A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Farmacologia do Sistema Digestório

Pré-visualização | Página 1 de 1

FARMACOLOGIA DO SISTEMA DIGESTÓRIO
-Estimulantes de Apetite
Esteróides Anabolizantes
Zinco
Complexo B – aumenta multiplicação celular
Anti-histamínico H1
-Adsorventes
Carvão Ativado – reduz a absorção de substâncias
-Antiespumantes 
Dimecotina – facilita eliminação de gases; alteram tensão superficial dos líquidos; rompem bolhas ou impedem sua formação
-Pró-Cinéticos 
Metoclopramida – aumenta liberação de acetilcolina; ajuda no esvaziamento gástrico = contração do esfíncter esofágico, relaxamento do esfíncter pilórico, aumento do peristaltismo de duodeno e jejuno. Nunca usar em quadros obstrutivos ou corpos estranhos perfurocortantes gastrointestinais.
Carbacol e Betanecol – agonistas muscarínicos(dores abdominais, hipotensão, bradicardia, hipermotilidade)
-Antiácidos
Hidróxido de Magnésio - constipante
Oxido de Magnésio - constipante
Carbonato de Magnésio - constipante
Hidróxido de Alumínio – laxante
-Bloqueadores do Ácido Clorídrico
 Anti-histamínicos H2 – cimetidina, ranitidina, famotidina, nizatidina = rápidos e mais fracos
Inibidores da bomba de hidrogênio – omeprazol, pantoprazol, esomeprazol = lentos e mais potentes
Sucralfato – reage com o exsudato do tecido adiposo lesado criando uma barreira protetora; estimula a produção de prostaglandina - aumenta a produção de muco
-Anti-inflamatório Local
 Budesonida – glicocorticoide potente; baixa absorção sistêmica; principal anti-inflamatório usado nas doenças inflamatórias intestinais(alta eficiência em gatos)
-Grupo de Drogas
Eméticos
Ocasionam a Êmese – abolição da motilidade gástrica; fechamento do piloro; abertura da cárdia; contração do diafragma e musculatura abdominal; sialorreia; aumento da secreção do trato respiratório; tosse; queda de pressão; sudorese; taquicardia; dispneia
Etiologia: estimulação gástrica; central; alterações vestibulares
Irritantes X Ação Central
Irritantes: Ipeca(ação central também)
Água oxigenada: vômito reflexo por distensão; cuidado – aspiração de espuma
Apomorfina: Agonista dopaminérgico da zona deflagradora; cães mais sensíveis
Xilazina: Alfa 2 agonista; gatos mais sensíveis
Antieméticos
Exaustão, desidratação, hiponatremia, hipocloremia, alcalose.
Alimentos de fácil digestão, pastoso e frios.
Agentes anticolinérgicos: Diminuem as secreções e motilidade; Gatos NÃO (excitação)
Vitamina B6(piridoxina): Mecanismo de ação desconhecido, aumenta GABA
Anti-histamínicos: Dimenidrinato (dramin), difenidramina e meclisina; Bloqueiam H1 da zona deflagradora
Bloqueadores dopaminérgicos: Metoclopramida, bromorida, domperidona; bloqueiam receptores dopaminérgicos da zona deflagradora
Antagonista 5-HT: Ondansetrona; bloqueiam receptores serotoninérgicos da zona deflagradora
Antidiarreicos
 Depressores de Motilidade
Anticolinérgicos: Atropina, escopolamina, Homatropina
Opiáceos/opioides: Aumento do tônus da musculatura circular e esfíncter; redução das secreções; elixir paregórico, difenoxilato e loperamida
Adsorventes e/ou protetores de mucosa
Pectina, Caulim , sais de bismuto e carvão ativado
Catárticos
Favorecem a eliminação das fezes
Purgantes x Laxantes
Catárticos Emolientes ou lubrificantes: Efeito laxante; lubrificam e amolecem as fezes facilitando sua eliminação; óleo mineral e vegetal.
Catárticos formadores de massa e/ou coloides hidrófilos: Laxantes em pequenos animais; propriedades hidrofílicas , amolecem as fezes, aumentam seu volume, distendendo as fibras musculares, induzindo reflexamente o aumento da motilidade; polissacarídeos naturais, semissintéticos e celulose, casca de sementes, algas e resinas sintéticas.
Catárticos osmóticos ou salinos: Propriedades osmóticas; distensão de fibras causando aumento do peristaltismo de forma reflexa; efeito laxante ou purgante; sais de magnésio, sais de sódio, lactulose, glicerina e sorbitol.
Catárticos estimulantes ou irritantes: Irritação da mucosa intestina; inibem absorção de água, eletrólitos e nutrientes; estimulam os plexos nervosos intramurais – motilidade; inibem a Na+ -K+ -ATPase; óleo de rícino (purgante), derivados do difenilmetano (fnolftaleína), antraquinônicos (purgantes ou laxantes)
Digestivos ou eupépticos
Ajudam os processos digestivos substituindo ou complementando as secreções do trato digestivo
Enzimas digestivas: Papaína e bromelina – proteases; pancreatina e a pancreolipase
Coleréticos: Estimulam a secreção de bile
Colagogos ou colicinéticos: Contraem a vesícula biliar igual a colecistocinina
Hepatoprotetores
Antitóxicos
Uso: Insuficiência hepática
São matérias-primas para a biotransformação
Hepatoprópicos x Lipotrópicos
Colina: Lipotrópico; gordura hepática – fosfolipídios – sangue
Metionina: Doa metila – metilação – eliminação
Lecitina e Betaína: Contem colina – hidrólise
Vitamina B12 (Hidroxicobalamina): Lipotrópico; favorece a síntese proteica hepática; formação de colina; biotransformação de radicais metílicos
Vitamina E (alfa-tocoferol) e Selênio: Antioxidantes