A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
224 pág.
Metodologia do Ensino da Ginástica Escolar - livro

Pré-visualização | Página 6 de 46

gHV6RcTM3x8ISdycfrDPN3PReOm7mSwSQ78PraP4pQSbxkuCoQDNLNPNgAm1T1
UKHmrg-ufZkTawJ_Z6R_ONpUto1o.jpg>.Acesso em: 11 set. 2015.
FIGURA 6 – SAMURAIS, ELITE GUERREIRA DO JAPÃO FEUDAL 
FONTE: Disponível em: <http://www.ipcdigital.com/wp-content/uploads/2015/07/
photo_04-596x384-custom.jpg>. Acesso em: 11 set. 2015.
UNIDADE 1 | RESGATANDO AS RELAÇÕES ENTRE EDUCAÇÃO FÍSICA E A GINÁSTICA
NO AMBIENTE ESCOLAR
20
Veja os vídeos nos links a seguir que mostram os samurais, sua história e 
costumes.
<https://www.youtube.com/watch?v=0Z0EybcIwmQ>.
<https://www.youtube.com/watch?v=rg0cUXcB7y4>.
<https://www.youtube.com/watch?v=gb_sPe02Gug>.
DICAS
No Egito, dentre os costumes existiam os exercícios gímnicos, revelados 
nas pinturas das paredes das tumbas, em que era valorizado o que se conhece hoje 
como qualidades físicas, tais como: equilíbrio, força, flexibilidade e resistência. 
Já usavam, embora de forma rudimentar, materiais de apoio, como troncos de 
árvores, pesos e lanças (COSTA, 1998).
FIGURA 7 – EXERCÍCIOS GÍMNICOS REVELADOS NAS PINTURAS DAS PAREDES DAS 
TUMBAS 
FONTE: Disponível em: <http://4.bp.blogspot.com/_QZXB-LgPkaA/S5mZ8XZzmXI/
AAAAAAAAAFA/7oKnJWwvdEY/s320/image013.jpg>.Acesso em: 11 set. 2015.
TÓPICO 2 | CONHECENDO A HISTÓRIA DA GINÁSTICA
21
FIGURA 8 – EXERCÍCIOS GÍMNICOS NAS PINTURAS DAS PAREDES DAS TUMBAS 
FONTE: Disponível em: <http://esquizofia.files.wordpress.com/2011/08/egyptian-
painting-in-the-british-museum.jpg>. Acesso em: 11 set. 2015.
A civilização da Grécia, através da sua cultura, marcou e desenvolveu a 
educação física, por meio de nomes como Sócrates, Platão, Aristóteles e Hipócrates, 
que contribuíram atribuindo conceitos até hoje aceitos na ligação corpo e alma 
através das atividades corporais e da música (GOMES, 2010). 
Os gregos valorizavam não só a ginástica pedagógica, mas também a 
popular e a militar. Os sistemas metodizados e em grupo, assim como os termos 
halteres, atleta, ginástica, pentatlo, entre outros, são uma herança desse povo. As 
atividades sociais e físicas eram uma prática até a velhice, lotando os estádios 
destinados a isso (COSTA, 1998).
FIGURA 9 – HOMENS EM PREPARAÇÃO GUERREIRA 
FONTE: Disponível em: <http://s3.amazonaws.com/magoo/
ABAAAfhSEAB-6.jpg>. Acesso em: 14 set. 2015.
UNIDADE 1 | RESGATANDO AS RELAÇÕES ENTRE EDUCAÇÃO FÍSICA E A GINÁSTICA
NO AMBIENTE ESCOLAR
22
FIGURA 10 – HOMENS EM PREPARAÇÃO GUERREIRA 
FONTE: Disponível em: <http://historiablog.files.wordpress.com/2009/09/ancientgames.
jpeg>.Acesso em: 14 set. 2015.
Veja os vídeos nos links a seguir que mostram a simulação de jogos na Grécia 
e a vida dos atletas.
<https://www.youtube.com/watch?v=2yl0JmXm2RM>.
DICAS
Na Grécia antiga, para Platão e Aristóteles, a ginástica:
FIGURA 11 – GINÁSTICA PARA PLATÃO E ARISTÓTELES 
Plano educacional = jovens praticariam a ginástca 
entre os 7 a 16 anos.
Entre 17 a 20 tinham treinamento para 
exercícios militares.
O ginasta era um teórico e o pedotribia um 
prático.
Formação do corpo antes do espírito.
TÓPICO 2 | CONHECENDO A HISTÓRIA DA GINÁSTICA
23
Há pouco mais de 15 séculos, no ano de 393, o imperador bizantino 
Teodósio I, o Grande, varria do mapa a maior competição atlética do planeta, os 
Jogos Olímpicos. Celebrados desde 776 a.C. às margens do rio Alfeu e dedicados 
aos deuses gregos, os Jogos, que congregavam cidadãos dos diversos estados 
do mundo helênico, entraram na temida lista de "cultos pagãos" e tiveram sua 
realização sumariamente proibida pelo soberano cristão (VEJA, 1896). 
O infausto decreto foi apenas mais uma das estocadas forasteiras no destino 
livre da Grécia, berço da civilização e da cultura ocidental. Assolada por guerras, 
desvirtuada por invasores, molestada por celerados, a nação de Aristóteles, 
Sócrates e Platão só se desgarraria do jugo estrangeiro neste século, quando a 
Guerra de Independência de 1821 libertou a Grécia do Império Otomano. Com a 
liberdade, porém, veio o desafio de recuperar um país quebrado e desmoralizado 
pela milenar submissão, tarefa hercúlea, como os gregos vêm dolorosamente 
percebendo ao longo das últimas décadas (VEJA, 1896). 
FIGURA 12 – O RENASCIMENTO DA FESTA DOS ESPORTES: OS GREGOS E SEUS 
CONVIDADOS PARTICIPAM DA CERIMÔNIA DE ABERTURA, ENTRE OS DIAS 6 E 15 DE 
ABRIL DE 1896
FONTE: Disponível em: <http://veja.abril.com.br/historia/olimpiada-1896/_img/imagens_
edicao/capa1.jpg>. Acesso em: 14 set. 2015.
UNIDADE 1 | RESGATANDO AS RELAÇÕES ENTRE EDUCAÇÃO FÍSICA E A GINÁSTICA
NO AMBIENTE ESCOLAR
24
FIGURA 13 – A EMOCIONANTE PROVA DOS 100 METROS RASOS: DISPUTA PACÍFICA 
ENTRE NAÇÕES 
FONTE: Disponível em: <http://veja.abril.com.br/historia/olimpiada-1896/_img/
imagens_edicao/capa2.jpg>. Acesso em: 14 set. 2015.
Veja os vídeos nos links a seguir que mostram a história das Olimpíadas.
<https://www.youtube.com/watch?v=xa10pWiWk8g>.
<https://www.youtube.com/watch?v=oBeIwFExTS0>.
<https://www.youtube.com/watch?v=V2XYVI4A3bA>.
DICAS
Em Atenas (1896) participaram das provas 295 atletas de 13 países, esses 
números foram se multiplicando em uma escala geométrica até alcançar os números 
atuais, identificando os Jogos Olímpicos com a condição de um megaevento. Um 
megaevento se caracteriza por seu caráter temporal, sua capacidade de atrair um 
grande número de participantes de diversas nacionalidades e também por chamar 
a atenção dos meios de comunicação com ressonância global (RUBIO, 2005).
Há 60 anos os Jogos Olímpicos deixaram de ser um evento europeu. 
Durante esse período os Jogos de Verão percorreram a Oceania (duas vezes), a 
América do Norte (quatro vezes), a Ásia (três vezes) e a Europa (seis vezes) e 
espera-se que eles possam chegar à África e à América Latina (RUBIO, 2005).
TÓPICO 2 | CONHECENDO A HISTÓRIA DA GINÁSTICA
25
Em 1985, Fernando Brochado, na época presidente da Confederação 
Brasileira de Ginástica, decidiu mudar o nome da ginástica olímpica para ginástica 
artística, referindo-se àquela ginástica praticada nos grandes equipamentos (seis 
eventos para o masculino e quatro eventos para o feminino), estabelecendo como 
modalidades olímpicas as seguintes manifestações esportivas de ginástica: a 
ginástica artística masculina, a ginástica artística feminina, a ginástica rítmica 
desportiva, o trampolim acrobático e a ginástica aeróbica. Desse modo, o termo 
ginástica olímpica estaria se referindo a qualquer uma dessas cinco manifestações 
esportivas da ginástica (NUNOMURA, NISTA-PICCOLO, EUNEGI, 2004).
Atualmente, as competições oficiais envolvem seis provas masculinas e 
quatro femininas, são elas:
FIGURA 14 – PROVAS OLÍMPICAS DA GINÁSTICA
Provas
masculinas
Solo Solo
Cavalo com alças
Paralelas simétricas
Paralelas assimétricas
Trave de equilíbrioArgola
Salto
Salto
Barra
Provas
femininas
FONTE: Nunomura, Nista-Piccolo, Eunegi, (2004)
A ginástica olímpica, modalidade esportiva mais antiga e popular do 
programa olímpico, se distingue pela grande variedade de movimentos dinâmicos 
ou estáticos, de difícil coordenação, executados em condições especiais: nos 
aparelhos, onde o nível dos ginastas é avaliado por um grupo de juízes, conforme 
os critérios de dificuldade do programa, a composição e a qualidade de execução 
(JOÃO & FERNANDES FILHO, 1996).
UNIDADE 1 | RESGATANDO AS RELAÇÕES ENTRE EDUCAÇÃO FÍSICA E A GINÁSTICA
NO AMBIENTE ESCOLAR
26
FIGURA 15 – GINASTAS OLÍMPICOS DE ANTIGAMENTE
FONTE: Disponível em: <https://upload.wikimedia.org/wikipedia/
commons/thumb/f/f8/Gym_combination_2.JPG/250px-Gym_
combination_2.JPG>. Acesso em: 14 set. 2015.
FIGURA 16 – GINASTAS OLÍMPICOS DE ANTIGAMENTE
FONTE: Disponível em: <http://www.rio2016.com/sites/default/files/imagecache/
switcher_960x620_rounded_corners/cioc-albert_meyer_pho10002988.ori_.jpg>. Acesso 
em: 14 set. 2015.
TÓPICO

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.