TCC - Carros Elétricos NO BRASIL
34 pág.

TCC - Carros Elétricos NO BRASIL


DisciplinaMateriais Elétricos2.938 materiais30.166 seguidores
Pré-visualização7 páginas
CENTRO UNIVERSITÁRIO DO LESTE DE MINAS GERAIS
CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA
SAMUEL ALENCAR DE FREITAS
WESLEY MOURA PAULINO
PROJETO DE PESQUISA: Evolução histórica dos veículos elétricos no Brasil
	Coronel Fabriciano, 2019.
SAMUEL ALENCAR DE FREITAS
WESLEY MOURA PAULINO
PROJETO DE PESQUISA: Evolução histórica dos veículos elétricos no Brasil
Projeto de Pesquisa apresentado ao Curso de engenharia elétrica do Unileste, como requisito parcial para a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso, orientado pelo Prof.ª Elizabete Marinho Serra Negra.
	
Coronel Fabriciano, 2019
LISTA DE FIGURAS
Figura 1- Motor de Corrente Contínua em Corte	11
Figura 2 - Motor de Indução com Rotor em Gaiola de Esquilo	12
Figura 3 - Bateria AGM Tradicional	14
Figura 4 - Bateria AGM (em Espiral) representada em Corte	14
Figura 5 - Sistema de Geração Fotovoltaico para impedir a Autodescarga da Bateria de Ni - metal - Cloreto.	17
Figura 6 \u2013 Correlação entre Tipos de Motores Diferentes	18
SUMÁRIO
1	INTRODUÇÃO	5
1.1	Tema	5
1.2	 Problema	5
1.3	Objetivos	5
1.3.1	Objetivo geral	5
1.3.2	Objetivos específicos	5
1.4	Justificativa	5
1.5 	Breve histórico	6
2	METODOLOGIA DA PESQUISA	9
2.1	Tipo da pesquisa	9
2.2	Amostra	9
2.3	Instrumentos de pesquisa	9
2.4	Procedimento de pesquisa	9
2.5	Tratamento de dados	10
3	REVISÃO DE LITERATURA	11
3.1	Funcionamento do motor elétrico	11
3.2 	Bateria	12
3.2.1	Reposição de energia	14
3.2.2	Taxa de Autodescarga	16
3.3	A melhor bateria e motor baseada em sua eficiência energética	17
3.4	Veículos Elétricos versus os Veiculo convencionais	19
3.5	Veículos elétricos no Brasil	21
3.5.1	Impactos no sistema elétrico brasileiro	24
3.5.2	Aumento da demanda em horários de pico	25
3.5.3	Smart Charging	26
3.5.4	Armazenamento de energia	26
3.5.5	Rota 2030	27
4	 REFERÊNCIAS	28
1	INTRODUÇÃO
1.1	Tema
Funcionamento dos veículos elétricos e os benefícios da troca de veículos á combustão para veículos elétricos. 
	
1.2	 Problema
Quais os atuais desafios da implementação de veículos elétricos no Brasil?
1.3	Objetivos
1.3.1	Objetivo geral
O presente projeto de pesquisa tem por objetivo analisar a evolução dos veículos elétricos no Brasil, visando à redução de emissão de gases poluentes produzidos diariamente pelo veiculo movido à combustão, aprofundando no estudo da dinâmica do veiculo elétrico, a fim de aumentar a sua autonomia e eficiência energética.
1.3.2	Objetivos específicos
Estudar o impacto da inserção de uma frota de veículos elétricos no Brasil;
Realizar estudos comparativos entre o veículo elétrico e o veículo convencional, à combustão;
Avaliar qual a melhor bateria utilizada pelos veículos elétricos;
Avaliar qual o melhor motor elétrico;
Descrever o funcionamento dos veículos elétricos.
1.4	Justificativa
 
Diante do cenário automobilístico podemos observar uma crescente preocupação com o meio ambiente. A emissão de gases poluentes provenientes de veículos
movidos à combustão tem contribuindo para o efeito estufa, pensando nisso buscam-se fontes de energia renováveis, transformando o petróleo (ou fóssil) em uma economia sustentável. Uma opção estratégica, em função de razões de segurança energética é um incentivo a fabricação de veículos híbridos e elétricos que não exalam gases, com efeito, estufa em seu deslocamento, por isso são denominados zero emissões.
Dessa forma, este trabalho propõe um estudo sobre a implantação dos carros elétricos no Brasil, pois aparece como uma opção promissora ao se pensar no futuro e nas novas demandas para a indústria automobilística global, sendo assim é essencial à compreensão do atual estado da evolução das baterias dos veículos elétricos.
1.5 	Breve histórico
Ao longo dos anos houve um esgotamento das fontes de energia não renováveis e uma preocupação em tentar reduzir os problemas como o aquecimento global, com isso, os cientistas começaram a examinar meios para manter o desenvolvimento tecnológico e econômico do mundo, através da transformação de recursos naturais renováveis em energia e combustível, o que gerou novas soluções e alternativas mais sustentáveis. Com uma necessidade de adoção de novas tecnologias alternativas às tradicionais surgiram os carros elétricos, que não utilizam combustíveis fosseis responsáveis pela emissão de poluentes na atmosfera e de problemas relacionados à saúde pública, mas apenas energia elétrica para se movimentar. (MELLO et al, 2013).
Os fabricantes de automóveis que fornecem componentes têm redirecionado medidas em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) para produzir carros mais efetivos, diminuindo a contaminação e os embates que desfavoreçam o ecossistema (MELLO et al, 2013). No contexto das modernizações que essas empresas podem escolher os VE\u2019s em seus diversos avanços tecnológicos \u2013 a bateria (VEB), híbridos (VEH) e a células a combustível (VEHCC)- se caracteriza como uma escolha para esse panorama de diferentes demandas.
O Veículo elétrico (cuja sigla em inglês é EV, de electric vehicle) usa propulsão através de um, e até mais motores movidos à eletricidade. Distingue-se dos veículos convencionais por usarem um sistema movido á eletricidade ao invés do convencional de motor movido á combustão. O VE se movimenta através do motor elétrico, que converte a energia química, guardada em baterias recarregáveis, em energia elétrica para sustentar um propulsor que a transformara em energia mecânica. Sendo a eletricidade que gera energia, os carros elétricos não lançam produtos prejudiciais no meio ambiente, além de serem mais econômicos. (COSTA, 2018)
A história dos VE é longa e é atribuída a muitos inventores. Começou com o húngaro Ányos Jedlik em 1828, que inventou um motor elétrico do tipo primitivo e desenvolveu um modelo de carro menor alimentado por seu motor novo.
Anos depois em 1834, Thomas Davenport criou o primeiro motor elétrico nos Estados unidos, e o colocou em um modelo de carro pequeno, operado por ele em uma pista curta eletrificada circular. Só em 1837 ele recebeu a sua primeira patente americana (U.S.Pat. No. 132) do motor elétrico de correte contínua. (COSTA, 2018) (HANDY, 2018) 
Na Holanda em 1835, o professor Sibrandus Stratingh em Groningen, e seu assistente Christopher Becker desenvolveram um carro elétrico de pequena escala, que consome pilhas não recarregáveis. (COSTA, 2018) (HANDY, 2018)
No intervalo entre 1832 e 1839, Robert Anderson da Escócia inventou um carro elétrico que utilizava uma bateria recarregável sustentada por um motor elétrico pequeno. O veículo era pesado, caro e precisava frequentemente de recarga. 
A autorização para utilizar os trilhos como condutores de corrente elétrica foi aprovada na Inglaterra em 1840, e autorizações similares foram obtidas para Lilley e Colten nos Estados Unidos, em 1847. As primeiras baterias recarregáveis, tendo chumbo ácido como base, que foram comercializadas, foram criadas pelo físico francês Raymond Gaston Planté em 1859. Em 1881 Camile Faure melhorou tal tecnologia, sendo a mesma aplicada em VE. (COSTA, 2018; HANDY, 2018)
A General Motors Corporation, GM, em 1996 nos Estados Unidos, lançou o modelo EV1, que era o primeiro carro elétrico produzido em massa, infelizmente não obteve êxito produzindo apenas um pouco mais de 1000 unidades. 
Não tendo o mesmo sucesso no Brasil, o primeiro VE foi criado em 1965, por Mauricio Lorensini um mecânico autodidata de Jundiaí \u2013 SP. Só em 1974 o Gurgel Itaipu E-400 apresentou no Salão do Automóvel em São Paulo-SP, o primeiro carro elétrico brasileiro, que só foi comercializado entre 1981 e 1982. (JUNDIAQUI, 2018) (ENOSHITA, 2018) 
A Global EV Outlook 2018 publicou pela IEA \u2013 International Energy Agency, em 2017 a venda dos VE\u2019s ultrapassou um milhão de unidades, tendo um aumento de 56% em comparação com o ano anterior. O armazenamento global de veículos elétricos ultrapassou