Sociedade e Meio Ambiente
12 pág.

Sociedade e Meio Ambiente


DisciplinaGeografia22.035 materiais937.595 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Geografia-Sistemas 
 
 
 
 
 
SOCIEDADE E MEIO AMBIENTE 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
1 
 
Sumário 
 
Introdução .................................................................................................................................... 2 
 
Objetivos ....................................................................................................................................... 2 
 
1. Sociedade e Natureza ............................................................................................................... 2 
1.1. Consciência Ambiental ....................................................................................................... 2 
1.1.1. Tratados e conferências internacionais ......................................................................... 3 
1.2. Impactos ambientais e o desenvolvimento ...................................................................... 5 
1.2.1. Impactos ambientais ....................................................................................................... 6 
 
Exercícios ...................................................................................................................................... 8 
 
Gabarito ........................................................................................................................................ 8 
 
Resumo ......................................................................................................................................... 9 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
2 
 
Introdução 
No decorrer da história da humanidade, o desenvolvimento da sociedade 
está intimamente relacionado com o uso dos recursos naturais. Desta forma, 
podemos dizer que os recursos naturais são o elo entre a sociedade e o meio 
ambiente, regendo a relação entre eles através do desenvolvimento 
socioeconômico. 
Entretanto, a exploração dos recursos naturais renováveis e não renováveis 
tem causado diversos impactos ambientais, com consequências para o meio 
ambiente e para o próprio homem. Por isso, a relação sociedade e a natureza deve 
ser avaliada, para garantir o desenvolvimento sustentável da sociedade, atrelado ao 
melhor uso dos recursos naturais. 
Nesta apostila, aprenderemos sobre a relação entre a sociedade e o meio 
ambiente e as consequências da ação humana sobre a natureza. 
Objetivos 
\u2022 Entender a relação entre a sociedade e a natureza; 
\u2022 Relacionar os principais impactos da relação entre a sociedade e o meio 
ambiente. 
 
1. Sociedade e Natureza 
1.1. Consciência Ambiental 
O crescimento e o desenvolvimento socioeconômico são um grande desafio 
nesta atualidade. Quanto mais a sociedade se desenvolve, mais complexas se 
tornam as demandas e as exigências para o seu funcionamento. 
Devido a essas exigências, aumenta-se cada vez mais a exploração dos 
recursos naturais. Sabemos que os recursos naturais podem ser renováveis ou não-
renováveis, e que eles apresentam um limite de exploração, mesmo sendo 
renováveis na escala de tempo humana. 
O crescimento acelerado, sem planejamento e sem muita preocupação com 
os recursos naturais, ocasiona, além da escassez ou o fim de um recurso natural, 
promove também diversos problemas ambientais. 
Mas você sabia que essa situação já foi pior? 
Sim! Os relatos da capacidade destrutiva do homem em relação à natureza 
são desde os primórdios da civilização, e vem aumentando continuamente. 
 
3 
 
Entretanto, com o surgimento da consciência ambiental, a sociedade busca um 
modelo em que o seu desenvolvimento se mantenha acelerado, mas em equilíbrio 
com a natureza, através da conscientização ambiental. 
O que seria então a consciência ambiental? A consciência ambiental é a 
habilidade de entender o meio ambiente em que se vive, as formas de uso e os 
impactos causados pelo seu aproveitamento a curto, médio e longo prazos. 
A consciência ambiental surgiu com mais força após a Segunda Guerra 
Mundial. O lançamento de bombas nucleares, que causaram muita destruição 
humana e ambiental, a falência industrial dos blocos socialistas, entre outros 
eventos também causaram muitos impactos ao meio ambiente, chamando a 
atenção da população mundial. 
A sociedade percebeu que os recursos naturais são limitados, e que o seu uso 
de forma inadequada pode representar o fim das próximas gerações. Essa percepção 
levantou a discussão sobre o uso da natureza e dos recursos que ela fornece, em 
diversos meios sociais, científicos e econômicos. A partir da segunda metade do 
século XX, diversas reuniões tiveram por objetivo fomentar as discussões sobre o 
meio ambiente e sua preservação. 
 
1.1.1. Tratados e conferências internacionais 
No final da década de 1960, um grupo de cientistas, empresários e outras 
pessoas da sociedade civil formaram um grupo de discussão, com o objetivo de 
analisar o crescimento socioeconômico e seus impactos no meio ambiente. Assim, 
nasceu o Clube de Roma, em 1968. 
Essas discussões geraram um documento, que foi publicado três anos depois, 
intitulado Limites do Crescimento, que apresentou um resumo do ritmo de 
degradação do meio ambiente devido ao rápido desenvolvimento das nações no 
pós-guerra. 
O documento elaborado pelo Clube de Roma levou a organização da primeira 
conferência sobre o meio ambiente, chamada de Conferência das Nações Unidas 
para o Meio Ambiente Humano, realizada em 1972, na cidade de Estocolmo. Por esse 
motivo, essa conferência é conhecida como Estocolmo \u2013 72. 
Graças à Conferência de Estocolmo, as Nações Unidas lançaram o Programa 
das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), visando à criação de metas e de 
uma agenda de discussões sobre as questões ambientais e sociais e o meio 
ambiente. 
 
4 
 
No final da década de 1980, a Comissão Mundial para o Meio Ambiente e 
Desenvolvimento lançou um relatório chamado Nosso Futuro Comum, retomando a 
ideia de crescimento econômico atrelado à conservação ambiental, surgindo assim 
o conceito de desenvolvimento sustentável. 
 
CAI NA PROVA! 
 
 
 
No ano de 1992, a Organização das Nações Unidas (ONU) resolveu promover a 
segunda Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento, 
que foi realizada na cidade do Rio de Janeiro. 
Os principais documentos elaborados nesta conferência foram as 
Convenções sobre as Mudanças Climáticas, a Diversidade Biológica e a Agenda 21 
(Albuquerque et al. 2015). 
A Convenção das Mudanças Climáticas tinha dois propósitos principais: 
\u2022 Proibir o uso de CFCs (clorofluorcarbono) para evitar o aumento da 
destruição da camada de ozônio, e; 
\u2022 Reduzir o uso de combustíveis fósseis, para diminuir a intensidade do 
aquecimento global. 
Em decorrência dessas propostas, foi celebrado nesta conferência o 
Protocolo de Kyoto. 
 
IMPORTANTE! 
 
 
 
 
Desenvolvimento sustentável pode ser definido como a 
utilização dos recursos naturais para o 
desenvolvimento econômico e social das nações, de 
uma forma que sejam preservados o direito de 
usufruírem, dos mesmos recursos, às gerações futuras. 
O Protocolo de Kyoto é um acordo internacional, que 
foi celebrado na Convenção de Estocolmo, em 1972, 
com o objetivo de propor a redução das atividades que 
emitem os gases que aumentam o efeito estufa e, por 
consequência, o aquecimento global. 
 
 
5 
 
A Convenção da Diversidade Biológica tinha o objetivo de propor que todo o 
patrimônio biológico do mundo deveria se constituir em propriedade universal, ou 
seja, pertencer