projetos e práticas de ação pedagógica
20 pág.

projetos e práticas de ação pedagógica


DisciplinaProjetos e Praticas da Ação Pedagogica163 materiais80 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Projeto e prática de ação pedagógica 
 ENSINO FUNDAMENTAL 
 
 
 
 
 
 Postagem: 1 
 Projeto didático completo 
 RA: 1736455 
 
 
 
 
 
 
 
 Unip/EaD 
 Inhumas-GO 
 20018 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
TRABALHO EM GRUPO \u2013 TG 
Aluno(s): 
Lidianny Martins Rodrigues 
RA: 1736455 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 POLO INHUMAS _GO 
 2018 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
1. Tema 
2. Situação problema 
3. Justificativa e Embasamento teorico 
4. Público alvo 
5. Objetivo 
Objetivo geral 
Objetivo específico 
6. Percurso metodológico 
7. Recurso 
8. Cronograma 
9. Avaliação final 
 10.Referência 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
NÃO A VIOLÊNCIA NA ESCOLA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
1. Tema 
Não a violência na Escola 
 
2. Situação problema 
 
O projeto de intervenção escolar na prática 
pedagógica tem por finalidade minimizar a violência, e é 
um problema que toma conta de toda a sociedade 
independente da região ou classe social. Para fazer o 
estudo de violência na escola é preciso saber o grau de 
incidência que estão ocorrendo. 
Precisamos nos atentar para cada situação, pois cada dia 
que passa vem se agravando, fazendo com que toda a 
coordenação reflita sobre o assunto, para que as 
iniciativas necessárias sejam realizadas impedindo que o 
ambiente escolar se torne palco de violência física 
psicológica e moral. 
É necessário que o tema violência seja discutido e 
analisado para que juntos possamos combate-lo. 
Nesse projeto podemos identificar o que levaram os 
alunos a cometer violência na escola e Como elaborar 
técnicas pedagógicas para combater os. Estaremos 
analisando qual as causas levaram as Crianças A 
maltratar seus colegas, esse esses atos sofridos foram 
causados dentro do ambiente escolar, e qual motivo 
ocasionou o mesmo. 
 
3. Justificativa e Embasamento teórico 
 
Este projeto Visa a importância de fazer uma reflexão no 
ambiente escolar, 
E em relação do ambiente que se faz no interior da escola. 
Tais atitudes se faz de forma física, psíquica, e moral, fazendo 
com que a pessoa que passa o portal ver vídeo porque o 
agressor é mais forte e nunca está sozinho sendo assim 
alternativa é ir remoendo ir suportando as agressões, tapas, 
chutes, palavrões e outros tipos de constrangimento que que 
acaba correndo do meio de jovens e crianças. 
Para evitar e minimizar a situação este projeto propõe 
para que todos que vivem no ambiente escolar reflitam sobre 
os acontecimentos e o ambiente escolar e no meio social. 
A violência Tem tomado o espaço capaz nos interiores de 
escolas de todas as regiões está considerado nos dias atuais 
como um fenômeno globalizado, ou seja atingindo para alunos 
de séries iniciais, adolescentes e adultos. A violência escolar é 
mais conhecida hoje em dia como o \u201cbullying\u201d, que é o 
mesmo que humilhar, ofender etc. Atitude que alguns pais 
acham que é coisa natural coisa de criança e que vai passar 
porém não passa e é uma situação grave que trará transtornos 
gravíssimo para criança ofendida. Diante de toda situação 
Nada melhor do que elaborar um projeto Com intenção de 
investigar as causas e que a sociedade reflita sobre o problema. 
Agressividade tem sido um problema constante dentro 
das escolas e para educadores e familiares. Contudo é 
importante que fazemos entender o que é agressividade e suas 
manifestações. Vejamos O que é agressividade segundo alguns 
autores. No tema \u201cas brigas e as agressividade da criança\u201d. 
Aonde (VINHA 2000 p 300) explica como os educadores 
devem lidar com a situação fala-se sobre \u201cas normas e 
civilidade\u201d como uma forma de aprisionar um aluno 
causando se angústia sofrimento. Não se pode falar de 
violência sem se falar de agressividade Pois é sentimento em 
dispensável para desencadear a violência. Agressividade é 
como um sentimento natural que faz parte dos sentimento 
primários como alegria, a raiva, a dor, curiosidade e o medo. 
Outros negros requerem nível de elaboração maior como a 
vergonha, o remorso , a culpa ou ciúmes. Agressividade em si 
não é boa nem ruim é natural. A educação e a cultura é devem 
ajudar a criança dosa-la e canaliza-la para as coisas produtivas 
(LA TAILLE apud VINHA 2000, o 400). Ao definir 
agressividade BEE(1986, o 23) descreve dois tipos específicos: 
a instrumental e a hostil. \u201cÁ instrumental é utilizada para 
conseguir algo, mas não resulta diretamente no sofrimento do 
outro. Agressão hostil tem como se da finalidade acometer 
diretamente uma segunda pessoa. BEE explique o que quando 
uma criança toma um brinquedo de outra por exemplo a 
intenção é conseguir o brinquedo e não agredir. Portanto a 
agressividade instrumental. No segundo caso a criança age 
diretamente para atacar outra criança. Ao falar de outra 
agressividade movida a raiva (2000, p 85) afirma que essas 
crianças preciso muito de ajuda do professor, O que é preciso 
estar preparado para lidar com esse tipo de situação moda 
ajudar o aluno para que este não fique prejudicado. A criança 
agressiva frágil insegura e invulnerável possuindo um baixo 
nível de auto- confiança e auto- estima e que se defende 
agenda violentamente e não consegue se controlar evitando tal 
reações e quando isso acontece se sente péssima frustrada e 
infeliz culpada e ferida em seu amor próprio (VINHA 2000, p 
339). Quantos acontecimentos a criança só piora pois 
acostuma a ser rejeitada isso é extremamente complicado de 
solucionar. 
Contudo pode-se ter uma reação mais clara ao que os 
orientadores educacionais e equipes escolares em vem 
enfrentando juntamente com familiares e alunos, pode acabar 
o respeito e portanto acaba inviável a construção do respeito 
novamente entre as pessoas consequências igualmente 
prejudiciais tanto no relacionamento da criança ou do 
adolescente quanto ao relacionamento individuais ou sociais ( 
Alencar, 2007 p 04). 
 
4. Público alvo 
 
Alunos do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental, 
professores e demais colaboradores do ambiente escolar. 
 
5. objetivos 
 
Objetivo geral: 
 
Investigar como combater a violência que está cada vez 
mais presente no ambiente escolar. O que favorece essas 
violências bem como seus agentes causadores. 
 
Objetivo específico: 
 
Atingir o público-alvo conscientizando sobre as 
gravidade da violência na escola, andando sobre diversas 
formas de combatê-la. Fazer com que todos que estejam 
envolvidos nesse projeto fazer com que todos estejam 
envolvidos no projeto venha interagir em prol desta causa. 
Oferecer alternativas que colabora para um bom 
comportamento do aluno, compreender agressividade do 
agressor e a causa dessa violência. 
 
6. Percurso metodológico 
 
Para realização do projeto será feito uma 
apresentação da proposta estudadas durante as palestras, 
para evitar que aconteça na escola atos de violência 
entre alunos, educandos, professores, funcionários e 
posteriormente com as pessoas com as quais se relaciona, 
nos mais variados ambientes que se encontrarem. 
Ser apresentado em seguida pelo orientador 
educacional e apresentado um questionário