A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
saúde da criança assistência ao RN

Pré-visualização | Página 1 de 4

ASSISTÊNCIA AO RECÉM–NASCIDO
O nascimento é o evento mais perigoso com o qual o ser humano se defronta durante toda a sua existência. É neste contexto que as considerações serão colocadas, trazendo as renovações com embasamento científico para substituir as velhas práticas.
Ao longo dos anos a mortalidade dos RNs vem diminuindo graças ao avanço científico e a uma assistência primaria efetiva. Em séculos passado o índice de mortalidade infantil era elevado. 
Dados do UNICEF indicam que mais de um milhão de recém-nascidos morrem por ano nas primeiras 24 horas de vida, por falta de assistência qualificada. Dessa forma, há uma necessidade de uma assistência eficaz, exigindo do enfermeiro e sua equipe um conhecimento e habilidades técnico-científicas.
Para uma assistência de enfermagem efetiva ao neonato, a equipe de enfermagem precisa ter conhecimento da história familiar, história das gestações prévias e atual e dos eventos durante o trabalho de parto.
O nascimento é o ato mais sublime da vida do ser humano que envolve não apenas um contexto técnico mas essencialmente humano, ao qual estão associados aspectos familiares, demográficos, sociais e políticos;
Ao nascer, a criança é um ser particularmente frágil, necessitando de cuidados imediatos e mediatos a fim de lhe permitirem uma boa transição da vida intra-uterina para a vida extra-uterina.
OS CUIDADOS IMEDIATOS são os cuidados de enfermagem, prestados ao RN após o nascimento. 
OBJETIVOS: 
Ajudar o RN a adaptar-se à vida extra-uterina;
Avaliar o índice de Apgar,
 Promover o seu bem estar; 
Detectar malformações.
CUIDADOS IMEDIATOS DO RN NA SALA DE PARTO
Identificação do RN
Logo após o nascimento o RN deve ser identificado corretamente através de uma pulseira colocada no punho. 
Esta não deve ficar demasiado apertada nem ser possível retirar. 
Na pulseira deve constar o nome da mãe e o número do processo clínico da mãe devendo o seu preenchimento ser efetuado pelo enfermeiro que presta os cuidados imediatos ao RN.
Termorregulação 
A labilidade térmica do recém – nascido deve-se :
grande superfície corporal, 
pequena massa muscular, 
escassez de tecido adiposo, 
mínima distância entre o centro corporal e a superfície, 
reduzida atividade muscular voluntária.
Como resposta ao desequilíbrio térmico, o RN submetido ao resfriamento apresenta:
 mudança postural (flexão), agitação, vasoconstrição periférica e termogênese química,(aumento do metabolismo celular e queima da gordura marrom).
Tecido adiposo marrom (gordura marrom): é constituído basicamente por dois tipos celulares: o tecido adiposo unilocular constituído por adipócitos brancos, e o tecido adiposo multilocular ou gordura marrom constituído por adipócitos pardos.
É denominado gordura marrom em virtude de sua coloração parda que é determinada pela rica vascularização e presença de grande quantidade de citocromos presentes nas mitocôndrias, conferindo esta coloração.
Está localizado:
Entre as escápulas
Nas axilas
Em torno do pescoço e do tórax
Atrás do esterno
Em torno dos rins e das glândulas supra-renais.
Formas do Rn perder calor:
Evaporação: perda de calor a medida que a água evapora da pele e dos pulmões.
Convecção: perda de calor devido a temperatura de um local estar mais baixa que a temperatura do corpo. 
Radiação: (calor irradiado) quando o Rn perde calor quando está perto de superfície fria
Condução: transferência direta de do calor do Rn para objetos frios. 
Manter Rn aquecido
Para prevenir a perda do calor corporal deve-se: manter o ambiente da sala de partos entre 36,1º e 36,7º; aquecer previamente 2 toalhas esterilizadas (uma para limpar o liquido amniótico do RN e outra para o envolver após o limpar), bem como a roupa do RN; manter uma fonte irradiante de calor sobre a mesa onde são prestados os cuidados ao RN.
Assistência ao Recém–Nascido
Hipotermia
Temperatura na Sala de Parto
abaixo de 26 semanas ou 750g: 24,4ºC ou mais (25,5 a 26,8ºC) (a OMS sugere 25,5ºC);
 27-28 semanas: 23,3º C ou mais (25,5 a 26,8ºC);
 maiores: 22,2ºC. Vejam que para RN maiores, não nos preocupamos tanto.
Desobstrução das vias aéreas
Remover as mucosidades da orofaringe, fazendo a drenagem manual do tórax e das vias aéreas superiores. 
Em substituição da drenagem manual pode ser utilizada a aspiração de baixa pressão, com uma sonda fina e mole (deve-se aspirar primeiro a boca e depois o nariz para prevenir a aspiração das mucosidades da orofaringe). 
Ao fazer-se a aspiração deve-se prevenir os traumatismos, e ser-se breve afim de evitar a estimulação vagal (pelo espasmo laríngeo com consequente bradicardia e arritmia).
AVALIAÇÃO DO RECÉM NASCIDO
Avaliação do Apgar: 
	É um método objetivo de avaliação da vitalidade do Rn, é aplicado no 1º. e 5º. minuto de vida.
	São avaliados
FC;
Esforço respiratório;
Tônus muscular;
Irritabilidade reflexa;
Cor da pele. 
ESCORES - APGAR
Apgar de 0-3: Rn com dificuldade severa de adaptação a vida extra-uterina;
Apgar de 4-6: Rn com dificuldade moderada
Apgar de 7-10: Rn sem dificuldade de adaptação. 
AVALIAÇÃO DA IDADE GESTACIONAL
Classificação do Rn em relação a IG
RNPT: ≤ 37 semanas
RNT: 38-42 semanas
RN pós-termo:
 + 42 semanas 
Pré-termo limítrofes: com idade gestacional de 37 semanas;
Pré-termo moderado: cuja idade gestacional varia de 31 a 36 semanas completas;
Pré-termo extremo: cuja idade gestacional varia de 24 a 30 semanas completas.
QUAL A IMPORTÂNCIA DE CONHECER A IG?
A idade gestacional é o tempo transcorrido desde a concepção até o momento do nascimento.
As condições clinicas do neonato e o prognóstico da criança estão associados ao tempo do nascimento.
A enfermagem precisa conhecer este dado para poder estabelecer sua assistência
As características físicas do bebê são diferenciadas de acordo com a IG
Avaliação da Idade Gestacional
Como Fazer??
Métodos de Avaliação da IG
Durante a gestação
DUM (Regra de Neagele);
Medição de fundo uterino
Ultrassonografia (até 20 semanas);
Ao nascer
Método de Capurro; 
Método de Ballard e col, 
 1. Valores do Perímetro Cefálico ao Nascer;
 2. Longitude da Espinha Dorsal (LED). 
Assistência ao Recém – Nascido
Avaliação da Idade Gestacional
Ao Nascer: Capurro 
	 Extremamente fácil
 Pode ser realizado na sala de parto ( Método Somático)
	 Método Somático: 5 caracteres físicos
		- Textura da Pele
						- Forma da Orelha
						- Glândula mamária
						- Formação do mamilo
						- Pregas Plantares 
Avaliação da Idade Gestacional
Método de Ballard
Para os RN com peso de nascimento abaixo de 1500 g, utiliza-se o método de Ballard e cl. modificado por Constantine e cl.
Constantine e cl. correlacionaram com a DUM 3 métodos clínicos na determinação da idade gestacional dos RN de baixo peso (critérios físicos, neurológicos e físicos e neurológicos). Os autores observaram melhor correlação com a idade gestacional obtida por critérios físicos.
Classificação do RN quanto ao peso
Peso menor que 1500 gramas – RN com Muito Baixo Peso 
Peso menor que 2500 gramas – RN com Baixo Peso 
Peso entre 2500 e 2999 gramas – RN com Peso Insuficiente
Peso entre 3000 e 3999 gramas – Rn com Peso Adequado
Peso maior ou igual a 4000 gramas - RN macrossômico
PIG: Abaixo do percentil 10
AIG: entre o percentil 10-90
GIG: acima do percentil 90
Cuidados importantes devem ser observados ao avaliar e classificar o Rn segundo peso e idade gestacional 
A avaliação do peso para a classificação do RN deve ser realizada nas primeiras 24 horas de vida.
Nos primeiros 10 dias de vida o Rn perde cerca de 10-12% de seu peso, decorrente da perda excessiva de líquidos extracelular, eliminações de mecônio e ingesta limitada de alimentos chamada de perda fisiológica, sendo recuperado até a 2a semana de vida (Gaiva, 2006).
Após começa a ter um ganho semanal de 125grs.
CUIDADOS COM O CORDÃO UMBILICAL
No momento do nascimento, é feita a laqueação provisória do cordão com duas pinças hemostáticas. 
A laqueação definitiva com uma pinça hemostática

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.