Slides de Aula - Unidade I
56 pág.

Slides de Aula - Unidade I

Pré-visualização3 páginas
Prof. Renato Bulcão
UNIDADE I
Homem e Sociedade
\uf0a7 Esta disciplina é uma introdução à Antropologia.
\uf0a7 A Antropologia nos permite entender melhor o contexto na qual os seres humanos 
desenvolveram suas culturas.
Introdução
\uf0a7 A natureza determina a formação e o comportamento de uma sociedade.
\uf0a7 A sociedade é a forma que os seres humanos encontraram para 
melhor sobreviverem.
\uf0a7 A cultura organiza as formas de cooperação entre os seres humanos e assim 
organiza a sociedade.
Cultura, natureza e sociedade
Nosso comportamento é resultado da seguinte combinação:
\uf0a7 nossas capacidades inatas (nascemos com elas);
\uf0a7 a influência da cultura em que vivemos;
\uf0a7 nossa história de vida pessoal. 
\uf0a7 Precisamos de referências de comportamento da sociedade. 
Somos indivíduos sociais.
O comportamento do indivíduo
\uf0a7 Ainda não sabemos por que as pessoas têm determinadas habilidades físicas.
\uf0a7 Algumas dessas habilidades permitem que nós tenhamos sucesso com 
algumas especializações.
\uf0a7 A maioria das especializações (plantar, cozinhar, construir etc.) pode 
ser aprendida.
\uf0a7 É mais fácil percebermos nossa herança genética a partir 
das coisas que não podemos fazer (correr rápido, cantar 
bem, pular alto etc.).
A herança genética
\uf0a7 A cultura foi construída para facilitar a proteção da procriação.
\uf0a7 Para os seres humanos, importante é garantir que os filhos cresçam e também 
se reproduzam.
\uf0a7 Os homens não têm inclinação natural para cuidar das crianças.
\uf0a7 As primeiras culturas determinaram uma divisão do trabalho pela característica 
de gênero.
\uf0a7 Mulheres cuidam dos filhos e da comida e os homens 
cuidam da proteína (caça) e da segurança.
A divisão sexual do trabalho
A Antropologia percebeu que a divisão do trabalho por gênero também foi 
seguida por uma divisão do trabalho por qualidade inata:
\uf0a7 alguns caçam melhor do que os outros;
\uf0a7 outro sabe pescar melhor;
\uf0a7 outra sabe cozinhar melhor;
\uf0a7 outra entende de plantas que servem de medicamentos;
\uf0a7 outro tem força física para quebrar pedras;
\uf0a7 outro corre muito rápido e serve de mensageiro.
A divisão do trabalho e a organização da família
Para organizar a família, os seres humanos criaram regras de procriação, 
chamadas de tabus.
\uf0a7 Essas regras determinam quem pode casar com quem: 
pai não pode casar com a filha.
\uf0a7 Os pais entendiam seus filhos como seus bens, sua propriedade.
\uf0a7 Assim, os pais podiam dar sua filha em casamento para obter a aliança do 
homem que iria procriar com ela.
A divisão do trabalho e a organização da família
\uf0a7 Até o século 19, acreditava-se que o mundo tinha sido feito em uma semana 
e que tudo nasceu ao mesmo tempo: todas as plantas; todos os animais.
\uf0a7 Charles Darwin foi o primeiro a perceber que a vida se desenvolve o tempo todo, 
criando espécies que sobrevivem às intempéries.
\uf0a7 A evolução não acontece por mutação da espécie, mas por extinção de uma 
espécie, que abre espaço para outra espécie.
A Teoria da Evolução
Como a cultura determina a aptidão do ser humano?
a) Existe uma relação entre o que aprendemos a fazer e o que pensamos. 
b) A aptidão é natural e determina quem somos.
c) Só fazemos as coisas se temos um dom.
d) Fazemos bem tudo aquilo que aprendemos.
e) A cultura nunca determina a aptidão de alguém. 
Interatividade 
Como a cultura determina a aptidão do ser humano?
a) Existe uma relação entre o que aprendemos a fazer e o que pensamos. 
b) A aptidão é natural e determina quem somos.
c) Só fazemos as coisas se temos um dom.
d) Fazemos bem tudo aquilo que aprendemos.
e) A cultura nunca determina a aptidão de alguém. 
Resposta
Adaptação ao meio
\uf0a7 As espécies se adaptam ao meio ambiente porque as características 
genéticas mais bem sucedidas naquele meio acabam sendo transmitidas 
através das gerações.
\uf0a7 Isto acontece porque os indivíduos da espécie que não nascem com as 
características necessárias para o sucesso morrem antes de procriar.
\uf0a7 Este processo dura entre 100 e 200 mil anos.
Consequências da Teoria da Evolução
\uf0a7 O ser humano também viveu este processo de adaptação.
\uf0a7 Nas tribos que formavam as populações na antiguidade, todas as pessoas eram 
muito parecidas.
\uf0a7 Se lembramos dos vikings, dos esquimós ou dos zulus, lembramos também que 
eles eram muito parecidos entre si. 
Consequências da Teoria da Evolução
\uf0a7 As tribos tinham formas próprias de construir casas, uma alimentação composta 
de alimentos encontrados ao redor e hábitos culturais que permitiam sobreviver 
naquele meio ambiente.
Consequências da Teoria da Evolução
\uf0a7 A cultura do ser humano se desenvolveu de acordo com a descoberta das plantas 
comestíveis e das formas de caça mais eficientes.
\uf0a7 Os antropólogos entenderam que este processo de desenvolvimento de métodos 
de sobrevivência \u2013 a forma original de cultura \u2013 facilitou a sobrevivência de 
apenas determinados indivíduos da tribo.
\uf0a7 Por isso, nas antigas tribos, todos os indivíduos eram muito parecidos.
Consequências da Teoria da Evolução
\uf0a7 Com a agricultura, o ser humano passou a ter uma nova relação com 
o meio ambiente. 
\uf0a7 As tribos ficaram fixadas em determinados territórios e aprenderam umas com 
as outras a cultivar preferencialmente alguns alimentos. 
\uf0a7 Aprenderam a desenvolver suas línguas a partir da imitação dos sons dos 
pássaros e da imitação dos próprios sons corporais.
A evolução humana mudou com a agricultura
\uf0a7 A agricultura permitiu maior quantidade de alimento para todos. A comida foi, 
durante milênios, o bem mais precioso da humanidade.
\uf0a7 Com o controle cada vez maior do fogo, o ser humano finalmente conseguiu 
trabalhar os metais, criando, assim, armas mais eficazes.
\uf0a7 Dessa forma nasceram as primeiras civilizações.
A evolução humana mudou com a agricultura
\uf0a7 As primeiras civilizações precisaram organizar as famílias por meio das regras de 
casamento, organizadas por tabus.
\uf0a7 Assim, as populações puderam crescer na medida em que o ser humano 
ultrapassou a barreira que a natureza impõe através da seleção natural.
\uf0a7 Havia comida suficiente e regras familiares para permitir que até mesmo os 
menos adaptados pudessem sobreviver. 
As primeiras civilizações 
Período Neolítico \u2013 aproximadamente de 12.000 a 6.000 a.C. 
\uf0a7 Começa a divisão sexual do trabalho, que determina as tarefas masculinas 
e as femininas, e a sociedade se divide em camadas sociais.
\uf0a7 Primeiras manifestações religiosas, crenças em divindades.
\uf0a7 Sedentarismo; surge a cerâmica e a tecelagem e a fundição de metais. 
\uf0a7 Surge o comércio e o uso de moeda; 
surge a propriedade privada.
\uf0a7 O período Neolítico termina com o domínio da escrita.
As primeiras civilizações 
\uf0a7 Com o aumento da população, as pessoas puderam se especializar mais no 
trabalho que faziam com mais facilidade.
\uf0a7 Isso deu início à divisão do trabalho e também à hierarquia social. 
\uf0a7 Os antigos caçadores se transformaram em guerreiros. Ao invés de caçarem 
animais, passaram a combater outras civilizações.
\uf0a7 Quatro mil anos antes de Cristo, os seres humanos 
inventaram a escrita e passaram a escrever sua história.
As primeiras civilizações 
\uf0a7 Na medida em que tentavam explicar as coisas da natureza, passaram a explicar 
o mundo através da invenção de deuses.
\uf0a7 A primeira grande civilização foi a egípcia, pois eles aprenderam a lidar 
com o tempo observando as estrelas.
\uf0a7 Dessa forma puderam planejar melhor a agricultura, tornando-se o reino do Egito 
o mais rico do mundo por quase três mil anos.
\uf0a7 Também foram os primeiros a estruturar a sociedade de 
uma forma duradoura.
As primeiras civilizações 
Qual o motivo do aumento da população humana na Terra?
a) Deus permitiu que crescêssemos e multiplicássemos.
b) A pouca vergonha do sexo aberto fez