A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
236 pág.
AUDITORIA E SEGURANÇA DO TRABALHO

Pré-visualização | Página 40 de 50

de acidentes no ambiente 
industrial.
Nesta unidade, aprenderemos acerca dos conceitos básicos 
e elementos primordiais para a preparação de uma auditoria. 
Compreenderemos um pouco sobre as legislações que estão 
envolvidas em um processo de auditoria, sobre as análises local 
e documental exigidas. Concluindo a unidade, abordaremos o 
tema inspeção física e coleta de evidências de auditoria. 
Na primeira seção, abordaremos os conceitos básicos 
sobre auditoria. Para isso, conceituaremos o termo auditoria 
e abordaremos os tipos existentes. Identificaremos as 
responsabilidades que são cabíveis ao auditor e ao auditado, 
além de relatos formais de auditoria.
Na sequência, na segunda seção, trataremos das legislações 
que envolvem a auditoria, como tratados internacionais sobre 
segurança e auditoria do trabalho, leis federais, estaduais e 
municipais, normas e análises documentais. 
E na terceira seção, discutiremos sobre as inspeções físicas e 
a coleta de evidências de auditoria, envolvendo o conhecimento 
acerca de evidências, provas, processo de rastreamento, 
comunicação e relatórios de auditoria. 
Nas unidades anteriores, trabalhamos diversos elementos 
necessários para a implementação de um programa de 
segurança adequado na Totivits Ltda. Na última unidade, você 
pôde auxiliar o novo diretor com medidas de proteção e 
sinalização para o ambiente industrial, propondo a ele, na seção 
anterior, que fossem feitas investigações de forma estruturada 
para os acidentes que ocorressem, podendo, dessa forma, evitar 
que se repitam e que outros piores venham a ocorrer.
Nesta unidade, ao final de cada seção, você estará apto a 
auxiliar o Sr. João, novo diretor da Totivits Ltda., a identificar 
as necessidades de auditoria na empresa, quais são as 
responsabilidades da companhia, esclarecer a ele sobre as 
legislações pertinentes e auxiliá-lo nos assuntos relativos à 
inspeção.
Bons estudos!
Bom trabalho e mãos à obra!
U4 - Fundamentos sobre auditoria 183
Seção 4.1
Conceitos básicos sobre auditoria e preparação 
para o processo de auditoria
Prezado aluno, bem-vindo à primeira seção da última unidade da 
disciplina Auditoria e segurança do trabalho!
Nesta seção, abordaremos os conceitos básicos sobre auditoria e 
sobre a preparação para o processo de auditoria. 
Por meio desta seção, você será capaz de compreender o 
processo de auditoria, qual a sua necessidade e a sua importância, 
além de identificar quais variáveis são fundamentais na preparação 
para o processo de auditoria.
Diversos requisitos e protocolos são exigidos nas empresas 
industriais por parte da Saúde e Segurança no Trabalho, os quais 
estão em conformidade com as respectivas NRs e demais normas. 
Podemos citar a NR 26, que se refere à sinalização e segurança do 
ambiente de trabalho. Ela recomenda diversos requisitos mínimos 
acerca da sinalização que deve existir em variadas situações e 
ambientes. Mediante itens e requisitos especificados na NR, o auditor 
é capaz de analisar quais estão sendo adequadamente empregados 
nos ambientes. Ao identificar alguma irregularidade, a empresa deverá 
realizar ajustes, garantindo que a irregularidade seja sanada, trazendo, 
consequentemente, maior maior segurança ao ambiente de trabalho. 
Para que o processo de auditoria obtenha sucesso e o objetivo seja 
alcançado, todas suas etapas devem ser muito bem definidas e 
realizadas adequadamente.
Você deve se recordar que, nas seções anteriores, aplicamos 
diversos elementos de segurança à empresa em estudo, a Totivits Ltda. 
Tais medidas tinham como objetivo a implantação de um programa 
de segurança adequado e os ajustes e correções nos elementos já 
existentes na empresa relacionados à segurança.
Diálogo aberto 
U4 - Fundamentos sobre auditoria184
Diante dos conhecimentos que serão adquiridos nesta seção, 
você se tornará apto a esclarecer ao Sr. João, novo diretor da Totivits 
Ltda., do que se trata uma auditoria e qual a sua importância. 
É muito relevante que João compreenda corretamente o assunto, 
para que ele tenha a consciência da necessidade de uma preparação 
adequada para um processo de auditoria. 
Agora que todos os elementos de segurança da empresa foram 
ajustados, é necessário que haja uma auditoria para garantir a 
eficiência da segurança implantada.
Bons estudos e mãos à obra!
Até a seção anterior, aprendemos sobre os diversos elementos 
importantes para que programas de segurança sejam devidamente 
implementados nas organizações. Porém, torna-se necessário que 
os critérios relacionados à segurança do trabalho sejam avaliados 
objetivamente. A auditoria de segurança do trabalho pode ser definida 
como um processo sistemático, independente e documentado. 
Por meio desse processo, é possível obter evidências e avaliar 
se os critérios são atendidos adequadamente. A auditoria pode 
ser considerada como um instrumento gerencial com o objetivo 
de identificar os parâmetros que se encontram não conformes, 
reduzindo o desempenho e aumentando os riscos de acidentes ou 
doenças no ambiente de trabalho (CARDOZA, 2016).
De forma sintetizada, pode-se dizer que a auditoria é um dos 
principais instrumentos que uma organização pode usar para 
mensurar a aderência de seu sistema de gestão de Saúde e Segurança 
no Trabalho (SST). Ela relata o atual estágio de implantação e contribui 
para definir o plano estratégico de ações que são necessárias 
para consolidar a implantação e, dessa forma, atingir um nível de 
desempenho satisfatório a todas as partes interessadas (GARCIA, 
2004).
Existem diversos tipos de auditoria, dentre eles estão: auditoria 
interna ou de primeira parte, auditoria de segunda parte e auditoria 
externa ou de terceira parte.
Não pode faltar
U4 - Fundamentos sobre auditoria 185
A auditoria interna é realizada pela própria organização, com o 
objetivo de condicionar melhorias no desempenho e reduzir as não 
conformidades da SST.
A auditoria de segunda parte é realizada por uma subcontratada, 
a fim de identificar as não conformidades relacionadas à SST que 
possam existir na organização.
A auditoria externa é realizada por entidades externas, as quais 
são independentes e possuem créditos de confiança para efeitos da 
certificação fornecida à organização (CARDOZA, 2016).
É importante que todo processo de auditoria siga um protocolo 
que defina quais atividades devem ser desenvolvidas, a fim de 
que resultados sejam obtidos pela organização. Por meio desse 
protocolo poderá ser realizada uma comparação entre o que está 
no planejamento da organização e o que tem sido efetivamente 
realizado. Dessa forma, busca-se coerência entre as atividades que 
são executadas na organização com aquelas que são planejadas, 
assim como os resultados que são obtidos.
A auditoria não faz apenas análise de documentos, ela busca, 
de forma efetiva, a implantação das funções e atividades que foram 
planejadas. Devido a toda essa complexidade de análises, a auditoria 
deve ser realizada por profissionais competentes e devidamente 
habilitados para a função. 
Uma auditoria realizada adequadamente oferece benefícios à 
organização, dentre eles estão (CARDOZA, 2016):
- Redução dos riscos de acidentes.
- Priorização das ações de segurança do trabalho.
- Melhoria no ambiente de trabalho.
- Aumento da eficiência e produtividade dos processos internos.
Assimile
As auditorias são realizadas nas organizações com a intenção de verificar 
se as funções que estão sendo executadas acerca da SST estão de 
acordo com as normas regulamentadoras (NRs) ou normas técnicas 
(ABNT). Elas são essenciais na identificação dos pontos não conformes 
para que, sequencialmente, providências para melhorias possam ser 
efetuadas.
U4 - Fundamentos sobre auditoria186
- Redução de custos operacionais.