A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
617 pág.
2000 perguntas radiologia

Pré-visualização | Página 4 de 50

RETIFICADA É:
(A) MONOFÁSICA
(B) BIFÁSICA
(C) TRIFÁSICA
(D) HEPTAFÁSICA
(E) OCTAFÁSICA
81- QUAL É A FONTE DE RADIAÇÃO SECUNDÁRIA MAIS IMPORTANTE EM UM EXAME 
RADIOLÓGICO?
(A)TUBO DE RAIOS - X
(B) PACIENTE
(C) COLIMADOR
(D) AVENTAL DE CHUMBO
(E) OPERADOR DE RAIOS - X
GABARITO:
79 – D 
80 – C
81 - B 
82- OS FATORES DE QUALIDADE DA IMAGEM SÃO:
(A) POSIÇÃO, CONTRASTE, PROJEÇÃO E DISTORÇÃO
(B) POSIÇÃO, DENSIDADE, CONTRASTE E DETALHE
(C) PROJEÇÃO, DETALHE, CONTRASTE E DISTORÇÃO
(D) DENSIDADE, CONTRASTE, DETALHE E DISTORÇÃO
(E) DENSIDADE, PROJEÇÃO, POSIÇÃO E DISTORÇÃO 
83- O FATOR DE CONTROLE PRIMÁRIO PARA CONTRASTE É O KV. PARA RESULTAR MENOR 
CONTRASTE, É NECESSÁRIO:
(A) MAIOR KV, QUE PRODUZ MENOR VARIAÇÃO NA ATENUAÇÃO
(B) MENOR KV, QUE PRODUZ MENOR VARIAÇÃO NA ATENUAÇÃO
(C) MAIOR KV, QUE PRODUZ IGUAL VARIAÇÃO NA ATENUAÇÃO
(D) MENOR KV, QUE PRODUZ IGUAL VARIAÇÃO NA ATENUAÇÃO
(E) MENOR KV, NÃO IRÁ INTERFERIR NA ATENUAÇÃO 
84- O APARELHO A SER UTILIZADO POR UM RADIOLOGISTA QUE NECESSITE OBTER 
RADIOGRAFIAS EM SÉRIE, FAZENDO USO DO ÉCRAN FLUOROSCÓPIO É:
(A) SERIÓGRAFO
(B) MAMÓGRAFO
(C) TELECOMANDADA
(D) ULTRA-SONOGRAFIA
(E) RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
GABARITO:
82 – D 
83 – A
84 - A 
85 - RELACIONA-SE AOS ECRANS TERRAS RARAS:
(A) FILTRO AMBAR
(B) SAIS DE GADOLÍNIUM 
(C) FILTRO DE ALUMÍNIO 
(D) LUMINOSIDADE AZUL
(E) SAIS DE TUNGSTATO DE CÁLCIO
86 – O mAs (MILIAMPÈRE-SEGUNDO) PODE SER OBTIDO POR MEIO DA SEGUINTE EQUAÇÃO:
(A) mAs = mA x t
(B) mAs = mA x 2t
(C) mAs = 2mA x 2t
(D) mAs =2mA x t
(E) mAs = 2mA x 3t
87- A RADIAÇÃO SECUNDÁRIA PODE SER REDUZIDA COM A UTILIZAÇÃO DE:
(A) COLIMADORES E CILINDROS DE EXTENSÃO
(B) CONES E AVENTAIS PLUMBÍFEROS
(C) LUVAS PLUMBÍFERAS
(D) REFRIGERAÇÃO DA SALA DE EXAMES
(E) DOSÍMETRO
GABARITO:
85 – B 
86 – A
87 - A 
88- UM ESTUDO RADIOGRÁFICO DO ABDOME FOI OBTIDO COM 100 mAS, 72 KV E DISTÂNCIA FOCO-
FILME DE 1 METRO. MANTIDA A DISTÂNCIA FOCO-FILME, PODERÍAMOS OBTER 
PROVAVELMENTE O MESMO RESULTADO DA IMAGEM UTILIZANDO:
(A) 300 mAS COM 72 KV
(B) 200 mAS COM 62 KV
(C) 50 mAS COM 76 KV
(D) 25 mAS COM 82 KV
(E) 10 mAS COM 115 kV 
89- EM UM PACIENTE CUJA REGIÃO A SER EXAMINADA TEM COMO ESPESSURA 12 cm E A 
CONSTANTE (K) DO APARELHO É IGUAL A 20, O KV FINAL SERÁ:
(A) 8 KV
(B) 24 KV
(C) 32 KV
(D) 44 KV
(E) 62 KV
90- O PRINCIPAL RESPONSÁVEL PELO CONTRASTE INTERMEDIÁRIO ENTRE O PRETO E O BRANCO 
NAS IMAGENS É:
(A) mA
(B) KV
(C) TEMPO
(D) DISTÂNCIA 
(E) ESPESSURA
GABARITO:
88 – B 
89 – D
90 - B 
91- NÃO É SUBSTÂNCIA INTEGRANTE DO REVELADOR RADIOGRÁFICO:
(A) METOL
(B) HIDROQUINONA
(C) CARBONATO DE SÓDIO
(D) SULFITO DE SÓDIO
(E) HIPOSSULFITO DE SÓDIO
92- ASSINALE A AFIRMATIVA INCORRETA
(A) OS FATORES RADIOGRÁFICOS BÁSICOS SÃO: mA, kV, ESPESSURA, DISTÂNCIA OBJETO-FILME E 
FILTRO DE ALUMINIO DA JANELA DO TUBO.
(B) QUANTO MAIOR A DISTÂNCIA FOCO-OBJETO, MENOR A DEFINIÇÃO DA IMAGEM RADIOLÓGICA
(C) QUANTO MENOR O VALOR NUMÉRICO DA QUILOVOLTAGEM, MAIOR O COMPRIMENTO DE ONDA
(D) PARA O CÁLCULO DA QUILOVOLTAGEM USA-SE A FÓRMULA kV = 2E+K
(E) O KV É RESPONSÁVEL PELOS CONTRASTES INTERMEDIÁRIOS 
93- ASSINALE A AFIRMATIVA CORRETA:
(A) ELEVAÇÃO DA TEMPERATURA ACELERA O PROCESSO DE REVELAÇÃO
(B) REDUÇÃO DE TEMPERATURA ACELERA A FIXAÇÃO
(C) ELEVAÇÃO DE TEMPERATURA RETARDA A REVELAÇÃO
(D) REDUÇÃO DE TEMPERATURA REDUZ O TEMPO DE FIXAÇÃO
(E) REVELAÇÃO E FIXAÇÃO NÃO SOFREM ALTERAÇÕES COM A VARIAÇÃO DE TEMPERATURA
GABARITO:
91 – E 
92 – A
93 - A 
94- A BASE DO MEIO DE CONTRASTE ARTIFICIAL NEGATIVO É:
(A) CO2
(B) BÁRIO
(C) IODO
(D) COBALTO
(E) CHUMBO
95- O FILTRO USADO NA JANELA DO TUBO DE UM APARELHO DE RAIOS X DIAGNÓSTICO TEM POR 
FINALIDADE:
(A) REDUZIR O CONTRASTE NA RADIOGRAFIA
(B) REDUZIR A RADIAÇÃO DISPERSA
(C) REDUZIR A DOSE NA PELE
(D) AUMENTAR O FEIXE DE RAIOS-X
(E) AUMENTAR O CONTRASTE NA RADIOGRAFIA
96- TRANSFORMADORES SÃO NECESSÁRIOS NOS CIRCUITOS DE RAIOS-X PARA OBTERMOS:
(A) ALTA VOLTAGEM
(B) CORRENTE ALTERNADA
(C) CORRENTE DIRETA
(D) BAIXA IMPEDÂNCIA
(E) VOLTAGEM CONTÍNUA
GABARITO:
94 – A 
95 – C
96 - A 
97- QUANDO SE ANGULA 45º O RAIO CENTRAL,TRABALHANDO-SE COM A GRADE ANTI-DIFUSORA, 
COMPENSA-SE COM:
(A) MAIS 4KV
(B) O DOBRO DO mAS
(C) MENOS 6KV
(D) METADE DO mAS
(E) MAIS 5 KV
98 – COM RELAÇÃO A QUALIDADE DE IMAGEM PODE –SE AFIRMAR QUE
(A) RADIAÇÃO ESPALHADA É O RESULTADO DA REFLEXÃO OU REFRAÇÃO DA RADIAÇÃO PRIMÁRIA
(B) RADIOGRAFIA “FLOU” É AQUELA CAUSADA POR BAIXO KV
(C) RADIOGRAFIA GRADEADA, NORMALMENTE, É CAUSADA POR MAU CONTATO DO ECRAN OU 
MOVIMENTO DO PACIENTE NO MOMENTO DA EXPOSIÇÃO.
(D) RADIOGRAFIA TREMIDA OCORRE QUANDO A GRADE ANTIDIFUSORA FIXA SE MOVIMENTA 
DURANTE A EXPOSIÇÃO
(E) RADIAÇÃO PRIMÁRIA É A QUE SAI DIRETAMENTE DO CATÓDIO, SEM CHOCAR-SE COM NENHUM 
ANTEPARO
GABARITO:
97 – B 
98 – A
99 – ASSINALE A ALTERNATIVA QUE NÃO SE ENQUADRA DENTRE AS MEDIDAS DE 
RADIOPROTEÇÃO.
(A) MANTER MAIOR DISTÂNCIA DA FONTE IONIZANTE
(B) PERMANECER ATRÁS DO BIOMBO PLUMBÍFERO
(C) USAR CONES E CILINDROS
(D) ABERTURA MÁXIMA DO DIAFRAGMA
(E) USAR A TÉCNICA CORRETA, EVITANDO REPETIÇÕES. 
100- O SULFATO DE BÁRIO:
(A) É USADO COMO CONTRASTE ENDOVENOSO
(B) É UM CONTRASTE RADIOLÓGICO ARTIFICIAL POSITIVO
(C) É UM CONTRASTE RADIOLÓGICO ARTIFICIAL NEGATIVO
(D) É UM CONTRASTE RADIOLÓGICO NATURAL NEGATIVO
(E) É UM MEIO DE CONTRASTE PARA USO EXCLUSIVO ENDOARTERIAL
101- NA QUALIDADE RADIOGRÁFICA O CONTRASTE É CONTROLADO PELO(A):
(A) mA
(B) TEMPO
(C) DFo - Fi (DISTÂNCIA FOCO-FILME)
(D) KV
(E) DOF (DISTÂNCIA OBJETO-FILME)
GABARITO:
99 – D 
100 – B
101 - D 
102- QUANTO MAIOR A DISTÂNCIA OBJETO-FILME:
(A) A IMAGEM SERÁ MAIOR E MAIS NÍTIDA
(B) A IMAGEM SERÁ MENOR E MENOS NÍTIDA
(C) A IMAGEM NÃO SOFRERÁ ALTERAÇÃO
(D) A BORROSIDADE GEOMÉTRICA SERÁ MAIOR
(E) A IMAGEM SERÁ DO MESMO TAMANHO, PORÉM MENOS NÍTIDA
103- AO SE RADIOGRAFAR ESTRUTURAS QUE APRESENTAM REGIÕES DE DIFERENTE ESPESSURA, 
A DE MENOR ESPESSURA DEVER-SE-Á COLOCAR:
(A) DO LADO DO CÁTODO DO TUBO DE R-X
(B) DO LADO DO ANODO DO TUBO DE R-X
(C) INDIFERENTEMENTE DE UM LADO OU DE OUTRO
(D) PERPENDICULAR AO FEIXE DE RAIOS X 
(E) MAIS DISTANTE DO TUBO DE RAIOS X
GABARITO:
102 – D 
103 – B
104- O EFEITO ANÓDIO É:
(A) DIRETAMENTE PROPORCIONAL A DFF E INVERSAMENTE PROPORCIONAL AO TAMANHO DO 
FILME
(B) INVERSAMENTE PROPORCIONAL A DFF E DIRETAMENTE PROPORCIONAL AO TAMANHO DO 
FILME
(C) DIRETAMENTE PROPORCIONAL A DFF E DIRETAMENTE PROPORCIONAL AO TAMANHO DO 
FILME
(D) INVERSAMENTE PROPORCIONAL A DFF E INVERSAMENTE PROPORCIONAL AO TAMANHO DO 
FILME
(E) DIRETAMENTE PROPORCIONAL A DOF E INVERSAMENTE PROPORCIONAL AO TEMPO DE 
EXPOSIÇÃO
105- QUAL O AUMENTO MÍNIMO SE DEVE FAZER NA KILOVOLTAGEM PARA SE OBTER UM 
RESULTADO APRECIÁVEL NA DENSIDADE?
(A) 3KV
(B) 2KV
(C) 1KV
(D) 5KV
(E) 8KV
GABARITO:
104 – B 
105 – D
106- O mAs NECESSÁRIO PARA UMA DETERMINADA DENSIDADE, MANTIDOS OS DEMAIS FATORES 
É:
(A) DIRETAMENTE PROPORCIONAL A DISTÂNCIA FOCO-FILME
(B) INVERSAMENTE PROPORCIONAL A DFF
(C) DIRETAMENTE PROPORCIONAL AO QUADRADO DA DFF
(D) INVERSAMENTE PROPORCIONAL AO TEMPO DE EXPOSIÇÃO 
(E) DIRETAMENTE PROPORCIONAL AO TEMPO DE EXPOSIÇÃO
107- AO SE REDUZIR O FEIXE DE RAIOS X ATRAVÉS DE CILINDROS E DIAFRAGMAS, DEVE-SE:
(A) AUMENTAR O KV OU mAs PARA COMPENSAR A RESTRIÇÃO A RADIAÇÃO PRIMÁRIA E 
SECUNDÁRIA
(B) DIMINUIR O KV A AUMENTAR O mAs 
(C) DIMINUIR O KV OU O mAS PARA COMPENSAR O AUMENTO NA RADIAÇÃO EFETIVA
(D) MANTER O KV E AUMENTAR O mAs
(E) AUMENTAR O TEMPO DE

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.