A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
96 pág.
SERVICOS DE ORIENTACAO ESCOLAR

Pré-visualização | Página 6 de 23

financeira, estrutural, 
afetiva, etc. em que a escola e o serviço da Orientação Educacional muitas vezes se 
constituem nas únicas bases sólidas que os estudantes possuem: 
 
 
 
Instituto Pedagógico de Minas Gerais http://www.ipemig.com 
(31) 3270 4500 
No entanto, o OE precisa se policiar para não dar respostas 
prontas para os problemas ou induzir para determinadas situações, 
mas sim, buscar a tematização, discussão e diálogo, apontando 
possibilidades para que os estudantes, de forma autônoma e 
emancipada, tomem suas próprias decisões, mostrando ainda que ele 
é responsável pelas suas escolhas e as possíveis consequências 
advindas delas. (BUGONE, DALABETHA E BAGNANA, 2016, P. 08) 
 
 
 
Fonte: https://www.colegiosaojoaquim.com.br/orientacao-educacional/ 
 
Sobre a atuação do Orientador Escolar no Ensino Médio, segundo Lucion, 
Silva e Berti (2016), o objetivo de seu trabalho é propiciar ao aluno uma formação que 
desenvolva suas potencialidades, respeitando as individualidades, preparando para 
o mundo do trabalho e para o exercício e cidadania. O orientador Escolar precisa 
colocar o aluno como centro do seu trabalho, focando sempre no maior 
aproveitamento educacional do mesmo. 
 
Aquino (2010), mostra que no Ensino Médio a atuação do Orientador 
Escolar é ampliada, uma vez que o mesmo acaba por auxiliar os estudantes a 
encontrar suas vocações. Para isso, é necessário muito diálogo e conversa com os 
estudantes deixando-os confiantes para fazer suas escolhas com acesso às 
informações. 
 
Por fim, para Aquino (2010), a orientação vocacional deve servir como um 
instrumento de apoio a escolha da carreira a ser seguida pelos estudantes, e cabe ao 
Orientador Escolar auxiliar os estudantes nessa importante escolha. Esse profissional 
não irá dizer ao aluno qual caminho seguir, mas mostrar as possibilidades e fazer o 
estudante ter conhecimento de suas características e personalidades. 
 
 
 
Instituto Pedagógico de Minas Gerais http://www.ipemig.com 
(31) 3270 4500 
Diante de tudo que estudamos juntos, convidamos você, caro(a) aluno(a), a 
ler o resumo dessa Unidade 1 e em seguida, realizar as atividades propostas com o 
objetivo de consolidar o que foi estudado! 
 
 
PARA VOCÊ REFLETIR 
 
 
Caro(a) aluno(a), percebemos através dos conteúdos da Aula 3, que o 
Orientador Escolar, assim como outros profissionais que trabalham na escola, acaba 
por servir de exemplo e influenciar as escolhas a serem feitas pelos estudantes com 
o qual atuam, pois a sua proximidade com os estudantes, faz com que os mesmos 
observem suas atitudes e comportamentos. No Ensino Médio, a responsabilidade 
desse profissional é ainda maior, uma vez através do diálogo, auxilia os alunos em 
suas escolhas profissionais, oferecendo informações e, muitas vezes, suporte 
emocional. 
 
Fonte: http://centraldeinteligenciaacademica.blogspot.com/2014/10/o-papel-do-
orientador-educacional.html 
 
 
NOSSO RESUMO 
 
 
Vimos neste Tópico I que o Orientador Escolar faz parte da gestão da escola 
e tem papel de grande responsabilidade auxiliando no desenvolvimento integral dos 
alunos, não só como estudantes, mas como cidadãos críticos e conscientes da 
realidade em que estão inseridos. Além disso, atua como suporte aos docentes no 
que diz respeito a acompanhar e entender o comportamento dos estudantes. é um 
profissional graduado em cursos de licenciatura que após conclusão desta formação 
inicial, buscou uma formação complementar através de uma especialização. O 
 
 
Instituto Pedagógico de Minas Gerais http://www.ipemig.com 
(31) 3270 4500 
orientador Escolar é o profissional que procura de forma mais focada incentivar a 
formação de cidadãos críticos, mas atuando em parceria com os professores e com 
as famílias. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Instituto Pedagógico de Minas Gerais http://www.ipemig.com 
(31) 3270 4500 
UNIDADE II - SERVIÇO DE ORIENTAÇÃO ESCOLAR 
E SEU HISTÓRICO 
OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM: 
 Conhecer a história do Serviço de Orientação Escolar no Brasil; 
 Compreender como o Orientador Escolar foi ganhando espaço e a importância 
dentro das escolas de Educação Básica ao longo dos anos; 
 Conhecer os diferentes períodos de atuação da Orientação Escolar ao longo 
dos anos; 
 
PLANO DE ESTUDO: 
Tópico I: Histórico da Orientação escolar no Brasil 
 Aula 1: O INÍCIO DA ORIENTAÇÃO ESCOLAR 
 Aula 2: ORIENTAÇÃO ESCOLAR: MAIS UM POUCO DE HISTÓRIA 
 Aula 3: PERCURSO HISTÓRICO DA ORIENTAÇÃO ESCOLAR 
 
Tópico II: Os períodos da Orientação Educacional no Brasil 
 Aula 1: PERÍODO IMPLEMENTADOR E PERÍODO INSTITUCIONAL 
 Aula 2: PERÍODO TRANSFORMADOR PERÍODO DISCIPLINADOR 
 Aula 3: O PERÍODO QUESTIONADOR 
 
Tópico III: Do Período Orientador ao presente do Orientador 
Educacional 
 Aula 1: O PERÍODO ORIENTADOR 
 Aula 2: DA HISTÓRIA AOS DIAS ATUAIS 
 Aula 3: PRINCÍPIOS ÉTICOS NA ATUAÇÃO DO ORIENTADOR ESCOLAR 
 
 
 
 
 
Instituto Pedagógico de Minas Gerais http://www.ipemig.com 
(31) 3270 4500 
 
CONVERSA INICIAL 
 
 
 
Olá, cara aluna, caro aluno! Que alegria estudarmos juntos mais outra 
Unidade. É muito bom estarmos juntos para mais essa Unidade de estudos, sob o 
título de Serviço de Orientação Escolar e seu histórico. Inicialmente, é essencial que 
façamos uma volta ao passado e busquemos conhecer a história da Orientação 
Escolar em nosso país: as mudanças, as conquistas, as lutas e os desafios 
enfrentados ao longo dos anos por esse profissional. Veremos nesta Unidade que a 
orientação Educacional passou por seis períodos até se consolidar como a 
conhecemos hoje: Período Implementador, Período Institucional, Período 
Transformador, Período Disciplinador, Período questionador e Período orientador. 
 
No decorrer desta Unidade de estudo você terá a oportunidade de conhecer 
um pouco mais sobre a história desse profissional até chegar aos dias atuais e a 
forma como esse profissional é visto por estudantes, pais e demais funcionários das 
escolas. Mostraremos no decorrer desta Unidade que o Orientador Escolar, devido 
ao lugar ocupado dentro da escola e a sua proximidade com os estudantes, tem 
acesso a muitas informações pessoais sobre a vida desses alunos e, por isso, sua 
conduta deve ser sempre pautada na ética, garantindo assim, a confiança depositada 
a ele. Você conhece a história do profissional Orientador Escolar? Já teve acesso ao 
código de ética dessa profissão? Buscaremos mostrar, mais uma vez, que o 
Orientador Escolar é um profissional que busca mediar as relações dentro da escola, 
focando sempre na qualidade da educação. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Instituto Pedagógico de Minas Gerais http://www.ipemig.com 
(31) 3270 4500 
 
 AULA 1: Início da Orientação Escolar 
 
 
A Orientação Escolar, função exercida geralmente por um pedagogo, como 
vimos na Unidade anterior, teve seu início em meados da década de 1930. 
 
Com base nas contribuições de Grinspun (2013), que realizou um estudo 
sobre a história do Orientação Educacional no Brasil, essa função, em nosso país, 
iniciou-se junto com o campo da Orientação Profissional: 
 
Em 1931, o Prof. Lourenço Filho criou o primeiro Serviço Público 
de Orientação Profissional no Brasil, em São Paulo. Em 1933, o Código de 
Educação do estado de São Paulo procurou instituir cursos vocacionais com 
a finalidade de fazer Orientação Profissional com os que terminavam o 
ensino primário e ingressavam

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.