Territorializacao - apresentação
18 pág.

Territorializacao - apresentação


DisciplinaGestão Pública12.206 materiais52.896 seguidores
Pré-visualização2 páginas
FORMAÇÃO DE APOIADORES ACOLHIMENTO
COM AVALIAÇÃO DE RISCO E VULNERABILIDADE
NA ATENÇÃO BÁSICA
OFICINA 2
Enfª Marilene Wagner
21/05/2015
MINISTERIO DA SAÚDE
POLÍTICA NACIONAL DE HUMANIZAÇÃO
\u2022 Identificação/caracterização do território
\u2022 Organização do apoio no território
\u2022 Organização do Acesso na APS
\u2022 Acolhimento e Avaliação de Risco na APS 
Etapa
1
\u2022 Territorialização
\u2022 Avaliação de Risco Familiar
\u2022 Escala de Coelho
\u2022 Genograma 
Etapa
2
\u2022 Acolhimento em Rede (fluxos externos)
\u2022 Planos de Intervenção
\u2022 Monitoramento das ações
Etapa
3
FORMAÇÃO DE APOIADORES NA IMPLEMENTAÇÃO DO ACOLHIMENTO 
E AVALIAÇÃO DE RISCO E VULNERABILIDADES NA APS
Objetivo
Fornecer ferramentas de Apoio a Implantação /Implementação do 
Acolhimento com Avaliação de Risco/Vulnerabilidade na APS (AC&CRV)
ATENÇÃO A SAÚDE A PARTIR DOS TERRITÓRIOS
O que é Territorialização?
\uf0fcÉ o processo de apropriação do território pela equipe da ESF; permite conhecer 
as condições em que os indivíduos moram, vivem, trabalham, adoecem e amam a 
depender do segmento social em que se situam.
\uf0fcEsse conhecer implica assumir o compromisso de responsabilizar-se pelos 
indivíduos e pelos espaços onde esses indivíduos se relacionam. 
\uf0fcA adscrição da clientela à unidade de saúde não é uma mera regionalização 
formal do atendimento, mas um processo necessário para definir relações de 
compromisso. 
Objetivo desta Oficina:
Possibilitar a compreensão dos fundamentos sobre a territorialização:
\uf0d8Conceito de território, 
\uf0d8Classificação dos territórios 
\uf0d8Fases para territorialização.
CONCEITO DE TERRITÓRIO:
Segundo Mendes (1993), há, pelo menos, duas concepções de 
território aplicadas aos sistemas de serviços de saúde:
\uf0d8Território solo: definido por critérios geográficos; é estático, 
portanto, não acompanha as mudanças continuas do território;
\uf0d8Território processo: definido por critérios geográficos, políticos, 
econômicos, sociais e culturais; é dinâmico, pois acompanha as 
mudanças permanentes do território.
DIVISÕES DOS TERRITÓRIOS:
Território distrito: Obedece à lógica político administrativa, 
sendo adequado para municípios de grande porte, para possibilitar 
a aproximação entre a administração pública e a população.
Objetivo: Delimitação de um território administrativo assistencial, 
contendo um conjunto de pontos de atenção à saúde e uma 
população adstrita, com vistas ao planejamento urbano e ações 
intersetoriais.
DIVISÕES DOS TERRITÓRIOS: (CONT.)
Território área: é um território processo, de responsabilidade 
de uma Unidade de APS, com enfoque na vigilância à saúde e 
corresponde à área de atuação de uma, no máximo, três equipes 
de saúde. 
Objetivo: Planejar as ações, organizar os serviços e viabilizar os 
recursos para o atendimento das necessidades de saúde dos 
cidadãos/famílias residentes no território, com vistas à melhoria 
dos indicadores e condições de saúde da comunidade.
DIVISÕES DOS TERRITÓRIOS: (CONT.)
Território microárea: é uma subdivisão do território área de 
responsabilidade da equipe de saúde. Corresponde à área de atuação 
do ACS. 
Objetivo: É a delimitação de espaços onde se concentram grupos 
populacionais homogêneos de risco ou não risco, com vistas à 
identificação das necessidades de saúde das famílias residentes, 
programação e acompanhamento das ações destinadas à melhoria das 
suas condições de saúde.
Referência; Texto elaborado por Maria Emi Shimazaki (2013), a partir dos guias de 
estudo das Oficinas do Plano Diretor da APS de Minas Gerais, 2007
MAPA INTELIGENTE \u2013 FASES DE ELABORAÇÃO
Objetivos:
Estabelecer as áreas de responsabilidade das equipes de 
saúde, para que possam desenvolver o planejamento local: 
Diagnóstico e identificação e priorização dos problemas de 
saúde
Programação das ações, operacionalização e
Monitoramento das metas e avaliação dos resultados.
FASES DE OPERACIONALIZAÇÃO DO MAPA INTELIGENTE
A) FASE PREPARATÓRIA:
\uf0fcIdentificar a existência de plano diretor municipal; projetos, 
estudos e mapas urbanos que contenham a identificação do 
território e a malha viária;
\uf0fcRealizar o levantamento de dados de fontes do próprio 
município, plano municipal de saúde, do IBGE, sala de situação, 
sistemas de informações do Ministério da Saúde sobre os 
aspectos geográficos, populacionais, econômicos, sociais, 
culturais e epidemiológicos.
\uf0fcAdquirir o Mapa Base do município ou das áreas já definidas
\uf0fcAnalisar os dados levantados.
B) FASE DE DELIMITAÇÃO DO TERRITÓRIO:
Critérios para delimitação do território: (Geográfico: barreiras, limites, 
áreas rurais)
\uf0d8Risco ambiental;
\uf0d8Densidade populacional;
\uf0d8Aspectos políticos, econômicos (modo de produção, renda), sociais, culturais;
\uf0d8Malha viária e meios de transporte;
\uf0d8Equipamentos sociais;
\uf0d8Pontos de atenção à saúde: Unidade de APS, centro(s) de especialidade(s),
consultório(s) ambulatório(s) privado(s), hospital(s), laboratório(s), centro de
atenção psicossocial (CAPS), residência(s) terapêutica(s), pronto atendimento
(s), dentre outros;
Delimitar os limites do território da Unidade de APS, considerando 
inicialmente as barreiras geográficas, acesso da população à unidade e 
dos profissionais aos domicílios, densidade populacional e número de 
equipes.
C) FASE DE APROPRIAÇÃO DO TERRITÓRIO:
Sinalizar no mapa base os aspectos definidos na fase de 
delimitação do território;
Analisar o mapa base com todas estas informações;
Delimitar o território da unidade ou fazer a sua revisão, caso 
já exista.
ETAPA 1: PERFIL TERRITORIAL E AMBIENTAL
Território: \u201cGoogle Earth\u201d
\uf0fcExtensão territorial em km2;
\uf0fcLocalização urbana ou rural;
\uf0fcDistância do centro da cidade;
\uf0fcBairros localizados na área de responsabilidade, especificando se totalmente ou 
parcialmente incluídos.
Geografia e ambiente:
\uf0fcDescrição do relevo;
\uf0fcExistência de rios ou córregos, especificando se canalizados ou em leito natural; 
lagos e represas, naturais ou artificiais;
\uf0fcExistência de fontes de água naturais, especificando a sua utilização pela 
população circunvizinha;
\uf0fcBarreiras geográficas.
DELIMITAÇÃO DO TERRITÓRIO DA UNIDADE DE APS NO MAPA:
Limites da área e das microáreas e localização de:
\uf0d8Pontos de atenção à saúde: Unidade de APS, centros de referência, especialidades, consultórios e 
ambulatórios privados, hospitais, laboratórios, residências terapêuticas, pronto atendimentos e 
outros.
\uf0d8Equipamentos e serviços existentes: escolas, creches, cursos profissionalizantes, associações, 
ambulatórios, hortas comunitárias, Centro de Referência de
\uf0d8Assistência Social- CRASS, Centro de Referência Especializado de Assistência Social-CREAS, etc.
\uf0d8Áreas de lazer existentes: campos de futebol, pistas para caminhada, parques, etc.
\uf0d8Áreas de risco ambiental: aterro sanitário, depósito de lixo; áreas sujeitas a deslizamento, 
soterramento ou inundação; fonte de poluentes (tipo, origem, etc.); e outros riscos.
\uf0d8Áreas de assentamentos e invasões;
\uf0d8Áreas de aglomeração urbana: favelas, cortiços, etc.
\uf0d8 Áreas rurais: número de comunidades, ponto de apoio e distância da UBS.
Urbanização \u2013 acesso:
Pavimentação das ruas e avenidas;
Transporte público;
Malha viária, rodovias e ferrovias;
Características dos domicílios:
Nº de domicílios segundo o abastecimento de água: rede pública, poço ou nascente e 
outros;
Nº de domicílios segundo o tratamento da água no domicílio: filtração, fervura, 
cloração e sem tratamento;
Nº de domicílios segundo o destino de fezes e urina: sistema de esgoto (rede geral), 
fossa ou céu aberto;
Nº de domicílios com energia elétrica;
Nº de domicílios segundo o destino do lixo: