A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
41 pág.
morfologia dos dentes permanentes

Pré-visualização | Página 1 de 2

15/08/2019
1
PROF MARILIA SOARES
Morfologia geral dos 
dentes permanentes
o Dentes são enquadrados em uma figura
geométrica PARALELEPÍPEDO;
o Podem ser descritos como sendo
formados pela união das bases de dois
cones, um correspondendo à coroa, e o
outro, à raiz.
(TEIXEIRA, 2012)
1
2
15/08/2019
2
3
2 formas geometricas:
o Pentaédrica (5 faces)
incisivos e caninos
o Cubo (6 faces) pré-molares e 
molares
(TEIXEIRA, 2012)
o São assimétricas;
o Uma coroa dental tem faces, bordas e ângulos.
(TEIXEIRA, 2012)
3
4
15/08/2019
3
o Superfícies planas que entram na formação do sólido
geométrico;
o Não são totalmente lisas e planas;
o São irregulares e geralmente convexas;
o Recebem os nomes de acordo com os termos de posição e de
direção.
(TEIXEIRA, 2012)
DENTES ANTERIORES
 Vestibular;
 Lingual;
 Mesial;
 Distal;
 Cervical (face virtual, 
contínua com a raiz).
DENTES POSTERIORES
 Vestibular;
 Lingual;
 Mesial;
 Distal;
 Cervical;
 Oclusal.
(TEIXEIRA, 2012)
5
6
15/08/2019
4
FACES LIVRES
 Vestibular;
 Lingual.
FACES PROXIMAIS OU DE CONTATO
 Mesial;
 Distal.
(TEIXEIRA, 2012)
VESTIBULAR 
(V)
LINGUAL (L)
7
8
15/08/2019
5
FACES DE CONTATO ou FACES
PROXIMAIS:
o Mesial (M) a mais próxima do plano
sagital mediano no ponto em que ele corta
o arco dental;
o Distal (D) a mais distante do plano
mediano.
(TEIXEIRA, 2012)
M
M D
D
M
M D
9
10
15/08/2019
6
o Também chamadas de ÂNGULOS DIEDROS;
o Formadas pelo encontro de duas faces;
o Recebem o nome das faces que contribuem para sua formação;
o Exemplo: borda mésio-vestibular;
o Podemos usar também apenas os nomes das faces adjacentes
àquela que se está descrevendo.
o Exemplo face vestibular tem bordas oclusal, cervical, mesial e
distal
(TEIXEIRA, 2012)
11
12
15/08/2019
7
BORDAS
oclusal
vestibular
mesial
Borda disto-
vestibular
13
14
15/08/2019
8
Face 
vestibular
Face 
mesial
Borda mesio-
vestibular
o Também chamados de ÂNGULOS TRIEDROS
o Formadas pelo encontro de três faces;
o Recebem o nome das faces que contribuem para sua
formação;
o Exemplo: ângulo mésio-ocluso-vestibular;
o Para simplificar:
o Exemplo face vestibular tem os ângulos mesial e distal.
(TEIXEIRA, 2012)
15
16
15/08/2019
9
Angulos
Oclusal
mesial vestibular
Ângulo 
Mesio-ocluso-
vesticular
(TEIXEIRA, 2012)
17
18
15/08/2019
10
o Divisão nos sentidos:
o Vertical (cérvico-oclusal);
o Horizontal (mésio-distal ou vestíbulo-lingual);
o No caso de caninos e incisivos, o termo oclusal será
substituído pelo termo incisal.
(TEIXEIRA, 2012)
FACES LIVRES
 Sentido mésio-distal:
 Terço mesial;
 Terço médio;
 Terço distal
 Sentido cérvico-
oclusal/incisal:
 Terço cervical;
 Terço médio;
 Terço oclusal.
FACES PROXIMAIS
 Sentido vestíbulo-lingual:
 Terço vestibular;
 Terço médio;
 Terço lingual.
 Sentido cérvico-oclusal:
 Terço cervical;
 Terço médio;
 Terço oclusal.
(TEIXEIRA, 2012)
FACES OCLUSAIS
 Sentido mésio-distal:
 Terço mesial
 Terço médio;
 Terço distal.
 Sentido vestíbulo-lingual:
 Terço vestibular;
 Terço médio;
 Terço lingual.
19
20
15/08/2019
11
21
22
15/08/2019
12
(TEIXEIRA, 2012)
FORMA GERAL faces livres e proximais:
o Trapezoidal;
o Triangular;
o Rombóidea.
(TEIXEIRA, 2012)
23
24
15/08/2019
13
ROMBOIDE É UM PARALELOGRAMO (TIPO ESPECIAL DE QUADRILÁTERO 
CUJOS LADOS SÃO PARALELOS DOIS A DOIS) CUJOS LADOS CONTÍGUOS 
SÃO DESIGUAIS E DOIS DE SEUS ÂNGULOS SÃO MAIORES QUE OS OUTROS 
DOIS, OU SEJA, UM ROMBOIDE NÃO É NEM UM LOSANGONEM UM 
RETÂNGULO.
o FACES LIVRES forma de trapézio, estando o maior lado
do trapézio voltado para a oclusal/ incisal.
(TEIXEIRA, 2012)
25
26
15/08/2019
14
FACES PROXIMAIS:
o Dentes anteriores triângulo,
com base cervical;
o Dentes Posteriores superiores
formato trapezoidal (maior lado
para cervical);
o Dentes posteriores inferiores
aspecto romboide (maior lado
para a cervical).
(TEIXEIRA, 2012)
o Sentido vertical:
o Faces livres face vestibular
mais longa que a face lingual;
o Faces proximais face mesial
mais longa que a distal;
(TEIXEIRA, 2012)
27
28
15/08/2019
15
o Sentido horizontal:
o Faces livres face vestibular mais larga que a lingual
(exceção 1º molar superior);
o Faces proximais face mesial mais larga que distal.
(TEIXEIRA, 2012)
1° molar superior
exceção
29
30
15/08/2019
16
o Sentido vertical:
o Faces livres faces
vestibular e lingual convergem
para a face oclusal;
o Faces proximais faces
mesial e distal convergem
para a raiz (para a face
cervical). Inclinação mais
acentuada na face distal.
(TEIXEIRA, 2012)
o Sentido horizontal:
o Faces livres faces
vestibular e lingual convergem
para a distal (discreta);
o Faces proximais faces
mesial e distal convergem
para a lingual (permite que a
arcada se curve, já que as
faces linguais são menores).
(TEIXEIRA, 2012)
31
32
15/08/2019
17
o Coroas dos dentes são curvas;
o Faces livres e proximais são
geralmente convexas;
o Obs.: Faces linguais dos incisivos e
caninos apresentam-se como
superfícies côncavos-convexas.
(TEIXEIRA, 2012)
33
34
15/08/2019
18
PONTOS DE MAIOR CONVEXIDADE
o Faces livres e proximais apresentam pontos de maior
convexidade que são em geral os pontos mais proeminentes de
uma determinada face;
o Esses pontos são importantes pois formam as seguintes
estruturas anatômicas:
o Faces livres  Bossas;
o Faces proximais bossas proximais ou pontos de contato.
(TEIXEIRA, 2012)
BOSSAS
o Pontos de maior convexidade das faces livres;
o Função proteger a gengiva que circunda o colo do dente;
o Fricção mínima do alimento na gengiva durante a mastigação.
o Problema nas restaurações se a convexidade da bossa for
exagerada ou pouco definida.
(TEIXEIRA, 2012)
35
36
15/08/2019
19
BOSSA PROXIMAL ou PONTO DE CONTATO
o Função de proteção gengival;
o Formação do ponto de contato;
o Ponto de contato local onde um dente toca seu vizinho, contato
entre as bossas proximais de dois dentes vizinhos.;
o Com o tempo, devido ao atrito das faces proximais causado pelo
movimento do dente no alvéolo, esses pontos tornam-se
maiores área de contato.
(TEIXEIRA, 2012)
37
38
15/08/2019
20
BOSSA PROXIMAL ou PONTO DE CONTATO
o Sentido vertical
o Entre o terço oclusal e os dois terços cervicais;
o Geralmente a bossa mesial se localiza mais para a face oclusal que a
bossa distal.
(TEIXEIRA, 2012)
39
40
15/08/2019
21
BOSSA PROXIMAL ou PONTO DE CONTATO
o Sentido horizontal
o Entre o terço vestibular e os dois terços linguais;
o Nesse sentido ocorre uma variação na localização do ponto de contato, dependendo da
posição do dente no arco;
o Onde o arco é mais convexo (incisivos e caninos) ponto de contato mais para vestibular;
o Na medida que o arco se retifica (pré-molares e molares) ponto de contato mais para o
terço médio
(TEIXEIRA, 2012)
LINHA EQUATORIAL
o Também chamada de linha de contorno;
o É uma linha que toca todos os pontos de
maior convexidade do dente;
o Varia conforme a face do dentes estudada.
(TEIXEIRA, 2012)
41
42
15/08/2019
22
LINHA EQUATORIAL
o Faces livres:
o Entre o terço cervical e os dois
terços oclusais (onde estão as
bossas);
o Nas faces linguais dos dentes pré-
molares e molares mais no terço
médio.
(TEIXEIRA, 2012)
43
44
15/08/2019
23
LINHA EQUATORIAL
o Faces proximais:
o Entre o terço oclusal e os dois
terços cervicais;