A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
Revisao av1

Pré-visualização | Página 1 de 1

HISTÓRIA DA AMÉRICA II
Revisão 1
Tema da Apresentação
Revisão 1
HISTÓRIA DA AMÉRICA II
Conteúdo Programático desta aula
Revisão: As Américas no fim do século XIX: Os EUA e seu crescimento .
A América Latina na passagem do século XIX para o XX.
A Revolução Mexicana.
A Argentina
Tema da Apresentação
Revisão 1
HISTÓRIA DA AMÉRICA II
Os EUA na passagem do séc. XIX para o XX:
 . O início do poderio norte-americano pode ser encontrado na Guerra da Secessão, que reunificou o país sob a hegemonia do capitalismo industrial e financeiro, da expansão para o oeste, da imigração e da grande expansão industrial (sustentada pelas ferrovias).
 . Ao fim do século XIX os EUA iniciam sua atuação imperialista com a Guerra Hispano Americana e com a formulação do conceito de “Big Stick”
Tema da Apresentação
Revisão 1
HISTÓRIA DA AMÉRICA II
 . O tratamento dado aos estados sulistas derrotados na Guerra da Secessão vai estabelecer o padrão de hegemonia das políticas do norte na atuação do Estado norte-americano.
 . O crescimento industrial é sustentado pelos investimentos, pela expansão ferroviária, pela imigração e pelo “conquista do oeste”.
 . Surgem os grandes trustes, conglomerados e monopólios industriais.
Tema da Apresentação
Revisão 1
HISTÓRIA DA AMÉRICA II
 . A Guerra Hispano-americana marca o início do imperialismo norte-americano, com a imposição de protetorados à Cuba, Porto Rico e Filipinas, e o Presidente Theodore Roosevelt elabora o conceito de “Big Stick”.
 . Com o advento do século XX a economia norte-americana ultrapassa a Inglaterra e a Alemanha, e, com a 1ª Guerra Mundial torna-se a mais importante do mundo, substituindo a influencia européia pela sua, principalmente na América Latina.
 . Nos anos 20 o crescimento americano vai acelerar-se em todos os níveis, impulsionado pelas industrias automobolística e de entretenimento.
Tema da Apresentação
Revisão 1
HISTÓRIA DA AMÉRICA II
 
 
Continuação:
 
. O crescimento da década de 1920 tinha contradições, na intervenção estatal, na tendência à superprodução e na defasagem dos preços agrícolas.
 . A queda da rentabilidade das empresas leva à crise da Bolsa de Valores de 1929 e ao início da Grande Depressão, que vai levar ao “New Deal”, alterando o papel do Estado norte-americano.
Tema da Apresentação
Revisão 1
HISTÓRIA DA AMÉRICA II
 A América Latina no século XIX e XX:
 . Após os processos de independência no início do século XIX, as relações entre os países latino-americanos e as economias principais altera o caráter de suas relações: De colonial para dependente.
 . Na Argentina, a consolidação do Estado se dá na década de 1880.
 . A Argentina passa por um processo de expansão territorial e de inserção econômica com base na “Campanha do Deserto”.
 . A expansão ferroviária e dos portos, bem como o advento da refrigeração e do navio à vapôr inserem a Argentina no mercado mundial como um grande exportador de gêneros alimentícios e produtos agrários.
 . Isso leva a um grande desenvolvimento da cidade de Buenos Aires, principalmente sustentado pelos investimentos e pela imigração.
Tema da Apresentação
Revisão 1
HISTÓRIA DA AMÉRICA II
 .. No México, a instabilidade política inicial, e o caos gerado pela intervenção francesa é substituído pelo período autoritário do “Porfirismo”.
 . O crescimento econômico da época do “Porfirismo” se deu com a repressão do operariado, dos maciços investimentos estrangeiros e da expropriação das terras comunais indígenas, levando à miséria esses setores enquanto as elites e os estrangeiros enriqueciam.
 . Tais contradições acabam por criar um ambiente explosivo que será a base para a Revolução Mexicana.
 . A Revolução Mexicana inicia-se com a contestação da reeleição do Gen. Porfírio Dias pelos “Constitucionalistas” chefiado por Francisco Madero, um liberal.
Tema da Apresentação
Revisão 1
HISTÓRIA DA AMÉRICA II
 . Além dos liberais anti-porfiristas, levantam-se também as comunidades indígenas do Estado de Morelos, chefiados por Emiliano Zapata.
 . No norte, destacam-se Álvaro Obregón e Francisco “Pancho” Villa, que arregimentam para as sua “Divisões” os peões empobrecidos e explorados pelos pecuaristas.
 . Na capital os operários, adeptos da ideologia anarquista também se juntam à Revolução.
 . Depois do assassinato de Francisco Madero, inicia-se a ditadura do General Huerta, apoiada inicialmente pelos norte-americanos, que invadem o México.
 . Com a retirada do apoio norte-americano e a reação dos grupos revolucionários, sobe ao poder Venustiniano Carranza.
Continuação:
Tema da Apresentação
Revisão 1
HISTÓRIA DA AMÉRICA II
. 
 . Inicialmente aliados, Carranza se desentendo com Zapata e Pancho Villa iniciando uma nova fase da Revolução.
 . Em 1917 é promulgada a Constituição Mexicana, e Venustiniano Carranza manda assassinar Emiliano Zapata.
 . Tentando manter-se no poder, Carranza entra em conflito com os revolucionários e é assassinado por ordem do Gen. Álvaro Obregón.
 . Francisco “Pancho” Villa depõe as armas e retira-se da vida política, mas é assassinado em 1923 por ordem do governo.
 . O General Obregón, também é assassinado em 1928, pouco antes de assumir seu 2º mandato, e, à partir daí a Revolução se “Institucionaliza” com a fundação do PRI em 1929.
Tema da Apresentação
Revisão 1
HISTÓRIA DA AMÉRICA II
A Argentina no início do século XX:
 . No início do século XX a República Argentina, firmemente sob hegemonia da cidade de Buenos Aires, passa por um grande crescimento econômico e populacional.
 . A imigração maciça leva a que 60% da população de Buenos Aires seja estrangeira em 1914.
 . O Governo argentino adota uma política liberal de apoio ao capital estrangeiro e de manutenção de baixos índices salariais.
 . São promulgadas porém Leis educacionais e eleitorais avançadas, bem como chega ao poder Hipólito Yrigoyen e o Partido Radical, que da ao Estado Argentino uma função de mediador e controlador dos conflitos sociais.
Tema da Apresentação
Revisão 1
HISTÓRIA DA AMÉRICA II
 . A 1ª Guerra Mundial produz forte impacto na economia argentina, levando à crise ao setor agrário-exportados, e as mobilizações e greves operárias levam o governo a reprimir o movimento operário e à formação de movimentos conservadores de classe-média, apoiados pelo governo e pela Igreja, de cunho nacionalista e anti-socialista.
 . O governo também atua na diversificação produtiva, incluindo novas frentes agrícolas e investimentos industriais.
 
Tema da Apresentação
Revisão 1
HISTÓRIA DA AMÉRICA II
Conclusão:
 . A História da América entre o final do século XIX e início do século XX está relacionada com a expansão do Capitalismo Industrial-monopolista nos Estados Unidos e das formas de inserção dos países latino-americanos neste mesmo sistema econômico-social.
 . As características, contradições e crises deste sistema vão incidir diretamente na forma de organização político-social das nações latino-americanas, que, por sua dependência, serão mais sucetíveis à essas crises e vão passar por profundas transformações no período.
Tema da Apresentação