abordagem de múltiplas perspectivas para o projeto de Sistemas Gerenciais Contábeis - SGC.
A incorporação do código de conduta ética da empresa, dentro do projeto do sistema, para motivar um comportamento adequado.
O desenvolvimento e uso de informações qualitativas e quantitativas em um formato oportuno para controle, motivação e avaliação de desempenho.
A participação e autonomia do funcionário no projeto e melhoria do sistema e também na educação contínua para compreender como o sistema funciona, como interpretar suas informações significativamente e quais decisões e ações tomar com essas informações.
Desenvolvimento de mecanismos tais como sistemas de recompensas amarrados com o desempenho para promover motivação e coerência de metas entre a empresa e os funcionários.
2. ABORDAGEM DE MÚLTIPLAS PERSPECTIVAS PARA O PROJETO DE SGC
Consistência 
Significa que a linguagem e os métodos técnicos usados para produzir a informação gerencial contábil não gerem conflitos entre as várias partes da empresa. Por exemplo, a existência de duas divisões com sistemas de custos diferentes.
Flexibilidade
Devem permitir aos funcionários o uso da informação disponível no sistema de maneira flexível, de forma que eles possam aplicá-las em decisões locais. Se a flexibilidade não for possível, a motivação de um funcionário, para tomar a melhor decisão, pode ser reduzida para uma decisão que está à mão, especialmente se a unidade está engajada em diferentes tipos de atividades.
3. CONSIDERAÇÕES ÉTICAS NO PROJETO DE SISTEMAS GERENCIAIS CONTÁBEIS (SGC)
Para projetistas de sistemas, como os contadores gerenciais, além do código de conduta ética de suas empresas, existem padrões éticos estabelecidos por sua associação profissional, o Institute of Management Accountants (IMA). Certified Management Accountants (CMAs) são exigidos por serem competentes e sempre manterem confiabilidade, integridade e objetividade. Ter um conjunto claro de padrões éticos gera motivação, especialmente, considerando a direção dos esfor\u200bços, e deve ajudar a reduzir o comportamento não coerente por parte dos usuários.
Para incorporar os princípios éticos dentro do SGC, os conta\u200bdores gerenciais tentam assegurar o seguinte:
a) A empresa deve formular, implementar e comunicar a todos os funcio\u200bnários um código abrangente de ética.
b) Todos os funcionários entendem o código de ética da empresa.
c) Um sistema existe para detectar e reportar violações do código de ética da empresa.
Embora os contadores gerenciais possam encontrar algumas variações nos códigos de ética em vários países, tais códigos são notavelmente similares em seus propósitos.
O projeto do sistema irá influenciar o comportamento de todos os usuários. O grupo de usuários-chave, os gerentes, interagem bastante com o SGC. Freqüentemente, os gerentes estão sujeitos a intensas pressões por suas tarefas e de outros membros influentes da empresa, para suspenderem seus julgamentos éticos em certas situações. Essas pressões incluem os seguinte:
Pedidos para ajustar as informações para favorecer grupos ou funcio\u200bnários particulares.
Pretextos para falsificar relatórios ou resultados de testes ou aprovar relatórios ou pedidos falsos.
Pedidos para informações confidenciais.
Pressões para ignorar prática questionável ou antiética.
Embora não exista uma hierarquia universal de princípios éticos, essas cinco categorias abrangem um arranjo amplo de considerações éticas:
Regras legais
Normas societárias
Associações profissionais (CPAs, CMAs, etc.)
Normas organizacionais e grupais
Normas pessoais
ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
1. INTRODUÇÃO
 
Conceituação
( Análise
É a arte de saber extrair relações úteis para o objetivo econômico que tivermos em mente:
( Dos relatórios contábeis tradicionais;
( De suas extensões ou detalhamentos, se for o caso.
Analisar as demonstrações contábeis é decompô-las em partes que o formam, para melhor interpretação de seus elementos.
( Interpretação
É a apreciação dos elementos patrimoniais (enquanto partes do conjunto), com relação a:
( Natureza
( Valor e proporcionalidade
As conclusões de natureza patrimonial, administrativa, econômica ou financeira, são deduzidas das comparações entre os grupos de valores homogêneos de um conjunto patrimonial, ou da sua comparação com grupos de outros conjuntos;
A utilização dos elementos fornecidos pela análise de balanços, implica no conhecimento dos seguintes aspectos:
Existem cálculos razoavelmente formalizados.
Não existe forma científica ou metodologicamente comprovada de relacionar os índices de maneira a obter um diagnóstico preciso.
Cada análise poderá chegar a conclusões diferenciadas com o mesmo conjunto de informações.
Provavelmente dois analistas experientes apontarão tendências diferentes,