A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Avaliação Final Objetiva - História da África

Pré-visualização | Página 3 de 3

recebendo ensinamentos de doutrinas.
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	V - V - F - V.
	 b)
	V - V - V - F.
	 c)
	F - V - V - V.
	 d)
	V - F - V - V.
	10.
	A escravidão foi o principal vetor para o processo de colonização e para o desenvolvimento econômico, sendo os africanos escravizados os responsáveis pelas atividades produtivas e domésticas. Ocorre que a sociedade brasileira estava fundada na utilização da mão de obra escrava, podendo ser definida como uma sociedade escravista diferente da escravidão praticada por outras culturas, dentre elas, as africanas. Com relação à escravidão na África, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
   
(    ) Os africanos usavam escravos, sobretudo na agricultura, e como esse trabalho era realizado por mulheres, a maioria dos escravos nas sociedades africanas era do sexo feminino. 
(    ) Como nas culturas africanas, o homem poderia ter apenas uma esposa, muitas escravas eram incorporadas à família dos seus senhores, aumentando assim o poder da linhagem deles na comunidade local.
(    ) Os escravos africanos eram usados em funções tais como: tarefas domésticas, serviços burocráticos e até militares, chegando a ocupar cargos que iam de simples soldados até comandantes.
(    ) O cativo devia lealdade a seu amo. Essa prática permitiu aos escravizados ocuparem importantes postos junto à vida política de alguns estados africanos, pois, à medida que os soberanos viam seu poder limitado por oficiais rivais, eles logo os substituíam por cativos.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	V - F - F - V.
	 b)
	F - F - V - V.
	 c)
	V - F - V - V.
	 d)
	F - V - F - F.
	11.
	(ENADE, 2008)
Em 1926, Langston Hughes, escritor negro norte-americano, da chamada Renascença do Harlem, escreveu o seguinte poema: 
Eu, também
Eu, também, canto a América
Eu sou o mais escuro
Eles me mandam comer na cozinha
Quando as visitas chegam
Mas eu rio
E como bastante
E cresço forte. Amanhã,
Eu estarei à mesa
Quando as visitas chegarem
Ninguém ousará Dizer-me
"Coma na cozinha"
Então, Ademais,
Eles verão quão belo eu sou
E se envergonharão - 
Eu, também, sou a América.
FONTE: PAMPLONA, Marco A. Revendo o sonho americano: 1890-1972. São Paulo: Atual, 1995. p. 44.
No poema, o autor:
	 a)
	Reconhece o negro como beneficiário de uma América branca.
	 b)
	Prevê uma América dividida entre brancos e negros.
	 c)
	Reivindica seu pertencimento à América.
	 d)
	Aceita a discriminação sofrida pelo negro na América.
	12.
	(ENADE, 2011) A partir de meados do século XX, a História sofreu um alargamento das noções de objetos, de fontes e de métodos. Nas últimas décadas daquele século, uma das aproximações que a História estabeleceu foi com a Antropologia e com as teorizações que essa disciplina realiza sobre a cultura. Tomando como pressuposto o conceito de cultura a partir de sua concepção simbólica e o seu uso por parte de profissionais de história que participam de equipes multidisciplinares na realização de inventários de bens pertencentes à cultura material, analise as afirmações a seguir:
I- A participação de historiadores em inventários desse tipo poderia contribuir com a problematização das relações sociais no interior das quais os bens foram elaborados/produzidos.
II- Os historiadores poderiam também contribuir com as equipes na compreensão da lógica do simbólico e de como isso se manifesta em tempos e espaços específicos. 
III- Os historiadores estariam aptos a pensar a produção de tais bens na relação com as demais dimensões do social, isto é, com a economia, com a política e com a organização social. 
É correto o que se afirma em:
	 a)
	I, II e III.
	 b)
	II e III, apenas.
	 c)
	I, apenas.
	 d)
	III, apenas.
Parte inferior do formulário