A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Controladoria - 01

Pré-visualização | Página 1 de 5

Mauridete de Oliveira Dias
Controladoria
03
Sumário
CAPÍTULO 1 – Sistemas de Informações Contábeis ............................................................05
Introdução ....................................................................................................................05
1.1 Contabilidade gerencial como sistema de informação contábil ......................................05
1.1.1 Controladoria e contabilidade gerencial: definições ............................................06
1.1.2 O contador na controladoria ............................................................................08
1.1.3 Conceitos de estratégia e as implicações para a controladoria .............................10
1.2 Planejamento, controle e avaliação de desempenho das organizações ...........................11
1.2.1 Planejamento estratégico e os sistemas de informações .......................................13
Síntese ..........................................................................................................................17
Referências Bibliográficas ................................................................................................18
Capítulo 1 
05
Introdução
A contabilidade ganha cada vez mais espaço como área estratégica nas organizações, de forma 
que, ao longo do tempo, ela vem deixando de ser apenas um setor de registro, contabilizações e 
produtor de números e dados poucos considerados pelos administradores para integrar o sistema 
de informação contábil, que tem por abreviação o termo SIC. Esse sistema é parte central de um 
complexo de informações e seus subsistemas e também tem, atualmente, o papel de fornecedor 
de informações para a tomada de decisões. 
Diante dessas transformações, um novo cenário de oportunidades e desafios se apresenta para 
os gestores e profissionais envolvidos no setor contábil, de modo que estar inteirado dos pro-
dutos e conhecer a importância da utilização do sistema de informações contábeis é hoje um 
grande diferencial profissional. E você, como se vê diante dessas transformações? Sabe se uti-
lizar do sistema contábil em favor da sua organização? Ao estudar os conteúdos apresentados 
neste capítulo, você poderá conhecer o sistema de informações contábeis e suas ferramentas, 
reconhecendo-os na tomada de decisão.
1.1 Contabilidade gerencial como sistema de 
informação contábil
Segundo Padoveze (2010, p. 4), “Sistema de Informação Contábil (SIC) é gerencial quando 
possui características de operacionalidade de tal forma que preencha todas as necessidades dos 
administradores para o gerenciamento de uma entidade, no tocante ao seu controle operacional, 
patrimonial, econômico e financeiro”. 
Essa explanação feita pelo autor leva a refletir que o sistema de informação contábil sem as de-
vidas características anteriormente citadas não é em si um sistema gerencial; logo, seria apenas 
um sistema contábil comum, sem fins gerenciais no que diz respeito ao suprimento de necessida-
de de gerenciamento de uma organização.
Assim, é importante ressaltar que o termo sistema aqui utilizado compreende uma junção de re-
cursos humanos, materiais, tecnológicos e financeiros que, de forma sincronizada, produzem in-
formações que podem contribuir de alguma forma para o alcance dos objetivos da organização.
Sobretudo, uma contribuição fundamental da contabilidade gerencial é o uso da informação 
contábil como ferramenta para a administração. Nesse contexto, observa-se que a contabilidade 
atual passou a ser também uma fornecedora de informações estratégicas, integrando o chamado 
sistema de informações gerenciais (SIG), cuja finalidade é dar suporte às operações e funções de 
administração, à tomada de decisão e ao controle. 
Sistemas de 
Informações Contábeis
06 Laureate- International Universities
A partir do SIC, o administrador pode se abastecer de informações para traçar ou rever suas es-
tratégias. Para melhor entendimento sobre o posicionamento do sistema de informação contábil 
em relação à contabilidade gerencial, apresentamos a Figura 1:
Contabilidade gerencial
Sistema de informação
contábil (SIC)
Figura 1 – Posicionamento do sistema de informação contábil em relação à contabilidade gerencial.
Fonte: Elaborada pela autora, 2015.
1.1.1 Controladoria e contabilidade gerencial: definições
Kanitz (1976), citado por Ferrari et al. (2013), diz que a Controladoria constitui-se em uma área 
das Ciências Contábeis composta por um conjunto de conhecimentos interdisciplinares oriundos 
da Administração de Empresas, Economia, Informática, Estatística e, principalmente, da própria 
Contabilidade, de modo que, nos tempos atuais, mediante a realização de diversas ações in-
ternas, representa um relevante instrumento no processo de gestão para alcançar a eficácia 
organizacional.
Ainda nesse sentido, de acordo com Gonçalves e Riccio (2009), a controladoria pode ser defi-
nida como a área responsável pela coordenação da gestão econômica. Nela, está embutido o 
estabelecimento de políticas, princípios e conceitos de gestão econômica, além da integração 
entre os objetivos das áreas e a otimização do resultado econômico global.
Assim, considerada um segmento da contabilidade, nas organizações, a controladoria representa 
o setor responsável por munir o gestor de informações relevantes e confiáveis para o processo
decisório. Para tanto, ela se utiliza de ferramentas como:
• balanced scorecard: abordagem que sugere que a organização seja vista por quatro
perspectivas e, a partir dessa percepção, sejam desenvolvidas métricas, coletados dados
e feitas análises relativas a cada uma dessas perspectivas;
• gestão	estratégica: possibilita ver a empresa como um todo, sempre buscando a melhor
estratégia para satisfazer as necessidades da organização;
• gestão	estratégica	de	custos: utiliza-se de informações precisas e fundamentais sobre a
apuração de custos, de modo a propiciar à empresa vantagem competitiva;
07
•	 gestão	 financeira	 e	 orçamentária: por meio dela, o gestor pode administrar 
estrategicamente os recursos financeiros da empresa, estabelecendo metas e comparativos 
entre previsão e realização; 
•	 sistema	 de	 informações: grande facilitador na obtenção das informações para fins 
gerenciais, podendo gerar relatórios sobre diversos setores da empresa.
Enfim, por trás de todas essas ferramentas, existe o profissional responsável pela área de contro-
ladoria, que é chamado de controller ou controlador e está alocado na área cujo organograma 
se encontra fora da pirâmide hierárquica da organização, sendo considerado um órgão de staff, 
de assessoria e consultoria.
Expostos os aspectos e conceitos que permeiam a controladoria, trataremos agora sobre a con-
tabilidade gerencial – que, segundo a Associação Nacional dos Contadores dos Estados Unidos, 
por meio de seu relatório número 1A, citado por Padoveze, define o seguinte:
Contabilidade Gerencial é o processo de identificação, acumulação, análise, preparação, 
interpretação e comunicação de informações financeiras utilizadas pela administração para o 
planejamento, avaliação e controle dentro de uma organização e para assegurar e contabilizar 
o uso apropriado de seus recursos. (PAVODEZE, 2010, p. 27).
Garrison, Noreen e Brewer (2013, p. 2) sintetizam a definição de contabilidade gerencial como 
“a fase da contabilidade que envolve fornecer informações aos gerentes para uso na própria 
organização”.
Contabilidade gerencial é aquela que atende às necessidades dos gestores e usuários de dentro 
da organização. Ela enfatiza as decisões que afetam o futuro, a relevância, o fazer as coisas em 
tempo hábil e o desempenho no nível do segmento.
As definições dadas pelos autores citados destacam a contabilidade gerencial como uma impor-
tante fonte de informações para fins gerenciais; assim, entre os dados