Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
264 pág.
livro 01 Contabilidade_kls (1)

Pré-visualização | Página 39 de 46

você! Bom trabalho.
Quando pensamos em Demonstração de Resultado, estamos nos referindo 
ao resultado econômico da empresa, que é a apuração do lucro ou prejuízo em 
determinado período. Geralmente, as empresas demonstram o seu resultado 
mensalmente com o objetivo de acompanhar a evolução das receitas, custos 
e despesas e eventuais distorções. Quanto menor o período da elaboração da 
Demonstração de Resultado, mais eficiente será a empresa em termos de análise para 
a tomada de decisão.
A DRE é considerada por muitos gestores como um dos relatórios mais importantes 
da contabilidade para a tomada de decisão, é através da Demonstração de Resultado 
que se analisa a rentabilidade da empresa. 
De acordo com o CPC 00 – R1 (Comitê de Pronunciamentos Contábeis): “Os 
elementos diretamente relacionados com a mensuração do desempenho na 
Não pode faltar
U4
209Demonstrações Contábeis
demonstração do resultado são as receitas e as despesas”.
É necessário destacar que o CPC não utiliza o termo “Demonstração do Resultado 
do Exercício” e sim “Demonstração do Resultado”.
É importante relembrar que a Demonstração de Resultado é composta pelas 
contas de resultado, as quais devem seguir o princípio da competência, ou seja, os 
registros das contas de resultado devem ocorrer de acordo com a realização das 
receitas, custos e despesas e não de acordo com o recebimento ou pagamento. 
O princípio da competência também comenta sobre o confronto entre as receitas 
e as despesas, ou seja, as despesas ou custos devem ser reconhecidos no mesmo 
momento em que as receitas de vendas são reconhecidas.
A obrigatoriedade da elaboração da Demonstração de Resultado consta nas 
seguintes legislações: 
• Regulamento do Imposto de Renda (RIR) de 1999 – Art. 274
Ao fim de cada período de incidência do imposto, o contribuinte deverá 
apurar o lucro líquido mediante a elaboração, com observância das 
disposições da lei comercial, do balanço patrimonial, da demonstração 
do resultado do período de apuração e da demonstração de lucros 
ou prejuízos. § 1º O lucro líquido do período deverá ser apurado com 
observância das disposições da Lei nº 6.404, de 1976
• Norma Brasileira de Contabilidade - Técnica (NBC) T 3.3
A NBC T.3.3 – Demonstração do Resultado comenta sobre o conceito, conteúdo 
e estrutura da demonstração.
• Lei nº 6.404/76 atualizada pelas Leis nº 11.638/07 e nº 11.941/09 - Art. 187.
A demonstração do resultado do exercício discriminará:
I - a receita bruta das vendas e serviços, as deduções das vendas, os 
abatimentos e os impostos;
II - a receita líquida das vendas e serviços, o custo das mercadorias e 
Assimile
Quer relembrar o Princípio da Competência? Então acesse o link 
disponível em: <http://www.iob.com.br/noticiadb.asp?area=contabil&no
ticia=22369>. 
U4
210 Demonstrações Contábeis
serviços vendidos e o lucro bruto;
III - as despesas com as vendas, as despesas financeiras, deduzidas 
das receitas, as despesas gerais e administrativas, e outras despesas 
operacionais;
IV - o lucro ou prejuízo operacional, as outras receitas e as outras 
despesas;
V - o resultado do exercício antes do Imposto sobre a Renda e a provisão 
para o imposto;
VI - as participações de debêntures, empregados, administradores e 
partes beneficiárias, mesmo na forma de instrumentos financeiros, e de 
instituições ou fundos de assistência ou previdência de empregados, que 
não se caracterizem como despesa;
VII - o lucro ou prejuízo líquido do exercício e o seu montante por 
ação do capital social. § 1º Na determinação do resultado do exercício 
serão computados: a) as receitas e os rendimentos ganhos no período, 
independentemente da sua realização em moeda; e b) os custos, 
despesas, encargos e perdas, pagos ou incorridos, correspondentes a 
essas receitas e rendimentos.
• Comitê de Pronunciamentos Contábeis – CPC 00 (R1) – Estrutura Conceitual 
para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro.
No Capítulo 4 é citada toda a Estrutura Conceitual dos elementos das demonstrações 
contábeis, incluindo as receitas e despesas.
Leia o artigo: Conceitos, Objetivos e Estrutura da DRE.
Disponível em: <http://www.contabeis.com.br/artigos/801/conceito-objetivos-
e-estrutura-da-dre/>. 
Pesquise mais
Veja, a seguir, a estrutura da Demonstração de Resultado de acordo com a Lei nº 
6.404/76, atualizada pelas Leis nº 11.638/07 e nº 11.941/09:
U4
211Demonstrações Contábeis
Vamos estudar o conceito de cada item presente na demonstração de resultado?
• Receita Bruta de Vendas
São as vendas ou prestação de serviços da empresa, também conhecida como 
“Faturamento”. Está relacionada à atividade principal da empresa.
• Deduções da Receita Bruta
São itens que reduzem a Receita Bruta de Vendas, tais como: Impostos sobre 
Vendas, Devoluções e Abatimentos. 
 Fonte: A autora (2015)
Tabela 4.7 – Modelo da Demonstração de Resultado
U4
212 Demonstrações Contábeis
Impostos sobre Vendas: São os impostos devidos sobre as vendas das mercadorias, 
produtos ou serviços. Os mais comuns são: ICMS, IPI, ISS, PIS e COFINS.
Devoluções sobre as Vendas: Também conhecidos como Vendas Anuladas ou 
Canceladas, refere-se à devolução total ou parcial das mercadorias, produtos ou 
serviços pelos clientes. Os motivos são diversos, desde a má qualidade do produto ou 
serviço, quebras, problemas com quantidades e outros.
Abatimentos sobre as Vendas: Possui o mesmo conceito das devoluções, porém, 
neste caso, o cliente não devolve a mercadoria, mas sim obtém um desconto sobre 
ela. Este desconto não possui relação com os descontos financeiros. 
• Receita Líquida de Vendas: 
São as vendas líquidas, ou seja, a diferença entre as vendas brutas e as deduções.
• Custos das Vendas
Toda empresa deverá reconhecer o custo no momento da venda da mercadoria, 
produto ou serviço. Há duas formas de reconhecer os custos: a primeira é através do 
inventário periódico, quando a empresa não tem controle total sobre o registro das 
operações com as mercadorias e, neste caso, é utilizada uma fórmula; e inventário 
permanente, quando a empresa utiliza a ficha de estoque e tem controle total sobre 
as operações com as mercadorias.
• Lucro Bruto
É o valor obtido através da diferença da Receita Líquida das Vendas e dos Custos 
das Vendas.
• Despesas Operacionais
São os gastos necessários para a obtenção de receita. As Despesas são divididas 
em quatro grupos: despesas administrativas, despesas de vendas, resultado financeiro 
e outras despesas e receitas. 
Despesas Administrativas: São conhecidas como despesas gerais, referem aos 
gastos da maioria dos departamentos da empresa, com exceção do departamento 
de produção (custos) e de vendas. Temos como exemplo: salários e encargos, 
alimentação dos empregados, vale transporte, materiais de escritório, materiais de 
limpeza, combustíveis etc.
Despesas com Vendas: São conhecidas como despesas comerciais e referem-
se aos gastos com a promoção e divulgação do produto da empresa. Temos 
como exemplo: Publicidade e Propaganda, Marketing e despesas relacionadas ao 
departamento comercial.
U4
213Demonstrações Contábeis
Resultado Financeiro: O resultado financeiro é a diferença entre as Despesas 
Financeiras e as Receitas Financeiras. O resultado será positivo se as receitas forem 
maiores do que as despesas, e será negativo se as receitas forem menores do que as 
despesas. Temos como exemplo de Despesas Financeiras: Juros, Taxas Bancárias 
e Descontos Concedidos. E temos como exemplo de Receitas Financeiras: Juros, 
Rendimentos de Aplicações Financeiras e Descontos Obtidos. 
Outras Despesas e Receitas: São relacionadas às despesas e receitas que não 
fazem parte da atividade principal da empresa. O resultado poderá ser positivo, caso as 
receitas forem maiores que as despesas, e negativo,
Página1...353637383940414243...46