A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
57 pág.
AULA 04 TEORIA CLÁSSICA ADM(1) (1)

Pré-visualização | Página 1 de 2

PROF LOPES
1
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
AULA 04
TEORIA CLÁSSICA
DA ADMINISTRAÇÃO
PROF LOPES
2
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
SUMÁRIO
1. Abordagem clássica
2. Objetivos
3. Teoria Clássica da Administração
4. As funções básicas da empresa
5. Conceito de Administração
6. 14 princípios gerais da Administração
7. Teoria Administrativa
8. Teoria Organizacional
9. Divisão do trabalho e especialização
10. Conceito de organização linear
11. Apreciação crítica da Teoria Clássica
12. Teoria da Máquina
13. Conclusão 
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
1. ABORDAGEM CLÁSSICA
PROF LOPES
4
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
A Teoria Clássica da Administração, junto com a Administração Científica, forma a chamada Abordagem Clássica, decorrente das inovações da Revolução Industrial.
PROF LOPES
5
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
Enquanto a Administração Científica de Taylor focava a produtividade através do operário, a Teoria Clássica da Administração de Fayol, focava a eficiência através da estrutura organizacional.
PROF LOPES
6
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
PROF LOPES
7
ABORDAGEM CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO
ADMINISTRAÇÃO
CIENTÍFICA
TEORIA 
CLÁSSICA
ÊNFASE NAS TAREFAS
ÊNFASE NA 
ESTRUTURA
TAYLOR
FAYOL
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
PROF LOPES
8
2.
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
O objetivo das duas teorias era o mesmo: a busca da eficiência das organizações.
Segundo a Administração Científica, essa eficiência era alcançada por meio da raionalização do trabalho do operário e pelo somatório da eficiência individual.
PROF LOPES
9
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
A Teoria Clássica, ao contrário, partia da organização como um todo e da sua estrutura para garantir eficiência a todas as partes envolvidas, fossem elas órgãos ou pessoas.
PROF LOPES
10
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
3. TEORIA CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO
PROF LOPES
11
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
A OBRA DE FAYOL
PROF LOPES
12
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
Iniciada pelo engenheiro francês Henri Fayol (1841-1925).
Foi o primeiro a dar atenção aos elementos da administração.
Fayol buscava um ensino organizado da Administração para formar administradores.
PROF LOPES
13
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
A Teoria Clássica descreve a organização com base em sua estrutura. 
Recebeu influência das estruturas rígidas e hierarquizadas da Igreja Católica e da Organização Militar.
PROF LOPES
14
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
4. AS FUNÇÕES BÁSICAS DA EMPRESA
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
Na Teoria Clássica, o conceito de divisão do trabalho não se preocupava com a fragmentação do trabalho do operário, mas sim com a divisão dos órgãos que compõem a organização.
PROF LOPES
16
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
A organização deve ser dividida em departamentos, cada qual representando uma função organizacional. 
Para Fayol, a organização tem seis funções básicas a serem exercidas.
PROF LOPES
17
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
PROF LOPES
18
EMPRESA
FUNÇÕES 
ADMINISTRATIVAS
FUNÇÕES 
TÉCNICAS
FUNÇÕES 
FINANCEIRAS
FUNÇÕES 
SEGURANÇA
FUNÇÕES 
COMERCIAIS
FUNÇÕES 
CONTÁBEISS
Prever
Organizar
Comandar
Coordenar
controlar
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
Fayol salienta que toda empresa apresenta seis funções básica, a saber:
1. Funções Técnicas,
 Relacionadas à produção de bens e serviços;
2. Funções Comerciais, 
Relacionadas à compra, venda e permutações;
PROF LOPES
19
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
3. Funções Financeiras, 
Relacionadas à procura e gerências de capitais.
4. Funções de Segurança, 
Relacionadas à proteção e preservação de bens e pessoas;
PROF LOPES
20
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
5. Funções Contábeis, 
Relacionadas à inventários, registros, balanço, custos e estátiticas;
6. Funções Administrativas, Relacionada à integração de cúpula da outras cinco funções.
PROF LOPES
21
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
Para Fayol, “nenhuma das cinco funções essenciais precedentes tem o encargo de formular o programa de ação geral da empresa, constituir seu corpo social, coordenar os esforços e harmonizar os atos.
Essas atribuições constituem outra função, designada pelo nome de ADMINISTRAÇÃO.
PROF LOPES
22
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
5. CONCEITO DE ADMINISTRAÇÃO
PROF LOPES
23
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
Fayol define o ato de administrar com base nos cinco verbos, a saber:
Prever – visualizar o futuro e traçar o programa de ação;
Organizar – constituir o duplo organismo material e social da empresa;
PROF LOPES
24
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
Comandar – dirigir e orientar o pessoal;
Coordenar – ligar e harmonizar todos os atos e esforços coletivos;
Controlar – verificar se tudo ocorre de acordo com as regras e as ordens.
PROF LOPES
25
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
Esses são elementos da Administração que constituem o chamado processo administrativo: são localizáveis no trabalho do Administrador em qualquer nível o área de atividade da empresa.
PROF LOPES
26
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
6. 14 PRINCÍPIOS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO
PROF LOPES
27
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
Como ciência, a Administração deve se basear em leis ou em princípios.
Fayol definiu os “princípios gerais” de Administração sintetizando-os sem muita originalidade, porquanto os coletou de diversos autores da sua época.
Fayol adota a denominação princípios, afastando qualquer ideia de rigidez, pois nada existe de rígido ou absoluto em matéria administrativa. 
PROF LOPES
28
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
1. Divisão do trabalho: consiste na especialização das tarefas e das pessoas para aumentar a eficiência.
2. Autoridade e responsabilidade: autoridade é o direito de dar ordens e o poder de esperar obediência. A responsabilidade é uma consequência natural da autoridade e significa o dever de prestar contas. Ambas devem estar equilibradas entre si.
PROF LOPES
29
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
3. Disciplina: depende de obediência, aplicação, energia, comportamento aos acordos estabelecidos.
4. Unidade de comando: cada empregado deve receber ordens de apenas um superior. É o princípio da autoridade única.
5. Unidade de direção: Uma cabeça e um plano para cada conjunto de atividades que tenham o mesmo objetivo.
PROF LOPES
30
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
6. Subordinação dos interesses individuais aos gerais: os interesses gerais da empresa devem sobrepor-se aos interesses particulares das pessoas.
7. Remuneração do pessoal: deve haver justa e garantida satisfação para os empregados e para a organização em termos de retribuição.
8. Centralização: refere-se à concentração da autoridade no topo da hierarquia da organização. 
PROF LOPES
31
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
9. Cadeia escalar: é a linha de autoridade que vai do escalão mais alto ao mais baixo em função do princípio de comando.
10. Ordem: um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar. É a ordem natural e humana.
11 Equidade: amabilidade e justiça para alcançar a lealdade do pessoal.
PROF LOPES
32
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
12. Estabilidade do pessoal: a rotatividade do pessoal é prejudicial para a eficiência da organização. Quanto mais tempo uma pessoa permanece no cargo, tanto melhor para a empresa.
13. Iniciativa: a capacidade de visualizar um plano e assegura pessoalmente o seu sucesso.
14. Espírito de equipe: a harmonia entre as pessoas são grandes forças para a organização.
PROF LOPES
33
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
7. TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO
PROF LOPES
34
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
Os autores clássicos pretendiam criar uma teoria da administração baseada na divisão do trabalho, especialização, coordenação e atividades de linha e de staff.
PROF LOPES
35
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
8. TEORIA DA 
ORGANIZAÇÃO
PROF LOPES
36
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
A Teoria Clássica concebe a organização como se fosse uma estrutura.
Essa maneira de conceber a estrutura organizacional é influenciada pelas concepções antigas de organização (Igreja e Organização Militar) tradicionais, rígidas e hierarquizadas.
PROF LOPES
37
TEORIAS DE ADMINISTRAÇÃO
Para a Teoria Clássica, a estrutura organizacional é analisada de cima para baixo

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.