A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Ortodontia - Desenvolvimento dos dentes e da oclusão

Pré-visualização | Página 1 de 1

Maria Clara Tabosa
Desenvolvimento dos dentes e da oclusão
 O conhecimento acerca do desenvolvimento dos dentes e da oclusão é de grande importância na tomada de decisões clinicas de prevenção e interceptação de más oclusões. Algumas aparentes anomalias são, na verdade, condições inerentes ao processo fisiológico de desenvolvimento da oclusão.
Difiodonte duas dentições 
Períodos de desenvolvimento
Período pré dental (0-6 meses)
 Essa fase se encerra quando os incisivos começam a irromper. Normalmente os roletes gengivais se tocam na parte posterior e deixam uma abertura na região anterior chamada de espaço mesial. Bebês que não amamentam geralmente são classe II.
Fase dos roletes gengivais movimentos de ordenha para succionar o leite materno, intumescimento da gengiva e do osso alveolar 
Nascimento da gengiva aos 6 meses (1° dente = incisivo central superior) até os 6 meses, a cavidade bucal geralmente é edêntula
Pode surgir: dentes natais (o bebê já nasce com eles), neonatais (1 mês após o nascimento), supranumerários e decídus com erupção precoce (tem que fazer um diagnóstico diferencial)
Período da dentadura decídua (6 meses a 6 anos)
Cronologia e sequência de erupção (irrupção) entre os 24 e 30 meses (3 anos) de vida, todos os dentes decíduos estão na boca
Espaços primatas (geralmente presentes após a irrupção)
Espaços interdentais generalizados (diastemas)
Outros sinais de normalidade
Cronologia e sequência da dentadura decídua 
30 meses
24 meses
18 meses
1° dente 
 inc
isivo central inferior 
} 
6 meses
2° dente 
 incisivo central superior
3° dente 
 incisivo lateral superior
 9-12 meses 
 
4° dente 
 incisivo lateral inferior
5° dente 
 primeiro molar superior
6° dente 
 primeiro molar inferior
7° dente 
 canino superior
8° dente 
 canino inferior 
9° dente 
 segundo molar inferior
10° dente 
 segundo molar inferior
Dimensões da arcada decídua comprimento, largura e perímetro
Tudo tende a diminuir, o que aumenta é o apinhamento
O perímetro aumenta com a idade
Período da dentadura decídua – MOYERS
Arcos de forma ovóide 
Dentes anteriores espaçados (diastemas) 
Espaços primatas
Caninos molares em classe I
Sobremordida e sobressaliência suaves
Overjet espaço entre as incisais dos incisivos superiores
Overbite leve sobremordida, quando os incisivos do arco superior cobrem os do inferior
Quando os primeiros molares nascem, tem o ganho de dimensão vertical, também chamado de levantamento de mordida
Plano terminal reto
Inclinação quase vertical dos dentes anteriores
Outros sinais de normalidade espaçamento anterior, espaços primatas, inclinação quase vertical dos dentes anteriores, arcos ovóides, plano terminal reto, relação canino e molar classe I, sobermordida e sobressaliência pouco profundas, ausência de MCP
Características da dentição decídua presença de diastemas, plano terminal da dentadura, inclinação axial dos dentes
Presença de diastemas
Diastemas anteriores entre os incisivos, só vão desaparecer com a erupção dos caninos permanentes aos 12 anos. Se permanecer, o CD deve ver a necessidade de uma frenectomia, restauração ou aparelho ortodôntico
Espaços primatas diastemas entre o incisivo lateral e canino superior e canino superior e primeiro molar inferior decíduo
Arco tipo I de Baume diastemas (espaço generalizado) e espaços primatas
Arco tipo II de Baume não tem diastemas, só espaços primatas
Espaços primatas
Diastema
inclinação axial dos dentes os dentes decíduos mostram ausência de inclinação axial, diferente dos decíduos que são verticalizados (inclinação de 90°)
Plano terminal da dentadura (terminal dos segundos molares decíduos)
Plano terminal reto quando as faces distais dos 2° molares decíduos forem coincidentes
Plano terminal mesial (degrau mesial) o dente inferior estará mais a frente e o superior estabilizado formando um degrau para mesial do inferior 
Plano terminal distal (degrau distal) o dente inferior estará localizado mais atrás do superior estabilizado
Período da dentadura mista
 Esse período se divide, ainda, em 3 períodos
Achados clínicos importantes sequências desfavoráveis de erupção, sinais de normalidade, perímetro do arco e ajustes das relações oclusais
Sinais de normalidade:
Leve apinhamento (incisivos inferiores; 8-9 anos; 1,6mm)
Pequeno aumento da língua intercaninos
Inclinação labial dos incisivos permamentes
Deslocamento distal dos caninos decíduos
Fase do patinho feio (período intertransicional – fase normal do desenvolvimento)
Diastema interincisal (1-3 m) – teste do branqueamento 
Irrupção dos laterais permanentes
Irrupção dos caninos permanentes 
Maxila: 453
Mandíbula: 345
O canino irrompe, normalmente fecha os diastemas e acaba com a divergência das coroas dos laterais
1° período (6-10 anos)
Transicional erupção dos molares e incisivos permanentes (6-8 anos)
Intertransicional diastemas entre os dentes (9-10 anos) – fase ideal para intervenção ortodôntica 
Dura aproximadamente 1 ano e meio
Devido à força eruptiva do canino, o incisivo lateral fica com coroas convergentes e raízes divergentes
Intensas mudanças intra-ósseas 
Período clinicamente estável
Reabsorção radicular dos decíduos (rizólise)
Continua a formação radicular dos permanentes
Considerável aumento em altura do osso alveolar
2° período (10-12 anos)
Transicional esfoliação dos caninos; surge os pré-molares; a dentadura mista se encerra na esfoliação do ultimo decíduo
Ajuste dos 1°s molares mecanismo cone-funil: favorecem a obtenção da chave de oclusão dos molares
Ajuste oclusal 
Espaço livre de Nance ou espaço de migração 
Arco superior (1,8 mm) 0,9 mm para o lado esquerdo e lado direito
Arco inferior (3,4 mm) 1,7 mm para o lado esquerdo e lado direito)
Relação molar
Leeway Space de Nance
Crescimento madibular 
Leeway Space ou espaço livre de Nance é a diferença entre a somatória das distâncias mésio-distais do canino, 1° e 2° molares decídulos com a somatória das distâncias mésio-distais do canino, 1° e 2° pré-molares 
Período da dentição permanente
Ausência de decíduos
3°s molares só irrompem aos 17/18 anos (com a dentição formada e em oclusão) e a raiz destes estará completa aos 25 anos
Sequência dos permanentes:
Maxila: 1M, IC, IL, 1PM, 2PM, C, 2M
Mandíbula: 1M, IC, IL, C, 1PM, 2PM, 2M