AGRICULTURA-E-MEIO-AMBIENTE
47 pág.

AGRICULTURA-E-MEIO-AMBIENTE


DisciplinaAgricultura e Meio Ambiente24 materiais100 seguidores
Pré-visualização11 páginas
1 
 
 
 
 
2 
 
SUMÁRIO 
1 AGRICULTURA ................................................................................. 4 
2 SISTEMAS AGRÍCOLAS ................................................................... 4 
2.1 Sistema intensivo ........................................................................ 5 
2.2 Sistema extensivo ....................................................................... 5 
3 TIPOS DE AGRICULTURA ................................................................ 6 
3.1 Agricultura de Subsistência ......................................................... 6 
3.2 Agricultura Orgânica .................................................................... 7 
3.3 Agricultura comercial ................................................................... 8 
3.4 Permacultura ............................................................................... 9 
4 AGRICULTURA COMERCIAL ......................................................... 11 
5 A MODERNIZAÇÃO DA AGRICULTURA BRASILEIRA E SEUS 
IMPACTOS ....................................................................................................... 12 
6 NOVAS ALTERNATIVAS DE DESENVOLVIMENTO PARA AS 
ZONAS RURAIS DESFAVORECIDAS ............................................................ 17 
7 AGRICULTURA E IMPACTOS AMBIENTAIS .................................. 20 
7.1 Desmatamento ou desflorestamento ......................................... 20 
7.2 Erosão ....................................................................................... 21 
7.3 Poluição das águas ................................................................... 21 
7.4 Desertificação ............................................................................ 22 
7.5 Queimadas ................................................................................ 22 
7.6 Destruição de mananciais ......................................................... 22 
8 BIOTECNOLOGIA NA AGRICULTURA ........................................... 23 
8.1 Segurança Alimentar ................................................................. 24 
9 O QUE É MEIO AMBIENTE? ........................................................... 25 
9.1 Alguns Paradigmas da Ciência Ambiental ................................. 27 
 
3 
 
9.2 Resgate histórico sobre a origem dos problemas ambientais da 
atualidade 28 
9.3 Participação Social .................................................................... 32 
9.4 Impacto Ambiental: aspectos conceituais .................................. 33 
10 MEIO AMBIENTE E A EDUCAÇÃO AMBIENTAL ........................ 35 
11 CRIMES AMBIENTAIS ................................................................. 39 
12 BIOTECNOLOGIA AMBIENTAL ................................................... 41 
12.1 Biotecnologia ambiental na prática ........................................ 41 
BIBLIOGRAFIA ...................................................................................... 44 
 
 
 
 
4 
 
1 AGRICULTURA 
O termo agricultura quer dizer \u201carte de cultivar\u201d. É o conjunto de técnicas 
concebidas para cultivar a terra a fim de obter produtos dela. Os produtos da 
agricultura são primariamente os alimentos, contudo, com os avanços 
nas técnicas e na tecnologia, a agricultura tem servido cada vez mais ao 
fornecimento de gêneros para a produção de fibras, energia, matéria-prima para 
roupas, combustível, construção, medicamentos, ferramentas, ornamentação e 
inúmeras outras finalidades. Esses produtos, bem como os métodos agrícolas 
utilizados, podem variar de uma parte do mundo para outra. 
2 SISTEMAS AGRÍCOLAS 
Sistemas agrícolas são um conjunto de atividades técnicas, econômicas 
e sociais que prevalece em uma área de produção agropecuária. 
Dependendo dessas atividades, como, por exemplo, o grau de 
mecanização, a oferta de crédito agrícola, as relações trabalhistas, a intensidade 
de utilização de insumos e a produtividade, podemos classificar em um 
sistema intensivo ou extensivo. 
 
 
Fonte: cursinhopreenem.com.br 
 
5 
 
2.1 Sistema intensivo 
As propriedades rurais que utilizam o sistema agrícola intensivo são 
aquelas que apresentam elevada produtividade, alto grau de mecanização, 
modernas técnicas de cultivo do solo e sustentabilidade. 
Dizer que um sistema agropecuário é sustentável é o mesmo que dizer 
que não apresenta graves problemas de ordem ambiental, econômica ou social, 
ou seja, tem condições de existência que lhe dão grande autonomia e equilíbrio. 
Ao longo do século XX, os países desenvolvidos e industrializados, 
possuidores de um consolidado desenvolvimento tecnológico, modernizaram 
suas atividades agropecuaristas e aumentaram consideravelmente sua 
produtividade. Isso lhes permitiu um uso cada vez menor da população 
economicamente ativa no setor primário da economia e trouxe grande migração 
para as cidades (êxodo rural). Nesses países, o emprego de agrotóxicos, de 
fertilizantes, de técnicas eficientes de manejo dos solos, de recursos da 
biotecnologia e da engenharia genética é bastante utilizado. 
Produção agrícola difere de produtividade, no sentido de que na produção 
considera-se o total produzido e na produtividade, o quanto se produz por 
unidade agrária (hectares), mediante o grau de recursos técnicos utilizados. 
Além da produtividade elevada, esses países possuem também uma 
elevada produção agrícola e são responsáveis por grande parte dos produtos 
agropecuários que circulam no mercado mundial. Mas, em que pese esta 
característica, as atividades do setor primário não têm grande peso para a 
economia desses países, representando em geral um percentual abaixo de 10% 
do PIB. 
2.2 Sistema extensivo 
O sistema agrícola extensivo é aquele que utiliza técnicas rudimentares, 
apresentando baixa produtividade e, em muitos casos, um subaproveitamento 
do espaço disponível para práticas agropecuárias. 
Como é tradicional e, portanto, pouco mecanizado, geralmente utiliza 
grande parcela de mão de obra, e os países onde predomina acabam tendo uma 
grande concentração dos trabalhadores no setor primário. 
 
6 
 
No caso específico da pecuária, onde o gado se alimenta apenas com 
pastagens naturais, ocorrem com frequência perdas por falta de assistência 
médico-veterinária e o animal é criado solto. 
Ao contrário do sistema intensivo, em países onde se pratica com 
predominância esse sistema agrícola, o setor primário tem grande peso para a 
economia nacional. 
3 TIPOS DE AGRICULTURA 
3.1 Agricultura de Subsistência 
O modelo econômico capitalista atingiu a produção agrícola, na qual 
ocorreu um rápido processo de modernização no campo (mecanização, 
utilização de defensivos agrícolas, sementes geneticamente modificadas, etc.) 
visando à maximização da produção. Esse fenômeno foi responsável pela 
redução do campesinato ou do pequeno produtor de subsistência. Entretanto, 
essa modalidade da agricultura resiste à modernização e é muito praticada em 
várias partes do mundo, em especial na América Latina, Ásia e África. 
A agricultura de subsistência se caracteriza pela utilização de métodos 
tradicionais de cultivo, realizados por famílias camponesas ou por comunidades 
rurais. Essa modalidade é desenvolvida, geralmente, em pequenas propriedades 
e a produção é bem inferior se comparada às áreas rurais mecanizadas. 
Contudo, o camponês estabelece relações de produção para garantir a 
subsistência da família e da comunidade a que pertence. 
Entre os principais produtos cultivados nas propriedades de subsistência 
estão o arroz, feijão, milho, mandioca, batata, frutas, hortaliças, entre outros. 
Após suprir as necessidades das pessoas envolvidas,