aulas_polimeros_biodegradaveis

aulas_polimeros_biodegradaveis


DisciplinaEngenharia Civil7.112 materiais22.879 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Clique para editar o estilo do título mestre
Clique para editar o estilo do subtítulo mestre
*
*
*
Polímeros
Química Geral
Prof. Sérgio Henrique Pezzin
 
UDESC - Joinville
*
*
*
O que são Polímeros?
Polímeros são macromoléculas compostas pela repetição de uma unidade básica, chamada mero.
*
*
*
O que são Polímeros?
Por exemplo, o Polietileno (PE), produzido a partir do monômero etileno (ou eteno), é composto pela repetição de milhares de unidades (meros) -(CH2-CH2)- :
Onde n (Grau de Polimerização) normalmente é superior a 10.000. Ou seja, uma molécula de polietileno é constituída da repetição de 10.000 ou mais unidades -(CH2-CH2)-. 
*
*
*
Porque os polímeros são tão interessantes?
Leveza
Flexibilidade
Baixas Temperaturas de Processamento.
Ajuste Fino de Propriedades através de Aditivação 
Baixas Condutividades Elétrica e Térmica 
Maior Resistência a Corrosão 
Porosidade 
Reciclabilidade 
Alta resistência ao impacto
*
*
*
Cronologia da Tecnologia dos Polímeros
 1ª Fase - Polímeros, Materiais Naturais 
Por que os polímeros demoraram tanto a surgir, viabilizando-se 
comercialmente apenas nos últimos 50 anos? 
Polímeros são compostos orgânicos, ou seja, baseados em átomos de carbono, produzidos por reações químicas de grau relativamente alto de sofisticação. 
*
*
*
Cronologia da Tecnologia dos Polímeros
 1ª Fase - Polímeros, Materiais Naturais 
Por isso, até o século passado, os principais materiais estudados eram: 
a borracha, a goma-laca e a gutta-percha, extraídos de vegetais. 
Por volta de 1860, já havia a moldagem industrial de plásticos naturais reforçados com fibras, como a goma-laca e a gutta-percha. 
*
*
*
Cronologia da Tecnologia dos Polímeros
2ª Fase - Polímeros Naturais Modificados 
1828: WOHLER (Alemanha) sintetiza uréia em laboratório, derrubando a teoria da Força Vital. Com isto, as pesquisas sobre química orgânica se multiplicam, criando a base para o desenvolvimento dos materiais poliméricos, através da alteração de polímeros naturais de modo a torná-los mais adequados a certas aplicações.
1839: GOODYEAR (E.U.A.) descobre a vulcanização da borracha natural.
*
*
*
Cronologia da Tecnologia dos Polímeros
2ª Fase - Polímeros Naturais e Modificados 
1835-1900: Grande progresso no desenvolvimento de derivados de celulose, tais como o nitrato de celulose (nitrocelulose), celulóide (nitrocelulose plastificada com cânfora) e fibras de viscose. 
1910: Começa a funcionar a primeira fábrica de rayon nos E.U.A. 
1924: Surgem as fibras de acetato de celulose. 
*
*
*
Cronologia da Tecnologia dos Polímeros
3ª Fase - Polímeros Sintéticos
1838: REGNAULT (França) polimeriza o cloreto de vinila (PVC) com auxílio da luz do sol. O PVC se tornaria comercial apenas em 1927.
1898: EINHORN & BISCHOFF descobrem, sem querer, o policarbonato. Esse material só voltou a ser desenvolvido em 1950.
 
1907: BAEKELAND (E.U.A.) sintetiza resinas de fenol-formaldeído (baquelite). É o primeiro plástico totalmente sintético que surge em escala comercial 
*
*
*
Cronologia da Tecnologia dos Polímeros
3ª Fase - Polímeros Sintéticos
1924: STAUDINGER desvenda as estruturas do polietileno e da borracha natural.
1928: CAROTHERS (Du Pont) & FLORY sintetizam o neoprene, os poliésteres e as poliamidas.
 
Anos 50: ZIEGLER & NATTA desenvolvem catalisadores eficientes para polimerização por adição, permitindo um grande incremento da produção de PE, PP, POM, PET, PC e copolímeros. 
*
*
*
Classificação dos Polímeros
Classificação Quanto ao Tipo de Estrutura Química
Classificação Quanto às Características de Fusibilidade
Classificação Quanto ao Comportamento Mecânico
Classificação Quanto à Escala de Fabricação
Classificação Quanto ao Tipo de Aplicação
*
*
*
Classificação Quanto ao Tipo de Estrutura Química
A composição de um polímero pode apresentar apenas um único tipo de mero (cadeia homogênea) ou dois ou mais meros (cadeia heterogênea)
Quando a cadeia é homogênea, diz-se que o polímero é um homopolímero, caso a cadeia seja heterogênea, o polímero é designado copolímero.
*
*
*
Homopolímero
Se considerarmos A como o 
mero presente em um 
homopolímero, sua estrutura 
será:
~ A - A - A - A - A - A ~
 	É o polímero constituído por apenas um tipo de unidade estrutural repetida. Ex.: Polietileno, poliestireno, poliacrilonitrila, 
poli(acetato de vinila)
*
*
*
Copolímero
É o polímero formado por dois ou mais tipos de meros. Ex.: SAN, NBR, SBR
Os copolímeros podem ser divididos em:
Copolímeros estatísticos (ou randômicos)
Copolímeros alternados
Copolímeros em bloco
Copolímeros grafitizados (ou enxertados)
*
*
*
Copolímeros Estatísticos ou Randômicos
Nestes copolímeros
os meros estão 
dispostos de forma 
desordenada na 
cadeia do polímero
~ A - A - B - A - B - B ~
*
*
*
Copolímeros Alternados
Nestes copolímeros 
os meros estão 
ordenados de forma 
alternada na cadeia 
do polímero
~ A - B - A - B - A - B ~ 
*
*
*
Copolímeros em Bloco
O copolímero é 
formado por 
sequências de 
meros iguais de 
comprimentos variáveis
~ A - A - B - B - B - A - A ~
*
*
*
Copolímeros Graftizados ou Enxertados
A cadeia principal do copolímero é formada por um tipo de unidade repetida, enquanto o outro mero forma a cadeia lateral (enxertada)
~ A \u2013 A \u2013 A \u2013 A \u2013 A \u2013 A ~
 \uf078 \uf078
 B B
 \uf078 \uf078
 B B 
 \uf078 \uf078
 B B
Clique para editar o estilo do título mestre
Clique para editar o estilo do subtítulo mestre
*
*
*
Propriedades e Aplicações dos Termoplásticos e Termorrígidos
*
*
*
Polipropileno - PP
Monômero : H2C=CHCH3 Propileno (gás)
Polímero: -(H2C-CHCH3)n- Polipropileno
Densidade: 0,90 a 0,92 g/cm3
Espessura: 0,3mm a 20mm
*
*
*
Polipropileno - PP
Características: 
Resistência química a ácidos,álcalis,graxas,óleos;
Alta resistência a abrasão;
Peso específico baixo;
Atóxico;
Absorve pouco a umidade;
Baixo custo;
Fácil moldagem e coloração;
Alta resistência a fratura por flexão ou fadiga;
Boa resistência ao impacto acima de 150oC;
Boa estabilidade térmica;
Sensibilidade a agentes de oxidação e a luz UV
*
*
*
Polipropileno - PP
Aplicações:
Pára-choques de automóveis
Brinquedos
Recipientes para alimentos
Tubos para cargas de caneta
Peças de interior de automóveis
Clique para editar o estilo do título mestre
Clique para editar o estilo do subtítulo mestre
*
*
*
Polipropileno - PP
*
*
*
Poliestireno - PS
Monômero : H2C=CHC6H5 Estireno (líquido)
Polímero : -(H2C=CHC6H5)n Poliestireno
Densidade : 1,04 a 1,07 g/cm3
Espessura : 0,14mm a 10mm
*
*
*
Poliestireno - PS
Aplicações:
PS cristal: amorfo, duro, com brilho e elevado índice de refração. Usado em artigos de baixo custo.
PS resistente ao calor: difícil processamento. Usado em gabinetes de rádio e TV, grades de ar condicionado, ventiladores e exaustores, eletrodomésticos.
PS de alto impacto: contém borracha. Usado para gavetas de geladeira e brinquedos.
PS expandido: é conhecido como isopor. Usado como protetor de equipamentos, isolante térmico, pranchas de flutuação, geladeiras isotérmicas.
Clique para editar o estilo do título mestre
Clique para editar o estilo do subtítulo mestre
*
*
*
Poliestireno - PS
*
*
*
Polietileno - PE
Monômero : H2C-CH2 Etileno (gás)
Polímero: -(CH2-CH2)n Polietileno
Densidade : 0,94 a 0,98 g/cm3
Espessura: 0,3mm a 20mm
*
*
*
Polietileno - PE
Aplicações:
Objetos de uso doméstico;
Embalagens;
Revestimento de frigorífico;
Material hospitalar;
Brinquedos;
Peças automobilísticas;
Garrafas flexíveis
*
*
*
Polietileno - PE
*
*
*
Poli (cloreto de vinila) - PVC
Monômero : H2C=CHCl