A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
32 pág.
Relatório de Estágio Técnico em Transações Imobiliárias

Pré-visualização | Página 1 de 6

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SERGIPE – IFS
DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA – DEAD
CLEBERTON BATALHA PAIXÃO
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO
Aracaju
Abril de 2017
	
	INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SERGIPE – IFS
DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA – DEAD
CLEBERTON BATALHA PAIXÃO
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO
Relatório de Estágio apresentado ao Núcleo de Apoio ao Estágio, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe – IFS, como parte integrante da avaliação da disciplina Estágio Obrigatório do curso Técnicas de Transações Imobiliárias, modalidade Educação a Distância.
Aracaju
Abril de 2017
AGRADECIMENTOS
Agradeço a Deus, a todos as pessoas que contribuíram de forma direta e indireta para que o estágio fosse concluído com êxito. 
Agradeço em especial a toda minha família e minha esposa Carla Graziele Batalha Paixão que sempre manteve palavras de animo, a equipe da Valor Negócios Imobiliários e aLuiz Carlos Góis gerente de vendas e ao Diretor Flavio França, por proporcionar uma ótima receptividade, garantindo assim com que os corretores pudessem passar um pouco de suas experiências nesse grande mercado que é o imobiliário. 
Não poderia deixar de agradecer ao Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de Sergipe, a pessoa do coordenador do curso William Tavares dos Santos, professores, Jussara Góes, Claudia e aos professores que fizerem ou fazem parte de todas as disciplinas do curso, pela determinação e atividades planejadas para nosso crescimento profissional. 
PRINCIPAIS TERMOS UTILIZADOS NO MERCADO IMOBILIÁRIO
Ação de despejo: Pedido à Justiça feito por um proprietário, locador ou comprador de um imóvel para obrigar o inquilino a desocupá-lo.
Ação revisional de aluguel: Pedido que tramita na Justiça para que o valor do aluguel seja igualado ao valor de mercado, para cima ou para baixo. 
Administradora condominial: Empresa de prestação de serviços voltada para administração de imóveis em condomínio. 
Aluguel: Cessão ou empréstimo de um bem em troca do pagamento de uma taxa periódica por extensão, chamada pelo mesmo nome, aluguel. 
Aluguel por temporada: Aluguel de imóvel com prazo máximo de 90 dias. A lei n.º 8.245, de 1991, admite a cobrança adiantada do valor acertado em contrato escrito.
Ata: Registro das discussões e decisões tomadas por uma assembleia, como a de condomínio.
Avaliação: Atividade que envolve a determinação técnica do valor qualitativo ou monetário de determinado bem, direito ou empreendimento.
Averbação: Anotação feita pelo Cartório de Registro de Imóveis de qualquer alteração que diga respeito ao proprietário (chamada subjetiva) ou ao imóvel. 
Cadastro: Documento com informações sobre a idoneidade do inquilino obtidas de serviços de proteção do crédito, como o Serasa, o Cadastro de Proteção ao Inquilinato e cartórios de protesto de títulos.
Carta de crédito: Documento que concede a alguém o empréstimo de certa quantia. Costuma valer por 30 dias, às vezes prorrogáveis.
Cartório de Registro de Imóveis: Órgão onde são cadastrados todos os imóveis de determinada região. 
Caução: Garantia dada com títulos ou coisas de valor (inclusive dinheiro) de que determinada dívida contratual será paga (financiamento imobiliário, aluguel etc.).
Certidão: Documento expedido por um cartório que garante ser correto determinado registro, como o de um imóvel. 
COFECI: Sigla de Conselho Federal dos Corretores de Imóveis. 
Condomínio: Edifício ou conjunto de casas que forma um todo e divide as despesas comuns. 
Condômino: Dono juntamente com outrem; co-proprietário. Maneira usual de se referir aos participantes de um condomínio.
Consultor imobiliário: Profissional da área de vendas do segmento imobiliário que detém conhecimento suficiente para desenvolver um relacionamento proativo com os clientes. 
Contrato: Acordo feito por escrito entre pessoas, entre empresas ou entre empresas e pessoas. 
Contrato de locação: Contrato verbal ou escrito, com prazo determinado ou não, entre o locador e o locatário.
Contrato de compra e venda: Contrato em que são pactuadas as condições de compra e venda de um imóvel, por exemplo. 
Contrato de promessa de compra e venda: Contrato pelo qual o proprietário de um bem assume o compromisso de vendê-lo ao outro contratante, que, por sua vez, se compromete a comprá-lo no prazo e preço estipulados.
Corretagem: Ver comissão. Corretor de imóveis. Profissional responsável pelo trabalho de aproximação do vendedor e comprador em uma transação imobiliária. 
Creci: Conselho Regional de Corretores de Imóveis.
Credor: Aquele que concede a alguém um crédito, um empréstimo.
Depreciação: Perda do valor anterior de mercado de um imóvel ou terreno. 
DFI: Sigla de Seguro de danos físicos ao imóvel.
Escritura: Documento autêntico de um contrato, como o de compra e venda, escrito por um tabelião ou oficial público e testemunhado por duas pessoas. 
Estande de vendas: Local construído ou montado geralmente no terreno em que será construído um novo empreendimento imobiliário, onde consultores recebem e orientam os interessados no negócio.
Execução judicial: Processo que tramita na Justiça para aplicação das penalidades previstas em contratos.
Fiador: Pessoa que assume as obrigações (aluguéis, taxas, multas e correção) de outro, quando este deixa de cumpri-las.
Financiamento imobiliário: Recursos obtidos junto a instituição financeira no âmbito do Sistema Financeiro da Habitação ou pela chamada Carteira Hipotecária. 
Habite-se: Autorização dada pela prefeitura para que se possa ocupar e utilizar um imóvel recém-construído ou reformado. 
Hipoteca: Colocação de bens imóveis e móveis (como aviões e navios) como garantia de pagamento de uma dívida. 
Imobiliária: Empresa do segmento imobiliário com atuação na
área de compra, venda e locação de imóveis.
Imóvel na planta: Designação usual para imóvel comercializado na fase de lançamento, ou seja, antes do início de sua construção.
IPTU:  Imposto Predial e Territorial Urbano, Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana.
Inadimplência ou inadimplemento: Descumprimento de uma obrigação, como o pagamento de dívidas e prestações imobiliárias.
Incorporador (a): Pessoa/empresa que contrata a construção de imóveis (apartamentos ou casas) em sistema de condomínio e os vende em prestações antes mesmo de estarem prontos, comprometendo-se por contrato a entregá-los dentro de prazo e condições determinados.
ITBI: Sigla de Imposto de Transmissão de Bens Imóveis. Também denominado Imposto de Transmissão Inter vivos em alguns municípios. 
Laudêmio: Pagamento que o proprietário de um imóvel à venda deve fazer ao proprietário com direito real
Lei do Inquilinato: Nome popular da lei que regula as locações urbanas. A lei em vigor é a n.º 8.245, de 1991.
Locação imobiliária: O mesmo que aluguel.
Locador: Proprietário de um imóvel ou seu representante que aluga um imóvel a outra pessoa, o locatário. 
Locatário: Pessoa que aluga um imóvel e paga o aluguel e outras taxas. Também chamado de inquilino.
Matrícula do imóvel: Número de registro do imóvel no cartório do Registro Geral de Imóveis, o mesmo desde sua construção. Todo imóvel tem seu número especifico de matricula.
Ordem de despejo: Mandado da Justiça que obriga o inquilino a desocupar o imóvel em determinado prazo.
Permuta: Troca. Transferência
Proponente: Pessoa que apresenta na instituição financeira um pedido para obter financiamento.
Quitação: O ato de quitar, pagar integralmente, uma dívida. É também a declaração de que a dívida foi inteiramente paga (recibo de pagamento, termo de quitação).
Reajuste: Aplicação de juro e correção monetária ao saldo devedor e ao encargo mensal, de acordo com o índice estipulado em contrato.
Reserva de propriedade: Direito dado ao vendedor, em compromissos de compra e venda, de se manter proprietário do