resumo_1049580-renato-lacerda_57772035-administracao-publica-2018-aula-03-evolucao-da-administracao-publica-enfraquecimento-da-burocrac
3 pág.

resumo_1049580-renato-lacerda_57772035-administracao-publica-2018-aula-03-evolucao-da-administracao-publica-enfraquecimento-da-burocrac


DisciplinaAdministração Pública Descritiv33 materiais28 seguidores
Pré-visualização1 página
1
Evolução da Administração Pública \u2013 Enfraquecimento da Burocracia e DL n. 200/1967
ADMINISTRAÇÃO GERAL
www.grancursosonline.com.br
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online
EVOLUÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA \u2013 ENFRAQUECIMENTO DA 
BUROCRACIA E DL N. 200/1967
COLAPSO BUROCRÁTICO E A CRISE DO DASP
Características da burocracia Disfunções (Ineficiências)
Combate à corrupção e o nepotismo, típicos do 
patrimonialismo (combate com concurso público).
Perda da noção básica: servir a sociedade 
(devido a ênfase sobre os meios).
Acesso ao Serviço Público por mérito. A garantia do poder do Estado transforma-se na própria razão de ser do funcionário.
Profissionalização, carreira, hierarquia funcional. Ineficiência e autorreferência.
Função orçamentária e regime jurídico único dos 
servidores.
Incapacidade de voltar-se para o serviço ao 
cidadão.
Normas e procedimentos universais para manter a 
ordem do sistema burocrático. Corporativismo \u201cneopatrimonialismo\u201d.
O protodesenvolvimentismo
\u2022 Investimentos públicos diretos em empreendimentos econômicos e sociais 
e a formulação de uma política industrial de integração dos setores indus-
triais (insumos básicos e indústrias de bens de capitais);
\u2022 A política industrial teria aspectos protecionistas, sistema de incentivos e 
intermediação financeira. O monetarismo é um pensamento derivado da 
teoria neoclássica e acredita no equilíbrio espontâneo do mercado. O papel 
do Estado se restringe ao controle da inflação e à defesa de uma ordem 
monetária estável, ou seja, um equilíbrio orçamentário;
\u2022 Recomendou a criação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econô-
mico (BNDE), em 20 de junho de 1952, um banco de desenvolvimento para 
coordenar os investimentos infraestruturais previstos, com os recursos do 
Export-Import Bank e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (pri-
meiros traços desenvolvimentistas do Estado);
\u2022 A tendência desenvolvimentista foi reforçada, em 1953, com a conclusão 
do relatório do Grupo Misto CEPAL-BNDES, sob a presidência do econo-
mista Celso Furtado, então funcionário da CEPAL (Comissão Econômica 
e de Planejamento da América Latina). Os dois estudos serviram de base 
para o Plano de Metas do governo Juscelino Kubitschek, iniciado em 1956;
\u2022 Dessa forma, Vargas, apesar de sua forma de atuação segregando o 
Estado em Econômico e Social, acaba por criar base para o surgimento do 
desenvolvimentismo, bastante atrelado a face econômica do Estado.
2
Evolução da Administração Pública \u2013 Enfraquecimento da Burocracia e DL n. 200/1967
ADMINISTRAÇÃO GERAL
www.grancursosonline.com.br
AN
O
TA
Ç
Õ
ES
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online
JK \u2013 1956
Desenvolvimentismo, planos de metas \u201c50 anos em 5\u201d, administração para-
lela, grupos executivos, comissões.
JK possui grande relevância para a modernização da administração pública, 
eleito sem muito respaldo político e diante da ausência de um ímpeto reformista, 
cria a administração paralela por meio da junção de grupos executivos (indústria 
automobilística, naval e têxtil, para criar soluções de desenvolvimento econô-
mico social) e de comissões como a CEPA (implantadas no congresso nacional 
com o objetivo de promover a reforma do Estado).
\u2022 Forte clientelismo e corporativismo;
\u2022 Ausência de apoio político e sustentação partidária no Congresso;
\u2022 Criação da Comissão de Estudos e Planejamento Administrativo (CEPA) 
como tentativa de reforma do Estado;
\u2022 Administração Paralela (bolsões de excelência), Grupos Executivos e 
Comissões;
\u2022 Entre eles: GEIA (Grupo Executivo da Indústria Automobilística), GEICON 
(Grupo Executivo da Indústria de Construção Naval), GEIMAPE (Grupo 
Executivo da Indústria Mecânica Pesada) e GEIMAQ (Grupo Executivo da 
Indústria de Bens de Capitais); forte industrialização, característica bas-
tante desenvolvimentista;
\u2022 Segregação entre os campos econômico e social;
\u2022 Comissão de Simplificação Burocrática (COSB);
\u2022 Desenvolvimento industrial (Sudeste em detrimento de outras regiões), 
estancamento do mercado interno (ausência de consumidores em algumas 
regiões), dependência externa, inflação, problemas sociais;
\u2022 Criação de alta dívida externa devido a utilização de capital externo.
Jânio Quadros
Contradições políticas, excentricidades, cede ao FMI, relações diplomáticas 
socialistas, parlamentarismo, tentativas de golpes. Devido a seu governo contra-
ditório e polêmico, Jânio renuncia ao poder.
3
Evolução da Administração Pública \u2013 Enfraquecimento da Burocracia e DL n. 200/1967
ADMINISTRAÇÃO GERAL
www.grancursosonline.com.br
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online
Jango
Anteprojeto de reforma 1962, comissão Amaral Peixoto, reforma do serviço 
público, reformas de base, redução de desigualdades sociais. Sua identificação 
com os ideais de esquerda e ideias como a reforma agrária descontentam os 
grandes grupos econômicos.
Castelo Branco
Golpe militar de 1964, reforma do MF, Lei de Contabilidade Pública n. 
4.320/1964 (orçamento público), desenvolvimentismo, reformas administrativa, 
Decreto-Lei n. 200/1967.
30 anos após a burocracia, consegue-se realizar a reforma administrativa por 
meio de um golpe militar, aplicando a descentralização nesse período.
DL n. 200/1967: embrião do gerencialismo
\u2022 Marco inicial da Administração Gerencial no Brasil (Bresser Pereira);
\u2022 Orientado à Administração Federal, definiu com clareza e distinguiu Admi-
nistração Direta e Indireta. Traz conceitos básicos como a definição de 
órgão público, entidade, personalidade jurídica dentre outros;
\u2022 Marco do \u201cEstado Empresarial\u201d desenvolvimentista;
\u2022 Atuação flexível e descentralizada por meio das entidades (as entidades 
ganham importância para o funcionamento do Estado);
\u2022 \u201cInsulamento burocrático\u201d: isolamento da burocracia no núcleo central do 
Estado, gerando o sucateamento do núcleo estratégico e a proliferação 
das entidades;
\u2022 Tentou reunir competência e informação no processo decisório, a sistema-
tização, a coordenação e o controle, o orçamento-programa;
\u2022 Instituiu princípios de racionalidade administrativa extremamente impor-
tantes para a gestão pública contemporânea: planejamento, delegação de 
competência, descentralização administrativa, coordenação e controle.
\ufffd\ufffd\ufffd\ufffd\ufffd\ufffd\ufffd\ufffd\ufffd\ufffd\ufffdEste material foi elaborado pela equipe pedagógica do Gran Cursos Online, de acordo com a 
aula preparada e ministrada pelo professor Renato Lacerda.