atividade46011
2 pág.

atividade46011


DisciplinaAdministração de Recursos Humanos II1.195 materiais9.387 seguidores
Pré-visualização1 página
Com base nos conhecimentos adquiridos nessa aula, vamos responder as questões abaixo, de acordo com o enunciado. 
1. Nestor é despedido por justa causa porque foi surpreendido por seu empregador, Paulo, jogando truco e tomando caipirinha com Lucas durante o horário de expediente. Paulo concede aviso prévio a Nestor e exige que o ele permaneça em serviço durante esse prazo, o que é feito. Nestor, após afastar-se do emprego, ingressa com reclamação trabalhista na Justiça do Trabalho alegando que a dispensa deve ser caracterizada como sem justa causa. Como você, na qualidade de administrador da empresa, julgaria o pedido de Nestor à luz da legislação vigente? Fundamente sua resposta.
Nesta situação especifica o empregador Paulo não poderia ter despedido o colaborador Nestor por justa Causa. Na CTL art. 482 diz:
Quando a embriagues ocorre no local e horário de trabalho, podendo, dependendo da atividade exercida, o colaborador embriagado causar riscos a sua própria saúde e integridade física, dos demais colegas de trabalho e até da coletividade exemplo ( um motorista de ônibus conduzir um veículo em estado de
embriaguez). Para a caracterização da embriaguez habitual há necessidade de sua repetição; porém, a embriaguez em serviço pode ser caracterizada apenas por uma falta e não justa causa fato que aconteceu nesta situação com o Nestor.
A respeito do Nestor estar jogando truco com seu amigo Lucas durante o horário de trabalho a justa causa seria caracterizada nessa hipótese pela prática, habitual, contínua e permanente, de jogos se por ventura importar em perturbação ao ambiente de trabalho, como o caso de empregados que durante a jornada laboral, insistir em jogar cartas apostando dinheiro. O simples jogo , mesmo que realizado com habitualidade, ou seja fora do local e horário de trabalho, não trazendo qualquer consequência ou prejuízo para a relação contratual ou no ambiente laboral não configura motivo para demissão por justa causa.
2. José, empregado da empresa JKR Ltda, foi agredido fisicamente por seu empregador Marcelo, em razão de chegar atrasado constantemente no trabalho. Inconformado, José revidou a agressão e atingiu Marcelo com seu capacete, ferindo-o. Como não resolveram a questão amigavelmente, foi proposta Reclamação Trabalhista na Justiça do Trabalho. O Tribunal Regional do Trabalho da respectiva região, confirmando o entendimento do juiz do trabalho, concluiu que ficou demonstrada a reciprocidade no tratamento desrespeitoso e agressivo de ambas as partes, que contribuíram para a impossibilidade da continuidade do pacto laboral. O juiz foi enfático ao afirmar que a tese de legítima defesa não se aplicaria ao caso, já que houve revide imediato por parte do reclamante, que bastaria se valer da via judicial para solucionar a questão. Pelo exposto, como deverão ser pagos eventuais direitos trabalhistas de José? Fundamente sua resposta.
Para este caso onde o empregador Marcelo e o preposto colaborador Jose agrediram ambos fisicamente no ambiente de trabalho. O artigo 484 da CLT prevê a chamada culpa recipocra ( ocorre quando tanto o empregado quanto o empregador cometem falta grave, tipificadas, respectivamente, nos artigos 482 e 483 consolidados justificando a resolução contratual ) nos seguintes termos:
Art.484 Havendo culpa recípocra no ato que determinou a rescisão do contrato de trabalho, o tribunal de trabalho reduzirá a indenização à que seria devida em caso de culpa exclusiva do empregador, por metade. Reconhecida a culpa recíproca num contrato por prazo indeterminado, o empregado fará jus, a título de indenização compensatória, a metade dos 40% do montante dos depósitos atinentes ao FGTS devidos em função da dispensa imotivada, ou seja, terá direito a 20% (Lei nº 8.036/1990, artigo 18, § 2°). Logo, reconhecida a culpa recíproca, o entendimento do
TST é no sentido de serem devidos 50% do valor do aviso prévio, do 13° salário e das férias proporcionais.
\ufffd
ATIVIDADES
\ufffd
Preciso mandar minha atividade!
ATENÇÃO:
As respostas deverão ser enviadas por intermédio do Portfólio da plataforma UNIGRAN NET dentro do prazo assinalado, sob pena de não serem consideradas.
Em caso de dúvidas, entre em contato pelo e-mail: jkrewer@unigran.br;