Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
22 pág.
Resolução de Questões de Língua Portuguesa - Parte I

Pré-visualização | Página 4 de 6

assim 
fosse, o texto deveria trazer termos mais específicos. O tema, sem dúvida, re-
laciona-se à área jurídica, em alguns pontos, mas é visível que o autor procura 
escrever para a massa, facilitando a linguagem, para que o texto seja compre-
endido pelo maior número de pessoas.
11. Julgue os itens abaixo, que fazem menção a aspectos de organização 
textual, marcando C e E.
a) ( ) Estruturado em dois conjuntos de informações pertinentes a 
diferentes percepções acerca de uma mesma questão, o texto 
tem no fragmento “Do lado brasileiro” seu marco divisório.
b) ( ) A expressão “Essa nova tendência”, por ser remissiva a “uso 
próprio”, representa, no interior do segundo parágrafo, um 
elemento de coesão interna.
c) ( ) O título é recuperado e explicitado pela passagem “mudar sua 
política criminal em relação à questão das drogas ilícitas”.
d) ( ) A clareza da exposição do que se enuncia no fragmento contido 
entre as linhas 3 e 4 tornar-se-ia maior caso o fragmento tivesse 
seu paralelismo sintático realçado pelo uso da preposição de, tal 
qual se verifica em “obtida por meio da informação adequada 
e de abandono da intimidação contida abstratamente na lei 
penal”.
e) ( ) A indeterminação do autor da ação verbal pertinente a “Tenta- 
-se” está sendo provocada pelo pronome oblíquo se, que exerce 
papel de índice de indeterminação do sujeito.
 Resposta: C, E, C, E, E
Análise
A alternativa a está correta, pois apresenta a clara divisão do texto em dois 
blocos, o primeiro com informações sobre Portugal e o segundo com infor-
Esse material é parte integrante do Videoaulas online do IESDE BRASIL S.A., 
mais informações www.videoaulasonline.com.br
Língua Portuguesa: resolução de questões – Aula 1
15
mações relativas ao Brasil. Essa oposição é o que caracteriza o texto como 
uma comparação. O item também está correto ao apontar o fragmento “Do 
lado brasileiro” como “marco divisório”.
O item b está errado e o motivo é simples: “Essa nova tendência” não se refere 
a “uso próprio”, mas ao fato de, no novo projeto lusitano, “o porte de droga para 
uso próprio transformar-se em infração administrativa, paga com multa”.
Está correta a opção c, que faz referência à relação do título com a mudan-
ça da “política criminal em relação à questão das drogas ilícitas”. Retomando o 
título, temos: “A rota lusitana: ousar é preciso” e, associando o substantivo rota 
com a oração “ousar é preciso”, fica clara a ideia de mudança e superação em 
relação à política criminal atual.
Na opção d, o erro está no fato de ser sugerido o realce da preposição 
de para dar maior clareza ao trecho em questão. Tal destaque é desnecessá-
rio. Subentende-se facilmente que a mesma preposição rege as duas partes 
enunciadas pela expressão “por meio de” (por meio disso e por meio daquilo). 
Além disso, perceba que a expressão “por meio” também não é repetida e, no 
entanto, o trecho é totalmente compreensível.
No item e, também há erro. De acordo com o que esse item sugere, “Tenta- 
-se” teria um sujeito indeterminado, enquanto, na verdade, o sujeito é simples 
(“substituir a detenção por medida administrativa”), o se sendo apenas a par-
tícula apassivadora desse sujeito.
12. Julgue as afirmativas que se seguem, elaboradas a partir da compre-
ensão de passagens do texto, e marque C ou E.
a) ( ) Em parte da Europa, diferentemente do que sucede no Brasil, o 
usuário de drogas ilícitas não é considerado criminoso.
b) ( ) No Brasil, a posse de drogas ilícitas, seja para consumo próprio 
ou para comercialização, pode implicar detenção máxima de 
dois anos, ou multa.
c) ( ) Embora tenha sido abolido do sistema penal brasileiro com o 
advento do Código Penal de 1850, um dos capítulos do livro V das 
Ordenações Filipinas até hoje vem sendo acatado em nosso país.
d) ( ) A tentativa da substituição da pena de privação de liberdade 
por medidas de caráter socioeducativo aproxima o Brasil dos 
parceiros europeus de Portugal.
Esse material é parte integrante do Videoaulas online do IESDE BRASIL S.A., 
mais informações www.videoaulasonline.com.br
16
Língua Portuguesa: resolução de questões – Aula 1
e) ( ) Ainda hoje, candidatos a empregos públicos cumprem 
exigência de apresentar declaração que comprove não serem 
usuários de drogas ilícitas.
 Resposta: C, E, E, C, E
Análise
O item a está correto e encontra correspondente no final do segundo e 
no início do terceiro parágrafos do texto: “Essa nova tendência aproximará 
os portugueses dos seus parceiros da União Europeia./ Do lado brasileiro, o 
porte para uso próprio é considerado crime.”
Na alternativa b, o erro acontece em duas passagens – quando informa que 
a pena é a mesma para aqueles que consomem e para aqueles que comercia-
lizam drogas; e quando trata da detenção e da multa como coisas excluden-
tes. Errado: de fato, o texto faz referência à pena de detenção, que pode variar 
entre seis meses e dois anos, mas a multa é um acréscimo, ou seja, os crimino-
sos são punidos com detenção e multa, e não com detenção ou multa.
A alternativa c está errada porque apresenta uma contradição bastante 
séria. Primeiro, faz menção à abolição do “livro V das Ordenações Filipinas” 
e, algumas linhas depois disso, afirma que esse capítulo “até hoje vem sendo 
acatado em nosso país”. Afinal, o capítulo foi abolido ou ainda está em vigor, 
no Brasil? A contradição dessa alternativa torna-a inválida.
O item d está correto porque faz a relação adequada: se, no Brasil, usuários 
e traficantes são tratados como criminosos, então “a tentativa da substituição 
da pena de privação de liberdade por medidas de caráter socioeducativo” efe-
tivamente “aproxima o Brasil dos parceiros europeus de Portugal”. Novamen-
te, o final do segundo parágrafo e o início do terceiro servem de reforço ao 
fato de o item estar absolutamente correto.
Na opção e, o erro está na afirmação de que “candidatos a empregos pú-
blicos” devem comprovar não serem usuários de drogas. Isso vai de encontro 
ao que o texto informa: “candidatos a empregos e aos concursos públicos”. 
A resposta sugerida exclui do texto a palavra concursos e, além disso, “públi-
cos” pode se referir apenas a “concursos” ou a “concursos” e “empregos”. Dessa 
forma, a alternativa reduz o significado dado pela passagem do texto. Some-
se a isso o fato de, atualmente, candidatos a vários tipos de emprego – públi-
co ou não – terem de fornecer a declaração mencionada no texto.
Esse material é parte integrante do Videoaulas online do IESDE BRASIL S.A., 
mais informações www.videoaulasonline.com.br
Língua Portuguesa: resolução de questões – Aula 1
17
13. Julgue se as afirmativas abaixo, acerca de passagens do texto, estão 
corretas e em seguida marque C ou E.
a) ( ) Em “A vingar o projeto lusitano”, a preposição que antecede o 
infinitivo faz surgir ideia condicional.
b) ( ) No fragmento “Portugal está prestes a mudar sua política 
criminal em relação à questão das drogas ilícitas”, a preposição 
destacada indica emprego transitivo direto e indireto do verbo 
mudar.
c) ( ) Com igual acerto, seria possível colocar o pronome oblíquo da 
passagem “para se chegar à redução da demanda” enclítico ao 
verbo chegar.
d) ( ) Em “obtida por meio da informação adequada”, a expressão 
destacada poderia estar grafada através da, com igual 
propriedade vocabular.
e) ( ) O emprego do acento grave em “para se chegar à redução da 
demanda” indica que o substantivo demanda está usado com 
definição semântica.
 Resposta: C, E, C, E, C
Análise
A alternativa a está correta, é verdadeira a afirmação de que em “A vingar o 
projeto lusitano” a preposição tem valor condicional, pois o trecho dado pode 
ser substituído por “Se vingar o projeto lusitano”. Sendo assim, demonstra-se 
facilmente que o a equivale ao se, preposição
Página123456