A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
236 pág.
AUDITORIA E SEGURANÇA DO TRABALHO

Pré-visualização | Página 47 de 50

c) I – c; II – d; III – a; IV – b.
d) I – c; II – a; III – d; IV – b.
e) I – b; II – a; III – d; IV – c.
3. Analise as afirmativas a seguir:
I – O governo iniciou gestões junto à OIT e, em 1966, durante o Congresso 
Nacional de Prevenção de Acidentes, foi criada a FUNDACENTRO, sendo 
vinculada ao Ministério do Trabalho em 1974.
II – O Ministério do Trabalho e Emprego aprovou as Normas 
Regulamentadoras (NR), que estão previstas no Capítulo 10 da CLT, e 
todas as alterações cabíveis às NRs são determinadas pela Secretaria de 
Segurança e Saúde do Trabalho.
III – A FUNDACENTRO atua em apenas uma parte do país, dispondo de 
uma rede de laboratórios em segurança, higiene e saúde do trabalho. 
IV – Para fiscalizar o cumprimento das leis e verificação do cumprimento 
das disposições legais e regulamentares em relação à saúde e segurança 
do trabalho existem os auditores-fiscais.
Analisando as afirmativas expostas no texto-base, assinale a alternativa que 
apresente a configuração correta acerca da veracidade delas:
a) I – V; II – V; III – F; IV – F.
b) I – V; II – F; III – F; IV – V.
c) I – F; II – V; III – F; IV – V.
d) I – V; II – F; III – V; IV – V.
e) I – V; II – F; III – F; IV – F.
U4 - Fundamentos sobre auditoria 213
Seção 4.3
Inspeção física e coleta de evidências de auditoria
Prezado aluno, seja muito bem-vindo à última seção de estudos 
da disciplina Auditoria e segurança do trabalho.
Durante todo nosso estudo, pudemos tomar conhecimento de 
diversos elementos da Saúde e Segurança do Trabalho (SST), como 
os riscos existentes em ambientes industriais; os procedimentos de 
segurança no setor industrial; sinalizações e medidas de proteção e 
fundamentos sobre auditoria.
Na primeira unidade de estudo, aprendemos acerca dos elementos 
que compõem os riscos. Também estudamos sobre os tipos de 
riscos existentes, como podem ser tratados e quais estão presentes 
de forma específica no ambiente industrial. 
Na segunda unidade de estudo, aprendemos sobre procedimentos 
de segurança que são realizados no ambiente industrial. Vimos a 
importância das capacitações, destacando a necessidade de que 
todos os membros da organização possuam conhecimento acerca 
das normas, legislações e elementos relacionados à SST. Ainda 
na segunda unidade, vimos os planos de contingência, as lições 
aprendidas e a importância desses itens. 
Na terceira unidade de estudo, aprendemos sobre as sinalizações 
e medidas de proteção, focando sempre nas normas que estão 
intimamente envolvidas aos elementos ligados à SST. Lembrando a 
importância de normas que abordam utilização de EPIs e EPCs. 
E na última unidade de estudo, abordamos os fundamentos ligados 
à auditoria. Para que o programa de SST implantado na organização 
seja 100% eficiente, há a necessidade de que ele seja analisado e as 
não conformidades existentes sejam identificadas, para que possam 
ser sanadas.
Ao final dessa disciplina, você já estará apto a identificar quais são 
os principais pontos a serem analisados em um programa de SST em 
Diálogo aberto 
U4 - Fundamentos sobre auditoria214
uma organização. Dessa forma, você deverá auxiliar o novo diretor da 
empresa Totivits Ltda., empresa que nos acompanhou em todos os 
estudos, sobre as etapas finais que irão compor o processo de auditoria 
pela qual ela está passando. Deverá informá-lo da necessidade de 
reuniões diárias e de que todas as dúvidas sejam sempre esclarecidas 
junto à equipe de auditores. Cabe a você elaborar um pré-relatório 
com itens aos quais ele deve estar atento para que a auditoria alcance 
seus reais objetivos. 
Bons estudos!
As evidências referem-se ao conjunto de informações que se 
utiliza para fundamentar os resultados obtidos em um trabalho 
de auditoria. Para que as evidências sejam obtidas e analisadas, é 
necessário um processo contínuo, o qual conta com reuniões, 
análises e interpretações de dados, para que, dessa forma, o 
posicionamento da equipe de auditoria acerca de determinado 
assunto seja fundamentado.
As evidências podem ser classificadas quanto à forma e quanto à 
fonte. 
Quando se classifica quanto à forma, temos as evidências físicas, as 
testemunhais, as documentais, as analíticas e as de reexame. E quando 
se classifica quanto à fonte, temos o conhecimento profissional, as 
evidências externas, as evidências internas e as evidências justapostas. 
Agora, vamos compreender um pouco mais sobre o que significa 
cada um desses tipos de classificações (UNIVERSIDADE..., 2013):
Quanto à forma: 
- As evidências físicas são obtidas com inspeções in loco, as quais 
também demandam documentos físicos e tangíveis.
- As evidências testemunhais são obtidas por meio de entrevistas, 
respostas a questionários, declarações tanto orais quanto escritas etc.
- As evidências documentais são comprovações retiradas de 
registros documentais, tanto internos quanto externos, comprovando 
ou não a existência de atitudes administrativas.
Não pode faltar
U4 - Fundamentos sobre auditoria 215
- As evidências analíticas são obtidas por meio de trabalhos de 
confrontos, comparações, conferências etc.
- As evidências de reexames são para verificar a exatidão das 
medidas e das avaliações. A existência de itens incompletos pode ser 
observada nesse tipo de evidência.
Quanto à fonte:
- Conhecimento profissional, ou seja, evidências realizadas 
por meio da observância do auditor, analisando-as devido ao seu 
conhecimento adquirido ao longo dos anos de experiência.
- Evidência externa trata-se daquela obtida por terceiros, 
totalmente independente do órgão que está sendo auditado.
- Evidência interna trata-se do oposto à evidência externa, é o 
tipo de evidência que tem origem no órgão que está sendo auditado.
- Evidência justaposta deriva-se da consistência mútua entre 
diferentes partes de uma informação.
Para que as evidências coletadas sejam válidas para o processo 
de auditoria, é essencial que elas cumpram alguns requisitos, como:
- Suficiência: dados reais, completos, adequados e convincentes.
- Pertinência: quando o dado coletado está ligado ao objetivo da 
auditoria e tem relação lógica com as constatações e conclusões.
- Fidedignidade: dados confiáveis, íntegros e de procedência 
confiável.
- Relevância: dados que possuam um elevado grau de relação 
com os objetivos do auditor.
- Utilidade: dados que possam auxiliar tanto aos auditores quanto 
à organização para atingir suas metas e objetivos.
Assimile
Em um processo de auditoria, todas as informações obtidas ou dados 
coletados para a conclusão e constatação do auditor são extremamente 
importantes e delicados. Trata-se de uma etapa que deve ser realizada 
de forma responsável e criteriosa, não permitindo que tendências 
ocorram nas análises. Todos os dados coletados devem ser suficientes, 
pertinentes, fidedignos, relevantes e úteis às análises dos auditores. 
U4 - Fundamentos sobre auditoria216
Existem testes que podem ser realizados a fim de verificar se os 
procedimentos determinados estão sendo cumpridos, testando a 
credibilidade dos procedimentos de controle. Estes são os testes de 
controle ou testes de observância. Eles são executados para obter 
prova de auditoria relativa à eficácia da concepção do sistema de 
controle interno e do seu funcionamento.
O teste de controle relacionado à eficácia da concepção analisa 
se eles foram adequadamente criados ou não. Inclui, em seu 
procedimento, questionamentos ao pessoal envolvido no processo, 
verificação de documentos, relatórios e observação da aplicação. 
Já o teste de controle relacionado à eficácia do funcionamento 
avalia a forma e a consistência de quem o aplicou.
Outro tipo de técnica é o procedimento substantivo, o qual é 
planejado para detectar distorções. Verifica a existência real