A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
92 pág.
2 Semântica - Conceitos sob a ótica referencial

Pré-visualização | Página 4 de 6

Frege (1892), a pressuposição é um conteúdo que não é alterado 
quando uma sentença é colocada na forma afirmativa, negativa, condicional 
e interrogativa 
i. Não foi a Maria que tirou nota boa em semântica. 
ii. Foi a Maria que tirou nota boa em semântica. 
iii. Se (não) foi a Maria que tirou nota boa em semântica... 
iv. (Não) foi a Maria que tirou nota boa em semântica? 
 
 Alguém tirou nota boa em semântica. pressuposição 
(conhecimento pragmático 
derivado do semântico) 
RELAÇÕES SEMÂNTICAS ENTRE SENTENÇAS 
Pressuposição 
 Segundo Frege (1892), a pressuposição é um conteúdo que não é alterado 
quando uma sentença é colocada na forma afirmativa, negativa, condicional 
e interrogativa 
i. Não foi a Maria que tirou nota boa em semântica. 
ii. Foi a Maria que tirou nota boa em semântica. 
iii. Se (não) foi a Maria que tirou nota boa em semântica... 
iv. (Não) foi a Maria que tirou nota boa em semântica? 
 
 Alguém tirou nota boa em semântica. pressuposição 
(conhecimento pragmático 
derivado do semântico) 
RELAÇÕES SEMÂNTICAS ENTRE SENTENÇAS 
Pressuposição x Acarretamento 
 Acarretamento é uma relação entre duas sentenças em que a verdade de 
uma decorre da verdade da outra por motivos lógicos 
i. Carla bebeu suco. 
ii. Carla ingeriu líquido. 
 Pressuposição envolve um conhecimento de mundo compartilhado por 
falante/ouvinte, desencadeado pela sentença 
i. O João parou de fazer caminhadas. 
ii. O João não parou de fazer caminhadas. 
iii. Se o João não parou de fazer caminhadas... 
iv. O João não parou de fazer caminhadas? 
 O João fazia caminhadas. 
João fazia algo além do que 
é dito pela sentença 
RELAÇÕES SEMÂNTICAS ENTRE SENTENÇAS 
Pressuposição x Acarretamento 
 Acarretamento é uma relação entre duas sentenças em que a verdade de 
uma decorre da verdade da outra por motivos lógicos 
i. Carla bebeu suco. 
ii. Carla ingeriu líquido. 
 Pressuposição envolve um conhecimento de mundo compartilhado por 
falante/ouvinte, desencadeado pela sentença 
i. O José emprestou o carro dele para o Pedro. 
ii. O José não emprestou o carro dele para o Pedro. 
iii. Se o José emprestou o carro dele para o Pedro, o Pedro vai dirigi-lo. 
iv. O José emprestou o carro dele para o Pedro? 
 O José tem um carro. 
José possui algo (e isso não 
é dito pela sentença) 
RELAÇÕES SEMÂNTICAS ENTRE SENTENÇAS 
Pressuposição x Acarretamento 
 Acarretamento é uma relação entre duas sentenças em que a verdade de 
uma decorre da verdade da outra por motivos lógicos 
i. Carla bebeu suco. 
ii. Carla ingeriu líquido. 
 Pressuposição envolve um conhecimento de mundo compartilhado por 
falante/ouvinte, desencadeado pela sentença 
i. O José emprestou o carro dele para o Pedro. 
ii. O José não emprestou o carro dele para o Pedro. 
iii. Se o José emprestou o carro dele para o Pedro, o Pedro vai dirigi-lo. 
iv. O José emprestou o carro dele para o Pedro? 
 O José tem um carro. F
a
m
íl
ia
 d
e
 
s
e
n
te
n
ç
a
s
 
D
u
a
s
 
s
e
n
te
n
ç
a
s
 
...e estável em toda 
a família da sentença 
RELAÇÕES SEMÂNTICAS ENTRE SENTENÇAS 
Pressuposição 
 A sentença (a) pressupõe a sentença (b), se e somente se, a sentença (a), 
assim como também os outros membros da sentença (a) tomarem a 
sentença (b) como verdade. 
i. A Maria sabe que Pedro tem o costume de dormir na aula. 
A Maria não sabe que Pedro tem o costume de dormir na aula. 
Se a Maria sabe que Pedro tem o costume de dormir na aula... 
A Maria sabe que Pedro tem o costume de dormir na aula.? 
 O José tem um carro. 
RELAÇÕES SEMÂNTICAS ENTRE SENTENÇAS 
Pressuposição 
 A sentença (a) pressupõe a sentença (b), se e somente se, a sentença (a), 
assim como também os outros membros da sentença (a) tomarem a 
sentença (b) como verdade. 
i. A Maria sabe que Pedro tem o costume de dormir na aula. 
ii. A Maria não sabe que Pedro tem o costume de dormir na aula. 
iii. Se a Maria sabe que Pedro tem o costume de dormir na aula... 
iv. A Maria sabe que Pedro tem o costume de dormir na aula.? 
 Pedro tem o costume de dormir na aula. 
RELAÇÕES SEMÂNTICAS ENTRE SENTENÇAS 
Pressuposição x Acarretamento 
 Acarretamento é uma relação entre duas sentenças em que a verdade de 
uma decorre da verdade da outra por motivos lógicos 
 
 
 Pressuposição envolve um conhecimento de mundo compartilhado por 
falante/ouvinte, desencadeado pela sentença 
i. Não foi a Maria que tirou nota boa em semântica. 
ii. Foi a Maria que tirou nota boa em semântica. 
iii. Se (não) foi a Maria que tirou nota boa em semântica... 
iv. (Não) foi a Maria que tirou nota boa em semântica? 
 Alguém tirou nota boa em semântica. Pressupõe 
RELAÇÕES SEMÂNTICAS ENTRE SENTENÇAS 
Pressuposição x Acarretamento 
 Acarretamento é uma relação entre duas sentenças em que a verdade de 
uma decorre da verdade da outra por motivos lógicos 
i. Não foi a Maria que tirou nota boa em semântica. 
ii. Alguém tirou nota boa em semântica 
 Pressuposição envolve um conhecimento de mundo compartilhado por 
falante/ouvinte, desencadeado pela sentença 
i. Não foi a Maria que tirou nota boa em semântica. 
ii. Foi a Maria que tirou nota boa em semântica. 
iii. Se (não) foi a Maria que tirou nota boa em semântica... 
iv. (Não) foi a Maria que tirou nota boa em semântica? 
 Alguém tirou nota boa em semântica. Pressupõe 
Não acarreta 
Do ponto de vista semântico, o conteúdo proposicional da sentença (i) diz SOMENTE 
que A MARIA NÃO TIROU NOTA BOA EM SEMÂNTICA. A informação de que alguém 
tirou é uma pressuposição. A clivagem simplesmente focaliza um constituinte, sem 
acrescentar novas informações semânticas ao conteúdo proposicional. Do ponto de 
vista estritamente semântico, não seria contraditório dizer “não a Maria que tirou 
nota alta; aliás, ninguém tirou”. A sensação de contradição deve-se à pressuposição 
gerada pela clivagem. 
RELAÇÕES SEMÂNTICAS ENTRE SENTENÇAS 
Acarreta e pressupõe 
i. Foi a Maria que tirou nota boa em semântica. 
 Alguém tirou nota boa em semântica. 
Acarreta e não pressupõe 
i. A Maria tirou nota boa em semântica. 
 Alguém tirou nota boa em semântica. 
Não acarreta e pressupõe 
i. Não foi a Maria que tirou nota boa em semântica. 
 Alguém tirou nota boa em semântica. 
RELAÇÕES SEMÂNTICAS ENTRE SENTENÇAS 
Desencadeadores de pressuposição 
 Construções clivadas 
i. Foi o seu comportamento que me aborreceu. 
ii. Não foi o seu comportamento que me aborreceu. 
iii. Se foi o seu comportamento que me aborreceu... 
iv. Foi o seu comportamento que me aborreceu? 
 Alguma coisa me aborreceu. 
RELAÇÕES SEMÂNTICAS ENTRE SENTENÇAS 
Desencadeadores de pressuposição 
 Orações subordinadas temporais e comparativas 
i. Eu já dirigia automóveis, quando você aprendeu a andar de velocípede 
ii. Eu ainda não dirigia automóveis, quando você aprendeu a andar de 
velocípede 
iii. Se eu já dirigia automóveis, quando você aprendeu a andar de velocípede... 
iv. Eu já dirigia automóveis, quando você aprendeu a andar de velocípede? 
 Você aprendeu a andar de velocípede 
RELAÇÕES SEMÂNTICAS ENTRE SENTENÇAS 
Desencadeadores de pressuposição 
 Verbos factivos 
i. João sabe/esqueceu/adivinhou que cachorros voam. 
ii. João não sabe/esqueceu/adivinhou que cachorros voam. 
iii. Se João sabe/esqueceu/adivinhou que cachorros voam... 
iv. João sabe/esqueceu/adivinhou que cachorros voam? 
 Cachorros voam 
 Em oposição a não factivos 
i. João acha/pensa/imagina que cachorros voam. 
ii. João não acha/pensa/imagina que cachorros voam. 
iii. Se João acha/pensa/imagina que cachorros voam... 
iv. João acha/pensa/imagina que cachorros voam? 
RELAÇÕES