A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Apanhadão

Pré-visualização | Página 1 de 4

Questionário – Comunicação & Expressão – Unip 
Pergunta 1 
 
A ilustração é do site “Tsunami: des images pour le Japon” em solidariedade aos japoneses. 
Explica-se que no centro do peito da personagem o círculo está na cor vermelha. 
 
inlineImageLabel CE_II-2012-5.JPG 
 
Resposta 
 
 
Resposta Selecionada: C. Por causa dos elementos formadores da imagem, o texto não 
exige um leitor com conhecimento sócio-histórico sobre tsunami para a construção de 
sentido do discurso. 
 
Pergunta 2 
 
A pressuposição faz parte dos fenômenos linguísticos a respeito da construção dos 
sentidos na linguagem. Marque a alternativa abaixo que traz um enunciado com 
pressuposição. 
 
Resposta 
 
Resposta Selecionada: B. “Pedro não parou de bater na mulher.” 
 
 
Pergunta 3 
 
Abaixo temos uma charge do famoso Angeli. Observe-a e indique a alternativa incorreta. 
 
 
inlineImageLabel CE_II-2012-1.JPG 
Resposta 
 
Resposta Selecionada: A. O leitor reconhece nessa charge o contexto imediato, pois é fácil 
recuperar a notícia à qual a charge se vincula. 
 
Pergunta 4 
 
Leia o texto abaixo: 
 
Aquecimento global pode acabar com o pão francês: Débora Spitzcovsky, 16 de maio de 2011 
 
Já pensou em ter que tirar, para sempre, da sua dieta o delicioso pão francês? Pois um estudo 
realizado pelos pesquisadores da Science concluiu que, por culpa do aquecimento global, 
estamos cada dia mais perto dessa realidade. 
A pesquisa analisou o impacto das mudanças climáticas nas quatro principais culturas 
consumidas pela população mundial – trigo, arroz, milho e soja – e concluiu que a produção do 
trigo é a mais afetada pelo aumento da temperatura: atualmente, ela está 5,5% menor do 
que se os termômetros não tivessem subido e a tendência é essa porcentagem aumentar junto 
com a temperatura global. 
Sendo assim, a produção de todos os alimentos à base de trigo – como pães, massas e bolachas 
– sofrerá redução, mas a maior ameaça é à fabricação do pão francês. Isso porque, de acordo 
com os pesquisadores, a iguaria – também conhecida como cacetinho, média e carioquinha, 
entre outros nomes, pelo Brasil afora – é uma das que possui maior teor de glúten: uma 
proteína encontrada na semente do trigo. 
Ainda segundo os cientistas, por enquanto os avanços nas tecnologias de produção estão 
dando conta de combater os efeitos da natureza e manter o ritmo de fabricação da iguaria, 
mas, quanto mais a temperatura subir, mais difícil será evitar o desaparecimento do pãozinho 
francês. Será que, com essa notícia, mais pessoas se animam a lutar contra o aquecimento 
global? 
Texto disponível em: http://super.abril.com.br/blogs/planeta/aquecimento-global-pode-
acabar-com-o-pao-frances/ 
 
O texto acima apresenta discurso de divulgação científica. Ele é constituído a partir de 
dois discursos, que são: 
 
Resposta 
 
Resposta Selecionada: E. O discurso da ciência e do jornalismo. 
 
 
Pergunta 5 
 
Leia o texto abaixo: 
 
Aquecimento global pode acabar com o pão francês: Débora Spitzcovsky, 16 de maio de 
2011 
 
Já pensou em ter que tirar, para sempre, da sua dieta o delicioso pão francês? Pois um 
estudo realizado pelos pesquisadores da Science concluiu que, por culpa do aquecimento 
global, estamos cada dia mais perto dessa realidade. 
A pesquisa analisou o impacto das mudanças climáticas nas quatro principais culturas 
consumidas pela população mundial – trigo, arroz, milho e soja – e concluiu que a produção 
do trigo é a mais afetada pelo aumento da temperatura: atualmente, ela está 5,5% menor 
do que se os termômetros não tivessem subido e a tendência é essa porcentagem aumentar 
junto com a temperatura global. 
Sendo assim, a produção de todos os alimentos à base de trigo – como pães, massas e 
bolachas – sofrerá redução, mas a maior ameaça é à fabricação do pão francês. Isso 
porque, de acordo com os pesquisadores, a iguaria – também conhecida como cacetinho, 
média e carioquinha, entre outros nomes, pelo Brasil afora – é uma das que possui maior 
teor de glúten: uma proteína encontrada na semente do trigo. 
Ainda segundo os cientistas, por enquanto os avanços nas tecnologias de produção estão 
dando conta de combater os efeitos da natureza e manter o ritmo de fabricação da iguaria, 
mas, quanto mais a temperatura subir, mais difícil será evitar o desaparecimento do 
pãozinho francês. Será que, com essa notícia, mais pessoas se animam a lutar contra o 
aquecimento global? 
Texto disponível em: http://super.abril.com.br/blogs/planeta/aquecimento-global-pode-
acabar-com-o-pao-frances/ 
 
 O gênero textual divulgação científica utiliza-se de elementos didáticos. No final do 
terceiro parágrafo do texto, percebemos um desses elementos (“é uma das que possui 
maior teor de glúten: uma proteína encontrada na semente do trigo.”). O elemento 
utilizado aqui seria a: 
 
Resposta 
 
Resposta Selecionada: A. Definição. 
 
 
Pergunta 6 
 
Na tirinha a seguir, a personagem faz referência a uma das mais conhecidas figuras de 
linguagem para: 
 
 
 
inlineImageLabel CE_II-2012-10.JPG 
Resposta 
 
Resposta Selecionada: E. criticar a falta de perspectiva do pai. 
 
 
Pergunta 7 
 
O gênero textual divulgação científica: 
 
Resposta 
 
Resposta Selecionada: B. Tem função essencialmente socioeducativa. 
 
Pergunta 8 
 
O que não podemos pressupor com a frase “Julinha foi minha primeira filha.” 
 
Resposta 
 
Resposta Selecionada: E. Eu tenho filhos. 
 
Pergunta 9 
 
Para entender a fala do pinheiro na tira abaixo, é preciso que o leitor deduza que: 
 
 
 
inlineImageLabel CE_II-2012-6.JPG 
Resposta 
 
Resposta Selecionada: C. Pelos cortes dos pinheiros, o pinheiro que fala está aliviado por 
não ter sido cortado para se tornar árvore de Natal. 
 
Pergunta 10 
 
Qual é a informação implícita – o subentendido – no cartum abaixo? 
 
 
 
inlineImageLabel CE_II-2012-3.JPG 
Resposta 
 
Resposta Selecionada: A. No mundo dos negócios, o predomínio é masculino. Nesse universo 
dá-se à mulher um papel inferior, o de buscar um “cafezinho”. 
 
 
Pergunta 11 
 
Leia os poemas abaixo para indicar a resposta correta. 
 
Quadrilha 
João amava Teresa que amava Raimundo 
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili 
que não amava ninguém. 
João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento, 
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia, 
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes 
que não tinha entrado na história. 
ANDRADE, Carlos Drummond de. Antologia poética. Rio de Janeiro: Record, 1980. 
Quadrilha da sujeira 
João joga um palitinho de sorvete na 
rua de Teresa que joga uma latinha de 
refrigerante na rua de Raimundo que 
joga um saquinho plástico na rua de 
Joaquim que joga uma garrafinha 
velha na rua de Lili. 
Lili joga um pedacinho de isopor na 
rua de João que joga uma embalagenzinha 
de não sei o que na rua de Teresa que 
joga um lencinho de papel na rua de 
Raimundo que joga uma tampinha de 
refrigerante na rua de Joaquim que joga 
 
um papelzinho de bala na rua de J. Pinto 
Fernandes que ainda nem tinha 
entrado na história. 
AZEVEDO, Ricardo. Você diz que sabe muito, borboleta sabe mais! São Paulo: Moderna, 
2007. 
I. Apesar do título e dos nomes semelhantes, não existe intertextualidade na relação 
entre os dois poemas, uma vez que o texto de Azevedo não recupera tematicamente o 
poema de Drummond. 
II. Azevedo trata de uma problemática da nossa sociedade: a falta de cuidado com o 
planeta ao criarmos muito lixo. 
III. Ambos os poemas têm a mesma estrutura na distribuição das frases.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.