atividade46929 (Salvo Automaticamente)
8 pág.

atividade46929 (Salvo Automaticamente)


DisciplinaPortfólio3.868 materiais26.115 seguidores
Pré-visualização2 páginas
CURSO:	PEDAGOGIA 
DISCIPLINA	: LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO I
PROFESSORA Ma.: NOHAD MOUHANNA FERNANDES
ACADÊMICO(a): ......................................................... RGM: .........................
POLO:	 .......................................................... 
DATA DE ENVIO NO PORTFÓLIO: / /			
		 
			ATIVIDADE 2 
 (Valor: 2,5 )
AULA 3 - MODALIDADES DE USO: LÍNGUA ORAL E LÍNGUA ESCRITA.
AULA 4- A IMPORTÂNCIA DA COERÊNCIA E DA COESÃO PARA A LEITURA E A PRODUÇÃO DE TEXTOS.
\u201cA palavra é uma arma que pode ser bem ou mal usada: a culpa do crime nunca é da faca.\u201d
( Eduardo Galeano)
Os exercícios a seguir são referentes às aulas 3 e 4. Você deverá enviar este arquivo com as atividades respondidas pelo Portfólio 2. 
Obs.: individual. 
LEMBRETE: leia as orientações sobre o Cronograma de Postagem de Atividades na ferramenta Agenda e também no Plano de ensino da disciplina e envie os arquivos de atividades nas datas previstas, preferencialmente no prazo normal. As atividades são avaliativas e há uma data de encerramento de postagem. 
Cronograma de postagem desta atividade
Fique atento(a)!
	Portfólio de atividades
	Prazo normal
	Prorrogação I
(redução de 0,3 na nota final do aluno)
	Prorrogação II
(redução de 0,5 na nota final do aluno)
	Portfólio 2
Atividades das aulas 3 e 4
	22/09 a 29/09
	30/09 a 02/10
	09/10 a 11/10
	Obs.: cada arquivo de atividades deve ser enviado no Portfólio informado, portanto, não envie em Portfólio divergente.
ATENÇÃO!
 É de extrema importância que você:
 - estude as aulas antes e durante a resolução dos exercícios;
- leia com bastante atenção os enunciados das questões para que responda de forma adequada ao solicitado;
- escreva de acordo com a norma culta da língua portuguesa;
- confira suas respostas antes de enviar o arquivo, pois não será possível refazer a atividade;
- observe o prazo estipulado para o envio, pois não serão aceitas atividades fora do prazo;
- não use meios fraudulentos para resolver as atividades individuais. Atividades com respostas iguais às do colega ou copiadas de qualquer fonte serão zeradas.
BOM TRABALHO!!!
1) Ao empregar os signos de nossa língua na produção de discursos, devemos obedecer a certas regras de organização sintática para que o sentido seja estabelecido. Em cada item a seguir, construa frases ordenando os vocábulos de forma a transformá-las em mensagens coesas e coerentes: (0,6)
a) empresas praticadas consumidor sobre associações pelas recebem de irregularidades frequentes do telefonia de defesa denúncias
b) a considera aumentar em desemprego associação a função lojistas de inadimplência do tende que 
c) público os maiores educação devem para poder a exigir do verbas cidadãos 
d) seca de transposição à efetividade há projeto muita combate sua sobre no Rio São Francisco o polêmica do e 
		 	 
2) Você já sabe que o sentido dos enunciados só pode ser integralmente interpretado ou captado se levarmos em consideração o contexto social, histórico e ideológico, pois a significação não se restringe apenas ao código linguístico. 
De acordo com o Dicionário da Língua Portuguesa de Evanildo Bechara (2011, p. 753), ironia é uma \u201cforma de expressão em que se comunica o oposto do que se quer dar a entender\u201d, ou seja, é a utilização de palavras que manifestam o sentido oposto do seu significado literal, que afirmam o contrário daquilo que se quer dizer ou do que se pensa.\u201d Com base nesse conhecimento, dê um exemplo de enunciado que explora a ironia e cujo sentido real é o inverso do que ele aparentemente diz. Explique-o, levando em conta a situação onde a fala foi produzida. Obs.: caso faça pesquisa, indique a fonte de consulta. (0,7)
Que pessoa educada! Entrou sem cumprimentar ninguém.
A ironia aqui é produzida pelo simples uso do termo oposto: no lugar de \u201cque pessoa educada!\u201d devemos entender \u201cque pessoa sem educação!\u201d. Se a pessoa \u201centrou sem cumprimentar ninguém\u201d, é claro que a afirmação de que ela é uma pessoa educada não pode ser verdade.
Estude o uso do pronome relativo onde para auxiliá-lo a responder à questão 3:
Quando pronome relativo, onde só pode ser usado na indicação de lugar, atuando sintaticamente como adjunto adverbial de lugar: 
Quero uma cidade tranquila, onde possa passar alguns dias em paz.
A cidade onde nasci fica no Vale do Paraíba.
Há uma forte tendência, na língua portuguesa atual, em usar onde como relativo universal, um verdadeiro cola-tudo. Esse uso curiosamente tende a ocorrer quando um falante de desempenho linguístico pouco eficiente procura "falar difícil". Surgem então frases como:
Vai ser um jogo muito difícil, muito disputado, onde nós vamos tentar conseguir mais um resultado positivo.
Vivemos uma época muito difícil, onde a violência gratuita é dominante.
Não me alimentei bem, dormi mal, onde hoje não consegui uma boa marca.
A economia está em franco processo de recessão, os salários estão congelados, onde a classe média não pode mais comprar como antes.
Na língua culta, escrita ou falada, onde deve ser limitado aos casos em que há indicação de lugar físico, espacial. Quando não houver essa indicação, deve-se preferir em que, no qual (e suas flexões na qual, nos quais, nas quais) e, nos casos da ideia de causa/efeito ou de conclusão, portanto:
Vivemos uma época muito difícil, em que (na qual) a violência gratuita impera.
A economia está em franco processo de recessão, os salários estão congelados, portanto (por isso) a classe média não pode mais comprar como antes.
(PASQUALE & INFANTE, 1999)
3) Em uma das opções abaixo a palavra onde foi usada corretamente. Assinale-a. (0,3) 
a) As notícias, onde eu discuto sua veracidade, foram veiculadas em todos os jornais. 
b) Um candidato prometeu triplicar o salário dos funcionários, onde seria muito difícil cumprir a promessa. 
c) A tese onde ela se baseou para dizer tudo isso está ultrapassada. 
d) Ele era ainda muito jovem quando o caso aconteceu, onde lhe dou razão para não ter querido testemunhar contra o suspeito. 
e) No Brasil, onde a política só favorece a elite, há uma grande exclusão social. 
4) (PortuguêsConcurso, 2009) Assinale a opção que NÃO representa uma continuação coesa e coerente para o trecho abaixo. (0,3)
É preciso garantir que as crianças não apenas fiquem na escola, mas aprendam, e o principal caminho para isso, além de investimentos em equipamentos, é o professor. É preciso fazer com que o professor seja um profissional bem remunerado, bem preparado e dedicado, ou seja, investir na cabeça, no coração e no bolso do professor.
a) Qualquer esforço dessa natureza já tem sido feito há muitos anos e comprovou que os resultados são irrelevantes, pois não há uma importação de tecnologia educacional.
b) Tal investimento não custaria mais, em 15 anos, do que o equivalente a duas Itaipus.
c) Esse esforço financeiro custaria muito menos do que o que será preciso gastar daqui a 20 ou 30 anos para corrigir os desastres decorrentes da falta de educação.
d) Isso custaria muitas vezes menos que o que foi gasto para criar a infraestrutura econômica.
e) Um empreendimento dessa natureza exige como uma condição preliminar: uma grande coalizão nacional, entre partidos, lideranças, Estados, Municípios e União, todos voltados para o objetivo de chegarmos a 2022, o segundo centenário da Independência, sem a vergonha do analfabetismo. 
(Adaptado de Cristovam Buarque, O Estado de S.Paulo, 09/7/2003)
Leia o texto a seguir e responda à questão:
"A cura, entendida como restabelecimento de um equilíbrio prévio, é uma definição médica, e isso não existe na psiquiatria. A pessoa pode ter uma experiência psicopatológica e sair dela desejando um equilíbrio diferente do que tinha antes. Normalmente, o que entendo por cura? É a abolição dos sintomas que vêm fazendo a pessoa sofrer e, em seguida, a identificação com os próprios ideais,