Dissertacao_Ana_Wansul_Liu
249 pág.

Dissertacao_Ana_Wansul_Liu


DisciplinaPre Moldados6 materiais49 seguidores
Pré-visualização50 páginas
ANA WANSUL LIU 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
DIRETRIZES PARA PROJETOS DE EDIFÍCIOS DE ESCRITÓRIOS 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Dissertação apresentada à Escola 
Politécnica da Universidade de São 
Paulo para obtenção do título de 
Mestre em Engenharia 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
São Paulo 
2010 
ANA WANSUL LIU 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
DIRETRIZES PARA PROJETOS DE EDIFÍCIOS DE ESCRITÓRIOS 
 
 
 
 
 
 Dissertação apresentada à Escola 
Politécnica da Universidade de São 
Paulo para obtenção do título de 
Mestre em Engenharia 
 
 
 
Área de Concentração: 
Engenharia Civil e Urbana 
 
 
Orientador: Prof. Livre-Docente 
Silvio Burrattino Melhado 
 
 
 
 
 
São Paulo 
2010 
DEDICATÓRIA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Dedico este trabalho aos meus pais, 
Cheng Shang e Lee San (in memorian), 
por me ensinarem, entre todas as outras 
coisas, a importância do estudo, e à 
minha família, Nelson, Ian e Beatriz, pelo 
amor recíproco e incondicional. 
 
AGRADECIMENTOS 
 
A Silvio B. Melhado, que criou a primeira motivação para minha entrada no mundo 
acadêmico, e que fez uma orientação objetiva e gratificante do trabalho. 
 
Aos professores Francisco Segnini Junior e Brenda Chaves Coelho Leite, que 
fizeram a leitura cuidadosa da qualificação e trouxeram críticas valiosas e 
construtivas, além de recomendações bibliográficas. 
 
A Luiz Henrique Ceotto, que sugeriu o tema do trabalho e providenciou o acesso a 
todos os dados necessários para o estudo de caso. 
 
À arquiteta Beatriz Abdalla, que me acompanhou nas reuniões de coordenação de 
projetos dos empreendimentos do estudo de caso. 
 
À professora Maria Cristina V. Borba, pela revisão do inglês do Abstract e por 
desvendar parte dos mistérios da língua inglesa para fins acadêmicos. 
 
Aos professores e profissionais Mario Franco e Ricardo L. S. França, pelos 
comentários e correções do texto de estrutura, e pela indicação de referências 
bibliográficas. 
 
A José Luiz de Martini, pelos comentários sobre o texto de sistemas prediais 
elétricos e pela indicação de artigos pertinentes. 
 
À professora Lúcia Helena de Oliveira, por ter me possibilitado uma abertura de 
olhar em relação aos sistemas prediais hidráulicos. 
 
A Eduardo Grecco, pela agradável aula informal sobre ar condicionado. 
 
A Jayme Spinola Castro Neto, pela disponibilidade para trocar idéias sobre a 
importância dos sistemas de automação predial no contexto da arquitetura. 
 
A Luciana de Oliveira, por ter gentilmente cedido trechos de sua tese de doutorado. 
 
A Moacyr Motta Filho, pelas referências bibliográficas sobre sistemas de transporte 
vertical. 
 
A Marcos Kowalewski e Alexandre Ventura Martins, pelas valiosas informações 
sobre gerenciamento de facilidades sob a ótica do mercado. 
 
A José Fiasco, pelas informações sobre gerenciamento de propriedades do estudo 
de caso e pelo empréstimo de seus livros pessoais. 
 
Ao professor Moacyr Eduardo Alves da Graça, pelas explanações conceituais sobre 
gerenciamento de propriedades e de facilidades. 
 
A Roberto de Souza, pelo acesso ao evento Encontro Internacional de 
Sustentabilidade na Construção de 2008. 
 
Aos meus queridos amigos \u201corbitais\u201d: Rosely, Edison, Medina e Renato, que 
forneceram diversos desenhos para composição deste trabalho, esbanjaram bom 
humor e me deram muita motivação para seguir em frente. 
 
A querida Lilian A. P. Faversani, pela cuidadosa revisão do texto e pelas incontáveis 
vezes em que ela esteve disponível para estar com meus pequenos durante minhas 
reuniões de pesquisa. 
 
Ao CNPq \u2013 Conselho Nacional de Pesquisa \u2013 pela bolsa concedida durante a 
realização do trabalho. 
RESUMO 
 
 
A complexidade no desenvolvimento de projetos para edifícios de escritórios está 
relacionada a dificuldades na conciliação de interesses de empreendedores, 
projetistas, construtores e usuários finais, e a diversidade e especialização cada vez 
maiores das disciplinas envolvidas. A clareza quanto aos pontos que devem ser 
definidos, e quem deve defini-los, ainda na fase de concepção deste tipo de projeto, 
é fundamental para que o empreendimento apresente viabilidades técnica, 
construtiva e de negócio, e a gestão do processo do projeto deve ter domínio total 
destas questões nesta fase. A proposta deste trabalho é apresentar as informações 
críticas das diversas disciplinas, que devem ser definidas ainda na concepção da 
arquitetura, e sua correta seqüência de inserção no processo. Para tal, a 
metodologia adotada baseia-se em revisão bibliográfica e na realização de um 
estudo de caso, cujas condições de contorno são consideradas ímpares: a empresa 
contratante de projetos é uma incorporadora que tem o domínio das informações 
sobre as necessidades mercadológicas do produto, tem um corpo técnico que 
apresenta condições de avaliar e escolher soluções técnicas construtivas, e também 
é uma empresa de administração predial, ou seja, opera o funcionamento do edifício 
construído, resultando em decisões de projeto que realmente focam o custo do 
empreendimento em seu ciclo da vida, o que não ocorre freqüentemente no 
mercado brasileiro. Propõe-se o desenvolvimento de um fluxo de informações de 
projetos que indique a necessidade e a etapa de cada informação na fase de 
concepção do projeto, o que ajuda a esclarecer o correto papel de cada agente no 
processo e constitui uma ferramenta extremamente útil para a gestão de projetos. 
Palavras-chave: Edifício de escritório. Gestão do projeto. Processo do projeto. Fluxo 
de informações 
 
 
ABSTRACT 
 
 
The complexity in office buildings design development is related to difficulties in 
incorporating the interests of all the players involved (owners, designers, contractors 
and end-users) and to the increasing diversity of specialist designers. The clarity 
about key points definitions and who should make them, during the design 
conceptual phase, is imperative for technical, constructive and commercial 
feasibilities of the project itself, and design management must have complete control 
of these aspects. The aim is to investigate what critical information from several 
design subjects should be defined during this conceptual phase and its correct 
insertion sequence in the design process. In order to achieve this investigation, the 
research is based on the case study method, the studied object of which has 
distinctive conditions: the design team contractor is a real estate company that fully 
understands office building market needs, holds an experienced technical team to 
evaluate and select constructive solutions and, also, is a facility manager. Due to this, 
their design decisions actually focus on the project entire life cycle, which is not 
common in the Brazilian market. In conclusion, the development of an information 
flow is proposed, during the design conceptual phase, which indicates when each 
piece of information should be located in the design process, which is helpful to 
elucidate the correct function of each related player and to establish a useful tool for 
design management. 
Keywords: Office buildings. Design management. Design process. Data flow. 
 
 
ÍNDICE DE FIGURAS 
 
Figura 1 \u2013 Vista interior do edifício Larkin (EUA), construído em 1904 e demolido em 
1949 ................................................................................................................... 24 
Figura 2 \u2013 Representação parcial de um escritório panorâmico ...............................